31 December 2007

Photobucket

RECOMEÇO

Recomeça….
Se puderes
Sem angústia
E sem pressa.

E os passos que deres,
Nesse caminho duro
Do futuro
Dá-os em liberdade.

Enquanto não alcances
Não descanses.
De nenhum fruto queiras só metade.
E, nunca saciado,
Vai colhendo ilusões sucessivas no pomar.

Sempre a sonhar e vendo
O logro da aventura.
És homem, não te esqueças!
Só é tua a loucura
Onde, com lucidez, te reconheças…

Miguel Torga

Happy Pooh Year

CONSELHOS DE AMIGA - ÚLTIMA PARTE

E,DEPOIS DA FESTA, QUANDO A VIDA REAL VOS BATER À PORTA,LEMBREM-SE:

CONSELHOS DE AMIGA PARA O FIM DE ANO - PARTE 2!

E,SE BEBEREM, POR FAVOR, LEIAM OS LETREIROS DAS CASA DE BANHO COM ATENÇÃO!
A ASAE ANDA POR AÍ...

CONSELHOS DE AMIGA PARA O FIM DE ANO - PARTE 1

Se forem comemorar o Fim de Ano, por favor, por favor não bebam demais, para que isto não vos aconteça!


MÃEZINHAS, NÃO SE DEIXAM OBJECTOS PERIGOSOS AO ALCANCE DAS CRIANCINHAS!!!

Snowman Nose

30 December 2007

PRÉMIO

Perfeccionistas como são as pessoas que escrevem nas redondezas, chegaram à conclusão que, se se DIZ QUE ATÉ NÃO É UM MAU BLOG, é porque É UM BLOG MUITO BOM, SIM SENHORA!

Vai daí, A Pekenina de " A Força de uma Pipoca" ( http://pipocapequenina.blogspot.com/ ), que não deixa nada pela metade, deu-me, de presente de Fim de Ano, este prémio.

Fiquei muiiiiiiiiito orgulhosa e orgulhosamente aqui o exibo, cumprindo, desde já uma regra.




EIS AS REGRAS:

Regras:1. Este prémio deve ser atribuído aos blogs que considerem serem bons, entende-se como bom os blogs que costuma visitar regularmente e onde deixa comentários.

2. Só e somente se recebeu o “Diz que até não é um mau blog”, deve escrever um post:- Indicando a pessoa que lhe deu o prémio com um link para o respectivo blog;- A tag do prémio;- As regras;- E a indicação de outros 7 blogs para receberem o prémio.

3. Deve exibir orgulhosamente a tag do prémio no seu blog, de preferência com um link para o post em que fala dele.

4. (Opcional) Se quiser fazer publicidade ao blogger que teve a ideia de inventar este prémio, ou seja – Skynet - pode fazê-lo no post).

Regras 2 – é um blog muito bom sim senhora!Não há regras, excepto linkar a imagem ao meu blog (se vos apetecer), de resto a regra de escolher o ou os blog(s) fica à responsabilidade de cada um.

É claro que a parte difícil vem agora: atribuir eu, o prémio a sete Blogs. É uma verdadeira dor de cabeça, mas como tem que ser:
Os sortudos são:
1 - Um sortudo do lado de lá do oceano, que além de ter um bom blog, tem um tio que tenho que conhecer. Quem é? O TIO JOSIAS, papu babu, claro.
2 - Alguém que inventa SÓ MOMENTOS de beleza
3 - Alguém que tem um QUINTAL COM JASMINS, coisa que muito invejo. :)
4 - Alguém que acha que tudo na vida deve ser feito A QUENTE, até ESCREVER
5 - Alguém que é tão doce, tão doce que está sempre a dar-me mimos, dizendo MIMO-TE.
6 - Alguém que tem nome de mulher, tem nome de mãe e é uma MARIA muito especial.
7 - OLÁ,OLÁ, pensavas que escapavas???
Beijinhos a todos.

29 December 2007

BALANÇO EM JEITO DE DESAFIO

O Fim de Ano é uma data que sempre me angustiou, não pelo que termina, mas pelo que começa.
Já experimentei tudo: vestir-me de gala e ir a festas. Sinto-me sempre só.
Ficar em casa, e compenetrar-me que a meia-noite é só mais uma. Sinto-me só.
Já cumpri todas as supestições existentes: as notas na mão para ter dinheiro no novo ano, as cuecas azuis para ter sorte, saltar de uma cadeira para o chão e comer sempre, não as passas, que odeio, mas um costume que trouxe do Brasil e de que gosto muito: doze uvas. Mesmo assim engasgo-me sempre.
Só no Brasil, mesmo com angústia, o Ano Novo sabe a Novo Ano.
Na praia, vestida de branco, pés descalços na àgua quente, com as oferendas que atiro para o mar, em honra de Iemanjá.
E a magia dos fogos de artifício que me transformam em criança.
Esperança? Tenho pouca.
Resoluções? Não tomo nenhuma. Para quê, se sei que vou falhar todas?
Aquilo que faço mesmo, é reflectir sobre o Ano que passou, o que é, a maior parte das vezes uma má ideia.
Em qualquer caso, neste que é o meu 1º Ano Novo com um Blog, resolvi fazer o tal balanço, e deixar-vos um desafio:
Não é dirigido a ninguém, mas a todos os que têm a gentileza de por aqui passar.
Consiste no seguinte:
Vou deixar-vos uma série de perguntas, que vos peço que transportem para os vossos blogs e que respondam.
Podem fazê-lo a sério ou com humor.
Em qualquer dos casos, servirá para todos reflectirem no que foi o Ano que finda e para eu vos conhecer melhor.
Aqui ficam as perguntas:
O que fizeste em 2007 que nunca tinhas feito antes?
Manteve as resoluções de ano novo de 2007 e farás novas para 2008?
Que Países visitaste?O que gostarias de ter em 2008 que faltou em 2007?Que data de 2007 vai ficar marcada na tua lembrança?
Qual a tua maior realização do ano?
Qual foi o teu maior fracasso?

Tiveste alguma doença?
Qual foi a melhor coisa que compraste?

Que comportamento mereceu comemoração?
Que comportamento foi deprimente?

Para onde foi a maior parte do teu dinheiro?
O que te deixou realmente excitado/a?
Que canções sempre te vão lembrar de 2007?
Comparando-te com esta época, no ano passado, estás:

I. mais feliz ou mais triste?
II. mais magro/a ou mais gordo/a?
III. mais rico/a ou mais pobre?
O que querias ter feito mais?

O que querias ter feito menos?
Como vais passar o reveillon?
Apaixonaste-te em 2007?
Qual foi o teu programa de TV favorito?
Odeias alguém hoje que não odiavas há um ano?
Qual foi o melhor livro que leste?

Qual foi a tua maior descoberta musical?
O que querias e conseguiste?
O que querias e não conseguiste?

O que fizeste no teu aniversário?
O que teria feito o teu ano infinitamente melhor?
Como descreverias o teu modo de vestir em 2007?
O que manteve a tua sanidade?
Qual o episódio da política que te deixou mais puto?
De quem sentiu falta?

Quem foi a pessoa mais legal que conheceste?
Diz uma lição valorosa que aprendeste em 2007.

E para não dizerem que peço aos outros algo que não faço, aqui ficam as minhas respostas:

O que fizeste em 2007 que nunca tinhas feito antes?
Uma viagem de veleiro pelo Mediterrâneo.
Manténs as resoluções de ano novo de 2007 e farás novas para 2008?
Só fiz esse tipo de lista uma vez na vida - e o score foi pífio. Se não me engano, perdi a lista no dia 2 de janeiro e só fui achá-la novamente no último dia do ano, atrás do sofá, cheia de poeira e 0% cumprida. Acredito que mudanças radicais só rolam na base do choque, e não na pura e simples vontade. E, já que a fé não remove montanhas mesmo, vou poupar - me ao esforço.
Que Países visitaste?
Embora já conhecesse, o Mediterrâneo com Ibiza e as suas noites loucas, Monte Carlo, as Ilhas Gregas e Dubrovnik.
O que gostarias de ter em 2008 que faltou em 2007?
Um cão.
Que data de 2007 vai ficar marcada na tua lembrança?
Dia 10 de Fevereiro, quando meu amor peludinho, partiu.
Qual a tua maior realização do ano?
Um certo casamento.
Qual foi o teu maior fracasso?
Um certo casamento.
Tiveste alguma doença?
Uma depressão das brabas!
Qual foi a melhor coisa que compraste?
Pouco comprei, mas o que mais comprei foram livros.
Que comportamento mereceu comemoração?
O da minha mãe, cuidando de meu pai, gravemente doente. Se o Vaticano soubesse, ainda virava Santa.
Que comportamento foi deprimente?
O de quase todos os políticos do Mundo.
Para onde foi a maior parte do teu dinheiro?
Despesas absolutamente necessárias.
O que te deixou realmente excitado/a?
Ter conseguido ir a Alfragide ( que para mim é outro mundo ), guiada pelo mapa do Google.
Que canções sempre te vão lembrar de 2007?
You are beautiful, Foi Feitiço, Encosta-te a mim, Boa Sorte Good Luck, e claro, Blue Velvet.
Comparando-te com esta época, no ano passado, estás:
I. mais feliz ou mais triste?
Mais triste.
II. mais magro/a ou mais gordo/a?
Mais gorda.
III. mais rico/a ou mais pobre?
Mais pobre.
O que querias ter feito mais?
Viajado e feito amor.
O que querias ter feito menos?
Chorado.
Como vais passar o reveillon?
Na cama, vendo televisão ou lendo um livro.
Apaixonaste-te em 2007?
Pensei nisso, mas os impedimentos são vários.
Qual foi o teu programa de TV favorito?
Vejo muito pouca televisão, mas gosto muito do CSI Miami.
Odeias alguém hoje que não odiavas há um ano?
Não odeio niguém.
Qual foi o melhor livro que leste?
SISTERS, um hino ao amor familiar.
Qual foi a tua maior descoberta musical?
Israel Kamakiwo, olé
O que querias e conseguiste?
Manter-me viva.
O que querias e não conseguiste?
Um cão, raça Terrier do Tibete.
O que fizeste no teu aniversário?
Jantei num restaurante lindo, com a família.
O que teria feito o teu ano infinitamente melhor?
Ter o meu cão vivo.
Como descreverias o teu modo de vestir em 2007?
Casual Chic
O que manteve a tua sanidade?
4 amigas que são o meu porto seguro.
Qual o episódio da política que te deixou mais puto?
A puta da política já não consegue tirar-me do sério. Já nada mais me pode surpreender. mas talvez, a absolvição dos senhores da UGT, e a devolução da Esmeralda ao pai biológico. Pode parecer que não, mas tudo isto é política.
De quem sentiu falta?
Do meu cão e de um novo Amor.
Quem foi a pessoa mais querida que conheceste?
Conhecer mesmo, pessoalmente, a Sofia. Não pessoalmente o Indiana Jones.
Diz uma lição valorosa que aprendeste em 2007:
"Eu acredito na continuidade das coisas que amamos, acredito que para sempre ouviremos o som da água do rio onde tantas vezes mergulhamos a cara, para sempre passaremos pela sombra da árvore onde tantas vezes paramos, para sempre seremos a brisa que entra e passeia pela casa, para sempre deslizaremos através do silêncio das noites quietas em que tantas vezes olhamos o céu e interrogamos o sentido.
Nisso eu acredito: na veemência destas coisas sem princípio nem fim, na verdade dos sentimentos nunca traídos.
E de novo acredito que nada do que é importante se perde verdadeiramente.
Apenas nos iludimos, julgando ser donos das coisas, dos instantes e dos outros.
Comigo caminham todos os mortos que amei, todos os amigos que se afastaram, todos os dias felizes que se apagaram.
Não perdi nada, apenas a ilusão de que tudo podia ser meu para sempre."

Como terão percebido, nem tudo o que luz é ouro.
Fico à espera de ler nos vossos blogs as respostas.
De novo, UM EXCELENTE 2008 para todos.

Para as meninas que responderem ao desafio, aqui fica um prexentinho:

Podem levá - lo convosco.

Para os meninos, eu sei que não precisam de incentivos, mas prometo que vos ofereço um veludinho especial. Hihihi...

Enjoy!

28 December 2007

POEMA DE FIM DE ANO


Lá bem no alto do décimo segundo andar do Ano
Vive uma louca chamada Esperança
E ela pensa que quando todas as sirenas
Todas as buzinas
Todos os reco-recos tocarem
Atira-se
E — ó delicioso vôo!
Ela será encontrada miraculosamente incólume na calçada,
Outra vez criança...
E em torno dela indagará o povo:
— Como é teu nome, meninazinha de olhos verdes?
E ela lhes dirá(É preciso dizer-lhes tudo de novo!)
Ela lhes dirá bem devagarinho, para que não esqueçam:
— O meu nome é ES-PE-RAN-ÇA...
(Mário Quintana)
Para todos, Feliz Ano Novo

UMA PRAGA MUÇULMANA

Como o espírito natalício já passou, ( parece-me ), fomos todos muito bonzinhos ( vá que não tínhamos presentes???) e no ano que se avizinha nada nos garante que não venhamos a ter que rogar uma praga a alguém ( que me lembre, nos 10 Mandamentos e nos 7 Pecados Mortais, não consta a proibição de rogar pragas), aqui fica uma que acho fantástica.
Enjoy!

CORAGEM - PARTE 1

Este não era o meu post de hoje.
É com muita pena e profundamente chocada que decidi mudá-lo.
É triste, mas não há época natalícia que nos valha no Mundo de loucos em que vivemos.
Benazir Bhutto foi assassinada quando fazia campanha para as próximas eleições, no Paquistão.
Tinha voltado ao seu País em Outubro, depois de 8 anos de exílio forçado no Dubai.
Voltou por amor à Pátria e à democracia.
Sabia o perigo que corria, mas isso não a intimidou.
E a sua vida podia ter sido bem diferente, não fosse ter-se disposto a lutar pelos seus ideais.
Benazir Bhutto nasceu em Karachi a 21 de Junho de 1953. Completados os primeiros anos de educação académica, foi para os Estados Unidos, onde estudou, entre 1969 e 1977 em Harvard. Acabou o bacharelato cum laude e viajou depois para o Reino Unido, onde, em Oxford, entre 1973 e 1979 estudou Filosofia, História e Ciência Política, Direito Internacional e Diplomacia.
Em Dezembro de 1987, casou com Asif Ali Zardari, de quem tinha 3 filhos.
Tal como a família Ghandi na Índia, os Bhuttos pertencem a uma das dinastias políticas mais famosas do Mundo.
Benazir seguiu as pisadas de seu pai, Zulfikar Ali Bhutto que foi Primeiro Ministro do Paquistão no início dos anos 70.
Em 1997 Ali Bhutto foi preso e dois anos depois executado.
Benazir foi presa e cumpriu 5 anos de pena de prisão numa solitária.
Em 1988 foi a 1ª mulher a ser eleita democraticamente num país islâmico e o seu Governo foi um dos poucos, nos 30 anos que se seguiram à independência do Paquistão a não ser dominado pelos militares.
Foi 2 vezes 1º Ministro, uma entre 1988 e 1990, e a outra entre 93 e 96.
Em 1986, já tinha fundado o Partido Popular do Paquistão, com sede em Londres.
Em 1999 teve que abandonar o Paquistão e viveu no exílio, no Dubai até Outubro deste ano, altura em que entendeu que devia voltar ao seu País que ela considerava “ estar em perigo”.
Benazir Bhutto era a última herança que seu pai tinha deixado ao Paquistão.
Os seus dois irmãos morreram também ao serviço do País: Murtaza foi assassinado em 1996, no Paquistão e Shahnawaz em 85 na Riviera francesa.
Esta pequena cronologia não são mais do que dados coligidos, números frios que nada nos dizem de como era esta mulher, culta, rica, linda, que bem podia ter levado uma vida bem diferente, e não morrer com 54 anos, às mãos de um louco suicida.
Hão-de ser muitas as qualidades deste tipo de gente: altruísmo, patriotismo, idealismo, determinação, e sobretudo, uma coisa, que pelo vistos “ runned in the family” : CORAGEM.
Perante isso, me inclino.

27 December 2007

SOBRE O FIM DE ANO



"FELIZ ANO NOVO” é uma expressão que já ouvimos várias vezes nos últimos dias, e é um cumprimento que vai ser dito e ouvido nas próximas semanas porque um novo ano vai começar. Mas o dia que hoje comemoramos como o Dia de Ano Novo, o 1º de Janeiro, nem sempre foi comemorado neste dia. O Ano Novo é um evento que acontece quando uma cultura celebra o fim de um ano e o começo do próximo. Todas as culturas que têm calendários anuais celebram o "Ano-Novo". A celebração do evento é também chamada "réveillon", termo oriundo do verbo réveiller, que em francês significa "despertar".
A comemoração ocidental tem origem num decreto do governador romano Júlio César, que fixou o 1º de Janeiro como o Dia do Ano-Novo em 46 A.C. Os romanos dedicavam esse dia a Jano, o deus dos portões. O mês de Janeiro, deriva do nome de Jano, que tinha duas faces - uma voltada para frente e a outra para trás.


O ANO NOVO NA ANTIGUIDADE
A celebração do Ano Novo é a mais antiga celebração a nível de Festas. Aconteceu pela 1ª vez na Antiga Babilónia há cerca de 4000 anos.
Cerca de 2000 AC, o Ano Novo Babilónico começava com a 1ª Lua Nova depois do Equinócio de Inverno.
As celebrações do Ano Novo Babilónico duravam 11 dias, e cada dia era diferente. Qualquer comparação com os festejos de hoje, são uma pálida amostra, comparada com aquela.
Os Romanos continuaram a celebrar o Fim do Ano no fim de Março, mas como o seu calendário era mudado conforme a vontade dos Imperadores, rapidamente o calendário ficou dessincronizado com o sol.
Finalmente, no ano 46 A.C Júlio César mudou o começo do ano para o dia 1 de Janeiro e o calendário ficou conhecido como ano Juliano.


A OPINIÃO DA IGREJA CATÓLICA E O FIM DE ANO
A Igreja sempre considerou os festejos de fim-de-ano uma festa pagã, ao contrário do que acontece em alguns países, como no Brasil, onde há uma enorme vertente mística, sendo o verdadeiro fim de ano passado na praia e oferecendo a Iemenjá flores brancas. Iemanjá é Nossa Senhora na Umbanda, uma religião que nasceu da mistura entre a religião dos africanos e a católica. Na verdade, só há cerca de 400 anos, a Igreja aceitou o Fim de Ano, fazendo-o coincidir com a circuncisão de Jesus Cristo.
Netsites.net Blackplanet

ALGUMAS TRADIÇÕES DE ANO NOVO
Uma das tradições de Ano Novo é fazer uma lista das resoluções para o próximo ano. Remonta ao tempo da Babilónia, mas enquanto, hoje em dia, se pode encontrar entre elas, deixar de fumar ou fazer uma dieta de emagrecimento, na Babilónia, a mais comum era devolver os equipamentos de lavoura emprestados!
A tradição de representar o Ano Novo por um bébé começou na Grécia no ano 600ª.C.
Era costume celebrarem o Deus do vinho, Dionísio, passeando um bebé num cestinho, representando o renascimento daquele Deus, também símbolo de fertilidade.
A Igreja Católica teve que se vergar a essa tradição, e fê-lo aceitando que o bebé representa o Menino Jesus.


Em Nova Iorque a celebração mais famosa de Ano Novo é a de Times Square onde uma bola gigante começa a descer às 23 horas e 59 minutos até atingir o prédio em que está instalada, marcando exactamente zero horas (00:00:00).
No Rio de Janeiro a celebração mais famosa é a dos fogos de artifício em Copacabana. Milhares de cariocas e turistas juntam-se nas ruas à beira-mar e nas praias para assistirem ao interminável espectáculo, que começa pontualmente à meia-noite do novo ano.
Em São Paulo a Avenida Paulista é o palco de atracções e queima de fogos. Em 31 de Dezembro de 2006, a festa reuniu mais de dois milhões de pessoas.
Na Escócia há muitos costumes especiais associados ao Ano Novo, como a tradição de ser a primeira pessoa a pisar a propriedade do vizinho, conhecida como first-footing (primeira pegada). São também dados presentes simbólicos para desejar boa sorte, incluindo biscoitos ou bolos, tipo donuts, por serem redondos. Com isso, pretende-se representar a ideia do fechar de um círculo ( o ano que acaba e o que começa).
Em muitos países, as pessoas têm o costume de soltar fogos de artifício nas suas casas, como é o caso do Brasil, dos Países Baixos e de outros países europeus.
Em países de língua inglesa, cantar e/ou tocar a música Auld Lang Syne logo após a meia-noite, é uma tradição seguida ainda hoje.




26 December 2007

MySpaceGraphicsandAnimations.com







24 December 2007

'Twas the Night before Christmas'


Twas the night before Christmas, when all through the house
Not a creature was stirring, not even a mouse.
The stockings were hung by the chimney with care,
In hopes that St Nicholas soon would be there.

The children were nestled all snug in their beds,
While visions of sugar-plums danced in their heads.
And mamma in her ‘kerchief, and I in my cap,
Had just settled our brains for a long winter’s nap.

When out on the lawn there arose such a clatter,
I sprang from the bed to see what was the matter.
Away to the window I flew like a flash,
Tore open the shutters and threw up the sash.

The moon on the breast of the new-fallen snow
Gave the lustre of mid-day to objects below.
When, what to my wondering eyes should appear,
But a miniature sleigh, and eight tinny reindeer.

With a little old driver, so lively and quick,
I knew in a moment it must be St Nick.
More rapid than eagles his coursers they came,
And he whistled, and shouted, and called them by name!

"Now Dasher! now, Dancer! now, Prancer and Vixen!
On, Comet! On, Cupid! on, on Donner and Blitzen!
To the top of the porch! to the top of the wall!
Now dash away! Dash away! Dash away all!"

As dry leaves that before the wild hurricane fly,
When they meet with an obstacle, mount to the sky.
So up to the house-top the coursers they flew,
With the sleigh full of Toys, and St Nicholas too.

And then, in a twinkling, I heard on the roof
The prancing and pawing of each little hoof.
As I drew in my head, and was turning around,
Down the chimney St Nicholas came with a bound.

He was dressed all in fur, from his head to his foot,
And his clothes were all tarnished with ashes and soot.
A bundle of Toys he had flung on his back,
And he looked like a peddler, just opening his pack.

His eyes-how they twinkled! his dimples how merry!
His cheeks were like roses, his nose like a cherry!
His droll little mouth was drawn up like a bow,
And the beard of his chin was as white as the snow.

The stump of a pipe he held tight in his teeth,
And the smoke it encircled his head like a wreath.
He had a broad face and a little round belly,
That shook when he laughed, like a bowlful of jelly!

He was chubby and plump, a right jolly old elf,
And I laughed when I saw him, in spite of myself!
A wink of his eye and a twist of his head,
Soon gave me to know I had nothing to dread.

He spoke not a word, but went straight to his work,
And filled all the stockings, then turned with a jerk.
And laying his finger aside of his nose,
And giving a nod, up the chimney he rose!

He sprang to his sleigh, to his team gave a whistle,
And away they all flew like the down of a thistle.
But I heard him exclaim, ‘ere he drove out of sight,
"Happy Christmas to all, and to all a good-night!

PRESENTES DE NATAL TODO O ANO


The Gift of Praise
Appropriate mention, right in front of the other fellow,
of superior qualities or of a job or deeds well done.

The Gift of Consideration
Putting yourself in the other's shoes and thus
providing your genuine understanding of his side of the case.

The Gift of Concession
Humbly saying at just the right point,
"I am sorry, you are right and I am wrong."

The Gift of Gratitude
Never forgetting to say "Thank You" and never failing to mean it.

The Gift of Attention
When the other fellow speaks, listen attentively.
If his words are directed to you personally, meet his eye squarely.

The Gift of Inspiration
Plant seeds of courage and action in the other person's heart.

The Gift of Personal Presence
In sickness, in trouble, or in great joy,
there is nothing quite equal to your personal expression of
sympathy or congratulations. Resolve to give these gifts each day.
You will be pleasantly surprised at what you will receive in return.

A MINHA ÀRVORE DE NATAL

O Rio de Janeiro é sempre a Cidade Maravilhosa.
A Lagoa é sempre linda.
Agora imaginem com esta àrvore de Natal.
A mesma foi inaugurada com um espectáculo de fogo de artíficio e ao som de uma orquestra comandada por uma Maestrina.
Tudo junto ficou como na amostra junta.
O BCP/Millenium o quê?
Ah! Está com problemas! Pois, pensei que estavam a falar em àrvore de Natal.
Parabéns Brasil!
Enjoy!




23 December 2007

RECEITA ESPECIAL DE NATAL



1/2 cup of Hugs
4 teaspoons Kisses
3/4 cup of Smiles
4 cups of Love
1 cup of Special Holiday Cheer
1/2 cup of Peace on Earth
3 teaspoons of Christmas Spirits
2 cups of Goodwill Towards Men
1 Sprig of Mistletoe
1 medium size bag of Christmas Snowflakes

Mix Hugs, Kisses, Smiles, and Love until consistent.
Blend in Holiday Cheer, Peace on Earth,
Christmas Spirit and Goodwill Toward Men.
Use the mixture to fill a large, warm heart where it
can be stored for a lifetime, for it never goes bad!
Serve as desired under Mistletoe, sprinkle liberally with
Christmas Snowflakes
It is especially good when accompanied by Christmas
carols and family get-togethers.
Serve to one and all!

Take this Christmas Icon

22 December 2007

EU QUERO OS MEUS SONHOS NUMA GARRAFA

Não me dêem perfumes e computadores,
carros, peles ou jóias.
Não me tragam recuerdos e souvenirs,nem dinheiro em envelopes.
Não quero garrafas com àgua dos mares do Sul, nem areias coloridas das praias do Brasil.
Não quero pulseiras de marfim, nem troféus de caça de Àfrica.
Não me comprem whisky escocês nem botas aprés ski.
Eu quero garrafas, garrafas com tampas douradas
para guardar a espuma fofa e branca das ondas,
as nuvem imaculadas onde possa brincar sem cair,
o cheiro da savana africana,
o silêncio do deserto,
os sons nocturnos da selva.
Eu quero capturar o vento que assobia nos penhascos e guardar os meus sonhos numa garrafa.


Take this Christmas Icon

ABRAÇAR A VIDA


É bom ir à luta com determinação,
abraçar a vida com paixão,
perder com classe e vencer com ousadia,
pois o triunfo pertence a quem se atreve.
A vida é muita para ser insignificante.
Charles Chaplin


Take this Christmas Icon

21 December 2007

ESPERTINHA A PIKENA, RIGHT???





Take this Christmas Icon

20 December 2007

PARA INDIANA JONES WITH LOVE

Atravessando o mar azul - turquesa, pela calada da noite, chegou.
Para ele Drummond de Andrade escreveu por mim:

O chão é a cama para o amor urgente,
amor que não espera ir para a cama.
Sobre o tapete ou duro piso
a gente compõe de corpo
e corpo a última trama.
E para repousar do amor,
vamos para a cama.
Carlos Drummond de Andrade

19 December 2007

Take this Christmas Icon

18 December 2007

LAMBIDINHAS REAIS!




Tenho por hábito guardar artigos de revistas ou jornais que, por alguma razão acho interessantes ou engraçados, e de vez em quando vou lá repescar um.
Este foi escrito no Independente, por uma tal Ana Anes em 2006. Encontrei-o por acaso, e não resisti a publicá-lo. Tentei arranjar um sinónimo para a palavra em questão ( aquela... a dita...mas ainda eram piores, portanto! )
"Escrevo está crónica em plena quadra natalícia, numa altura em que os homens, coitados, na sua pequenez de vista, acham que nós queremos receber jóias, um casaquito do Cavali, um fim-de-semana numa linda pousada, um microondas para enfiarmos a cabeça lá dentro, etc, etc.
Nem estão enganados os pobres.
Mas o que nós queríamos mesmo era homens que soubessem fazer um minete "comme il flaut".
Eu explico.
Estas almas penadas vieram ao mundo com um gene que lhes meteu na cabeça que fazer um bom minete é um dado adquirido.
Pois vai uma notícia: não é !
E o mais giro é que, perguntando aos desgraçados dos meus amigos, "Ex" e afins (o leque é grande e a probabilidade de acertar quase igual à da EuroSondagem), todos acham que fazem "o" minete.
Extraordinário!
Mas alguém se lembrou de às respectivas? Não.
E todos continuam convencidos de que são os maiores nesta lide particular. Burros!
Ora, da mesma forma que nós grandes falsas – esperneamos, dizemos "aaahhh! sssimm hhuuuummm!!" e nos mexemos "à canal 18" para fingir um orgasmo durante o acto, o mesmo nos estão a meter a cara entre as pernas.
Assumindo uma posição tipo "Dra Ruth" – é o que chama, no gozo a minha editora-, arrisco dizer que 80 por cento dos homens fazem minetes como os São Bernardo lambem as vitimas perdidas na neve, Lambem, lambem… sem saber porquê e onde.
E nós fazemos o nosso papel, para os pobre coitados não ficarem cheios de complexos (de vez em quando, algumas ganham coragem e dizem "querido, não te importas de fazer assim ou assado?", mas ainda é raro).
Depois, há cerca de dez por cento que têm jeito prà coisa : um potencial elevado para um "minete colibri" – Bate as asinhas e "truca", acerta no alvo sem grandes lambidelas ou aparato.
E, finalmente, vêm os abençoados, que já foram como os anteriores mas entretanto leram livros das especialidade e fazem os "minetes de oiro"- coisa rara nos dias que correm .
Mais uma vez os caracteres lixam-me a prosa não as ideias. Mas não é por isso que ficam os senhores leitores sem uma ideia para uma prenda jeitosa para o Natal, daquelas que , uma vez aprendida, é só dar."

PS de Blue Velvet: Achei o texto muito engraçado, e " hélas ", muito verdadeiro embora acredite que seria bom que todas as mulheres perdessem a vergonha e, de quando em vez, orientassem os seus parceiros... era a garantia de haver gente muito mais feliz no dia seguinte! e sem 7 anos de MAU SEXO! ( É como se chamava a coluna da dita senhora. :) :) :)

Take this Christmas Icon

Prémio

A Pekenina de A Força de uma Pipoca, teve a gentileza de me distinguir com este prémio.
É o primeiro que recebo, por isso sabe-me a presente de Natal.
Muito obrigada. Tentarei continuar a esforçar-me para que digam que Não sou um Mau Blog.

Agora, cabe-me:
1.º Indicar quem foi que atribuiu o prémio (acima);
2.º Atribuir o prémio a 7 blogs que considere que até nem são maus blogs…
3.º Fazer referência ao criador deste prémio (link na imagem)

Como tenho que atribuir os prémios, mas 7 não dá para todos, por favor não se sintam excluídos. Visito mais do que 7 e só o faço, porque exactamente considero que são Bons Bogs.
Aqui fica a minha escolha : (e não por ordem de preferência):
O Melhor Blog sobre o Nada
porque é o mais original e bem escrito que conheço, sobre O NADA.
Bárbara Cecília porque é extremamente bem escrito, num estilo muito próprio e inconfundível.
Outono Desconhecido pela qualidade de tudo o que lá se lê e vê.
A Minha Nuvem pela beleza, sensibilidade, inspiração e qualidade.
Olá
pelo humor inteligente, pelos temas focados e porque ...tem um canito :)
Infinito Pessoal
pela qualidade e porque sempre que lá vou aprendo muito.
Estou-me nas Tintas para os Homens Bonitos pela diversidade dos temas sobre que escreve, pela côr, pela força e ...pelo título.
Silêncio Sentido
pela inesgotável inspiração para escrever sobre o Amor cheio de Erotismo, sem nunca deixar de ser subtil, belo e excitante.
É claro que todos os outros Blogs que visito são Bons Blogs, senão não iria lá enfiar o nariz todos os dias.
Mas só me deram a hipótese de 7, além de que há uns que já têm este prémio.
Beijinhos para todos.


17 December 2007

SE NÃO RECEBEREM PRESENTES... A RESPOSTA ESTÁ NO VÍDEO!





video

Take this Christmas Icon

CURIOSIDADES SOBRE O NATAL

A quadra natalícia não se resume a um ou dois dias, mas sim aos 12 dias que se situam entre o Natal e o dia de Reis, já na Época Medieval assim o era;


Os postais de Natal surgiram em 1843 e o seu criador foi John Callcott Horsley. Este criou o primeiro postal de Natal a pedido de um amigo.


O azevinho era uma planta sagrada para os druidas, na cultura celta.



Em alguns países são atribuídos nomes às renas que puxam o trenó do Pai Natal. Na tradição anglo-saxónica existem oito renas: Dasher, Dancer, Prancer, Vixen, Comet, Cupid, Donder e Blitze. Posteriormente, acrescentou-se uma outra rena de nome Rodolfo, esta tem a particularidade de ter um nariz vermelho que brilha, logo ela é a rena que lidera no trenó, já que consegue iluminar o caminho. A criação de Rodolfo deu-se em 1939, para um anúncio de Montgomery Ward Company.

MISSA DO GALO

Assim se chama a missa que se celebra na noite de Natal.
O seu nome vem de uma fábula que diz que foi este animal o primeiro a presenciar o nascimento de Jesus, ficando encarregado de anunciá-lo ao mundo.
Foi a primeira vez que um galo cantou à meia-noite.
Até o começo do século XX era costume que a meia-noite fosse anunciada dentro da igreja por um canto de galo, real ou simulado.
Durante a adoração do Menino Jesus, deixavam-se oferendas, normalmente doces caseiros (para simbolizar as oferendas que os pastores deixaram quando foram ver Jesus).
Na maioria dos países cristãos é tradição que toda a família vá junta à Missa do Galo.



16 December 2007

UM NATAL DE LUZ NO MUNDO


Se quiserem saber onde é cada slide, basta clikar uma vez em cima, e depois passar ( não é preciso clikar ) com o rato por cima.
Enjoy!