9 May 2009

(1) POST MUITO PESSOAL


Problemas de saúde têm-me mantido afastada do BlueVelvet bem como dos jardins da vizinhança.
Durante a minha ausência, foram muitos os mails que recebi bem como os comentários/mensagens deixados no último post. Dado que houve até ameaças de deitarem a porta abaixo, agora que estou um pouco melhor, resolvi vir agradecer as manifestações de carinho.
Obrigada a todos os que sentiram a minha falta.
Constatei que também há quem não leia jornais, não veja telejornais nem leia blogs, embora se auto-intitule "Pessoa de Afectos". Registei.
Não prometo voltar em força com posts diários e se a inspiração me der para só *"fazer os vossos ouvidos de penico", não os publicarei.
Afinal, ninguém anda aqui para se aborrecer com os problemas dos outros.
Também não prometo visitar todos os jardins da vizinhança mas tentarei ir aos do prédio, na medida das minhas forças.
Sem desprimor para ninguém, tenho que fazer um agradecimento especial a alguém que me enviou de longe, um lindíssimo ramo de margaridas, com um cartão cuja mensagem guardarei para mim.
Deixo-vos um poema de Vínicius escrito em 1950, que alguém me recitou há uns dias. As conclusões serão vossas.

HORA ÍNTIMA
Quem pagará o enterro e as flores
Se eu me morrer de amores?
Quem, dentre amigos, tão amigo
Para estar no caixão comigo?

Quem, em meio ao funeral
Dirá de mim: — Nunca fez mal…
Quem, bêbado, chorará em voz alta
De não me ter trazido nada?

Quem virá despetalar pétalas
No meu túmulo de poeta?
Quem jogará timidamente
Na terra um grão de semente?

Quem elevará o olhar covarde
Até a estrela da tarde?
Quem me dirá palavras mágicas
Capazes de empalidecer o mármore?

Quem, oculta em véus escuros
Se crucificará nos muros?
Quem, macerada de desgosto
Sorrirá: — Rei morto, rei posto…

Quantas, debruçadas sobre o báratro
Sentirão as dores do parto?
Qual a que, branca de receio
Tocará o botão do seio?

Quem, louca, se jogará de bruços
A soluçar tantos soluços
Que há-de despertar receios?

Quantos, os maxilares contraídos
O sangue a pulsar nas cicatrizes
Dirão: — Foi um doido amigo…

Quem, criança, olhando a terra
Ao ver movimentar-se um verme
Observará um ar de critério?
Quem, em circunstância oficial
Há de propor meu pedestal?

Quais os que, vindos da montanha
Terão circunspecção tamanha
Que eu hei de rir branco de cal?

Qual a que, o rosto sulcado de vento
Lançará um punhado de sal
Na minha cova de cimento?

Quem cantará canções de amigo
No dia do meu funeral?
Qual a que não estará presente
Por motivo circunstancial?

Quem cravará no seio duro
Uma lâmina enferrujada?
Quem, em seu verbo inconsútil
Há de orar: — Deus o tenha em sua guarda.

Qual o amigo que a sós consigo
Pensará: — Não há de ser nada…
Quem será a estranha figura
A um tronco de árvore encostada
Com um olhar frio e um ar de dúvida?

Quem se abraçará comigo
Que terá de ser arrancada?
Quem vai pagar o enterro e as flores
Se eu me morrer de amores?

Nota:*Expressão usada no Brasil, né Pitanga?

33 nhận xét :

anamar said...

Há tempo que não a visitava!
Rápidas melhoras e obrigada pela partilha deste poema de Vinicius que há tempo que não lia... porque o usei e abusei...
Tempos!

sagitario said...

bem vinda velvet,
pode crer que senti a sua falta, mas pensei que tinha ido mudar de ares ate à América,
Infelizmente foram razões de saúde, espero que já esteja bem e nos vá encantar com os seus trabalhos tão desejados.
Tenha um fim de semana com muita paz e amor

mjf said...

Olá!
Linda Blue, como estou contente por te ter de volta :=)
A Primavera anda a afectar-te????
Conta lá :=)

Beijocas
Bom fim de semana, com muito amor

Pitanga Doce said...

Certíssima cara amiga Blue! Expressão preciosa para definir quando o que se diz não vale a pena, mas se chamares dividir com os amigos as angústias e temores que te atacam o coração para que eles te façam companhia, aí a expressão não se aplica.

Quero que saibas que estamos aqui. Ainda que a porta só tenha uma frestinha. Somos mulheres, Blue. Não somos uma criatura qualquer . Somos mulheres e como tal temos os nossos momentos inexplicáveis de total "desarvoramento" se é que a palavra existe.

beijos Blue
da Pitaguinha

Pitanga Doce said...

Agora para não deixar isto tããão sério porque é Primavera:

"Quem cantará canções de amigo
No dia do meu funeral?
Qual a que não estará presente
Por motivo circunstancial
"?

Olha, se eu estiver rouca nem pensar que não canto e vê se marcas este funeral para as duas que as quatro costumo ir arranjar o cabelo.

beijos Blue.

Sorriste? Bom!

salvoconduto said...

A porta entreabriu-se e deixou passar o sol!

De repente o fim de semana tornou-se melhor, mesmo com o Sporting a empatar com o Setubal.

Abreijinhos, muitos.

BC said...

Bom Blue, o prometido é devido, não demorei muito a chegar cá pois não???
Já falámos de muitas coisas, mas não do poema.
Vinicius é Vinicius, mas não falemos de coisas tristes.
Eu depois envio-te um poema mais fofinho com outras flores mais coloridas, das de aniversário__________de um dia que nem é especial mas apetece enviar uma flor a uma amiga!!!!

Beijinhos e dorme bem
Isabel, a dos sorrisos, não vá haver confusões!!!
ENTENDE???

Si said...

Ora então, vamos a contas:
150,00 € do serralheiro
235,00 € do desentupidor de canos
100,00 € da nova fechadura
300,00 € de polimento de mármore
560,00 € de telhas, massas e outros arranjos derivados de infiltrações.
Total: 1345,00 €
Reserva legal do condomínio: 1000,00 €
Total a pagar: 345,00 €
ACHA BEM, sôtora Velvet???
E as galochas que se me ficaram atascadas na inundação?
E a arritmia da preocupação??
E o meu chá de hoje que ainda levou 'cas pingas do tecto dentro do bule??
E a minha pintura ÓRIGINAL do 'Menino a Chorar' que ficou com rachas e bolor??
Faça-me uma destas outra vez que eu digo-lhe, óviu???
Humpfffff!!!

Sandra Daniela said...

Olá! Espero que te encontres melhor!! E que os raios de sol, iluminem o teu caminho...

Tomei nota da notificação..
Beijinhos

Sunshine said...

Querida Velvet, ainda bem que estás de volta, mas permite-me que discorde de ti. "Ando por aqui" do mesmo modo que ando no resto da minha vida e isso significa estar atenta aos desabafos dos meus amigos. Claro que estes desabafos por vezes me preocupam, mas quantas vezes já não preocupei os meus amigos com os meus? Quantas vezes não foram eles que me impediram de cair ou me ajudaram a levantar? Afinal de que é feita a amizade senão de partilha?

Ainda bem que a água já desapareceu e envio-te os meus raios de sol para enxugar algum pingo esquecido e para afastar o bolor.

beijinhos

f@ said...

Linda eu nem li o post todo...

tanto que me alegra voltares....
e só porque estou ensonada e meio partida de cansaço só te dou um beijinho e um abraço grande.......

beijinhos gigante

Emigrante said...

Olá amiga
A ausência quanda voluntária é um acto que todos temos de respeitar!
Se motivada por qualquer causa exogénea não perdoamos o não recurso(excepto incapacidades naturais) pois entendo este espaço como um elo de energia para todos nos fornecermos e fornecermos.
Como não viestes junto de nós fornecer-te de energia? Estamos cá...
Rápidas melhoras e volta para nós

Beijinhos

Teresa

Carminda Pinho said...

Finalmente a porta abriu.:)))
Faxavor de não deixar o pessoal tanto tempo a bater à porta, tá?

Linda! Ainda bem que estás melhor, vais ver que é só aparecerem uns raiozinhos de sol, e voltará o "bom tempo".:)

Gosto muito do Vinícius, mas hoje não me apetece falar sobre este poema. Acho-o muito triste, e eu ando a fugir à tristeza. Lol

Beijinhos, e passa um bom domingo.

Rafeiro Perfumado said...

Eu pertenço ao grupo de desnaturados que não sabia que estavas doente.

Deixo-te uma beijoca e os desejos que o pior já tenha passado, Blue.

preto [e] branco said...

Blue,

Assumo ser dos que, só muito pontualmente, te vou visitando. Tempos houve, ainda no meu outro blogue, em que a ausência não se notava.
Gosto da postura que possuis. As palavras feitas verdade, não te faltam e isso Valorizo.

Pena tenho de te comentar nesta altura em que te encontras menos bem de saúde. Certo é que, rápidamente, estarás no teu melhor.
É o meu desejo.

Quanta verdade nesta "Hora Íntima" de Vínicius.

bj...nho

Miepeee said...

Sabes o quanto estou contente, sabes? sabes? sabes?
Beijo daqui ate ai e um abraco do tamanho do mundo.

BlueVelvet said...

Anamar,
é verdade que tem andado fugida.
Mas veio em bom dia.
Volte sempre.
Veluidnhos azuis

BlueVelvet said...

Sagitário,
não teve nada que ver com os States, não.
Veludinhos azuis

BlueVelvet said...

Mjf,
não é a Primavera, não.
Lembras-te que já me perguntaste se era o Inverno?
Aina bem que ficaste feliz.
Beijinhos

BlueVelvet said...

Pitanguinha,
então tá combinado para as 6, porque às 4 tu tens escova e eu, unhas:)))
Beijokas

BlueVelvet said...

Salvo,
mas ganhou!
Ganhou!LOL
Abreijinhos

BlueVelvet said...

BC
cá fico À espera do teu poema dos Sorrisos.
Beijinhos

BlueVelvet said...

Si,
peço muita desculpa, não foi de propósito, etc, etc...
Mas não acha que posso deduzir nos diamantes bébé da PresidentA que ainda não vi nem um??
Beijinhos de mim para Si

1/4 de Fada said...

Ainda bem que te sentes melhor. Sabes que não conhecia este poema do Vinicius nem a expressão brasileira?
Beijinhos.

de dentro pra fora.... said...

Espero que esteja bem melhor e que fique melhor ainda com este carinho da vizinhança, que já estava com saudades da menina de Azul que gosta do cor-de-rosa.
Agora cá pra nós ...os amigos são para as ocasiões, não é verdade!? então faça o favor de dispor sempre que queira fazer dos meus ouvidos "penico"


Beijinhos ...muitos , para ver se ajuda na recuperação, as melhoras!

Intruso said...

bem regressada

LopesCa said...

Bem vinda de volta :)

Oliver Pickwick said...

Velvet, é bom vê-la de novo! E neste caso, que o seu retorno oficial seja o mais breve possível.
Um beijo e parabéns pela passagem do seu dia!
(Pelo menos aqui, no Brasil)

Si said...

Nem me fale!!
Quais diamantes, quais quê??
Nunca cá chegaram e por isto as contas do condomínio estão tão torcidas, logo agora que os vizinhos se andam a portar tão bem e multas, nicles, bitocles!!
Ai, senhora, o melhor é a Velvet pedir um empréstimozinho ao BPP, ou ao BPN, que já tenhos os cofres depauperados!!!

Angel of Light said...

Beijinhos querida, carregados de luzinhas coloridas, para iluminar e alegrar o teu coração.

Continuação das melhoras.

Fica na Paz!

Donagata said...

Lindo poema e vindo de alguém que, embora não conheça, para mim é, sem qualquer dúvida, uma pessoa linda.

Costumo respeitar os silêncios das pessoas embora estivesse a estranhar o teu. A verdade é que nem sempre estamos voltadas para a conversa...

Desejo que o teu estado de saúde (afinal causa deste silêncio) esteja em franca recuperação. Fazes falta ainda que seja, como tu dizes, para fazer dos nossos ouvidos penico. Às vezes é demasiado importante o desabafo mesmo sem sentido, para que o tentemos evitar.
Eu, por mim, estou aqui para tudo o que te possa ser útil.

Muitos, muitos beijos.

Patti said...

E eu a pensar, como alguém por aqui já referiu, que tinhas esticado os diazinhos do feriado, para fazeres umas curtas férias.
O importante é que já estás melhor e encontraste mais uma vez a chave do Velvet, onde tens amigos que perguntam por ti e dão pela tua ausência.

E isso de postagens com dia marcado não está com nada, Blue. Fazes quando te apetecer, quando sentires necessidade e tiveres tempo para isso.
Andaremos sempre por aqui.
Beijinhos e recompõe-te.

Agora quanto a difamações e boatos é que a coisa pia de outra maneira! Então onde é que a menina e a outraSI meteram os diamantes?
Vocês não lancem aldrabices sobre mim, que eu sou uma Presidenta Ónesta, ouviram bem?

Sónia Pessoa said...

Xiiii!... ando mesmo desnaturada!... acho que o termo é mesmo foleira, e outros piores que não me atrevo a dizer aqui! Lá no meu canto lá vou explicando que ando foleira e sem vontade de visitar os vossos jardins, nem o vizinhos do prédio, quanto mais!! Mas hoje vim aqui e percebi que estiveste doentita... provavelmente, espero eu, já estás boa, mas deixo na mesma um miminho e um pedido de desculpas! Dá notícias...