20 December 2007

PARA INDIANA JONES WITH LOVE

Atravessando o mar azul - turquesa, pela calada da noite, chegou.
Para ele Drummond de Andrade escreveu por mim:

O chão é a cama para o amor urgente,
amor que não espera ir para a cama.
Sobre o tapete ou duro piso
a gente compõe de corpo
e corpo a última trama.
E para repousar do amor,
vamos para a cama.
Carlos Drummond de Andrade

11 nhận xét :

Gi said...

Qualquer lugar é lugar para amar.

Um beijinho, obrigada pela visita ao meu canto, estou a ver se ponho ordem na casa :) ultimamente ausento-me com alguma frequ~encia,por pouco tempo mas o suficinete para deixar tudo de pantanas. Só agora foi possivel retribuir-te a gentileza


Umbeijinho

Olá!! said...

O amor não se define, sente-se...
Sensual esse poema...
Beijos

Maria said...

O Drummond de Andrade falava do amor de uma forma que só ele...
Um beijo

Sol da meia noite said...

Gostei deste conceito de "repousar do amor"...
Neste momento, fumo um cigarro e repouso da tristeza...

Xi-coração

Um Momento said...

Bem...Que dois GRANDES Momentos!!!
Amei!
Grata por tão belo Momento
Beijo grande e agradecido... em ti

(*)

Stranger said...

Eu e a Angel desejamos um bom natal, e esperamos que as nossas recordações continuem a servir de pano de fundo para exorcizar os nossos fantasmas.Abraços..

Oliver Pickwick said...

Ei, Velvet, versátil esse Drummond, hein? Como disse a Gi, qualquer lugar é lugar. E ainda digo mais, qualquer tempo é tempo; qualquer hora é hora, seja na manhã, tarde, noite e até mesmo na calada da noite.

Ainda não tive oportunidade de fazê-lo, mas agradeço pela indicação do prêmio. Fiquei lisonjeado.
Beijos!

Um Momento said...

Sorrindo imenso!!!
Minha Querida , acredita que me fizes-te sorrir e muito!
Muito obrigada!
Não , não viste mal ,os comentários no Momentos estavam ocultos,logo ninguém podia comentar( já abri )
E a foto da Silêncio sentido( imagem) é apenas para clicar nela e ir directo ao blog( não sou eu não) assim como tambem tem uma outra do Flash( Ternura dos 40)
Perdoa-me se te baralhei , mas já esta corrigido o meu lapso:)
Agora sim, podemos beber até nos fartarmos e rir á gargalhada:)))))))))
Muitissimo obrigada pois mesmo sem quereres proporcionaste-me um excelente momento de boa disposição
Beijo assim GRANDE em ti, ao teu Coração:)))))))))

(*)

Outonodesconhecido said...

Lindo o poema de drumond, como quase tudo o que escreveu.
Bjocas e bom Natal

a.filoxera said...

Este é um dos meus poemas preferidos.
Boa escolha!
Um abração.

Mustafa Şenalp said...

ÇOK GÜZEL BİR SİTE.