10 October 2009

E O NOBEL DA PAZ FOI PARA....OBAMA


Estão-me a ver a ser acordada pelo toque do telefone,quase de madrugada e a seguir pôr-me aos pulos em cima da cama? Pois é, não estão.
Normalmente teria tido vontade de atirar o telefone pela janela, enfiaria a cabeça debaixo da almofada maldizendo a inconveniência.
Ah, mas hoje foi diferente. A chamada era de Nova Iorque:
- Mãe, adivinhe quem ganhou o Nobel da Paz?
Estremunhada, balbuciei:o Richard Gere.
- Não mãe.....risos.... o Obama.
Acordei instantaneamente. Saltei da cama, enquanto do outro lado vinham as explicações dadas pelo Comité.
Depois de desligar, lembrei-me que de facto, quando Nobel instituiu este prémio disse:
- A pessoa que tivesse feito a maior ou melhor acção pela fraternidade entre as nações, pela abolição e redução dos esforços de guerra e pela manutenção e promoção de tratados de paz.
Que me desculpem os meus vizinhos anti-americanos, desconfiados, descrentes. E mesmo que não me desculpem...
Eu sei que Guantanamo já devia ter deixado de existir, mas já muito foi feito.
Eu sei que o embargo a Cuba já devia ter sido abolido, mas já muito mudou e acredito que vá acabar na era Obama.
Quanto ao Iraque, só quem não tenha a noção das coisas poderia achar que ele podia mandar regressar as tropas de um dia para o outro. E é bom não esquecer que não foi ele que invadiu o Iraque.
O Afeganistão é uma questão muito complicada.
Quanto ao Irão, com um Presidente louco que nega o holocausto, fico bem mais descansada se desta vez, a haver armas nucleares que possam atingir Israel ( e quem diz Israel diz os Palestinianos ou qualquer outro país ou povo), os Estados Unidos tudo fizerem para parar aquele homem.
Depois de ler "A Minha Herança" de ver as origens de Obama, a confusão que foi a infância dele e tudo o que já naquela altura pensava, fico com a sensação que ele nasceu fadado para fazer algo de muito grande.
Não vem da aristocracia americana como os Kennedy, não era actor de cinema, não tinha os milhões dos amendoins de Carter e por aí fora.
E chegou lá.
YES HE CAN!

Se eu podia viver sem Obama? Poder, podia, mas não era a mesma coisa!

20 nhận xét :

salvoconduto said...

Claro que não podíamos estar de acordo nesta matéria, bem como em outras e isso não impede o resto.

É tu própria que colocas o dedo na ferida:

"Eu sei que Guantanamo, Afeganistão, Iraque, Cuba..."

Acrescenta a isso, Colômbia, Honduras, etc, etc.

Se Obama podia ter feito muita coisa? Poder, podia, mas não fez!

Por isso é injusto atribuir um prémio com base no "supÓnhamos".

Abreijinhos.

Ovinho Estrela(do) said...

Soube recentemente do facto... E recentemente reduz-se a algumas, bem poucas, horas atrás... Se eu podia andar mais informada? Podia! Mas não era a mesma coisa! :D

Vamos ver se ele "can"! :) ...

De resto: lindo layout! Suavezinho! Muito lindo e este género é adorável!

E tu, Blue? You can? :)
Yes, You can! ;)

Beijo*

Maria said...

Porra, Blue Velvet! Diz-me só UMA COISINHA que ele tenha feito!
E o que temos falado sobre isto... o gajo está lká há 9 meses. Fogo! Não era tempo para... dar ao menos um ar de...?
ACORDA!

Um beijo, apesar de continuares a dormir

Maria said...

Não só não fez nada (dadas as expectativas que criou durante a campanha) como ainda APOIOU o golpe de estado nas Honduras.
É ou não igual aos outros?
Se não é, explica-me, como se eu fosse muito loira!

Outro beijo, mas zangada com o Nobel

mjf said...

Olá!
Linda Blue...eu acho esta atribuição um pouco precipitada...talvez a venha a merecer...mas este ano,??? talvez ainda não...
Isto sou eu a pensar em voz alta:=))
Estão a criar demasiadas expectativas em volta de Obama...vamos deixá-lo trabalhar e apresentar trabalho feito!!!!!

Beijocas
Bom fim de semana

BlueVelvet said...

Salvo,
acho que ele já fez "alguma coisa" além de mostrar que está disposto a fazer muito mais.
Mas não te esqueças da herança pesada que herdou, quer interna quer externamente.
O homem pode ser muito bom, mas não é o super-homem e por mais que ele queira a Paz se os outros, como os coreanos por exemplo, continuarem com os seus belos testes nucleares que pode ele fazer?
Não custa dar-lhe um voto de confiança, custa?
Mas, é como dizes: o facto de divergirmos em algumas opiniões não tem nada a ver com a nossa amizade.
Abreijinhos

BlueVelvet said...

Olá Ovinho,
bom ver-te por aqui.
Aparece mais.
Beijinhos

BlueVelvet said...

Maria,
faz favor de entrar, de se sentar e talvez tomar um chazinho. Não? Melhor um Moscatel? Ok, não tenho é do roxo. Está em falta.
Pois é com muito agrado que te revejo nesta tua casa.
Se outro mérito o meu post não teve, pelo menos teve este: Vêr-te de novo por aqui.
Respondo-te aos teus comentários mais logo, porque agora não tenho tempo.
Mas cá ficará.
Muitos beijinhos

BlueVelvet said...

MJF,
talvez tenhas um pouco de razão, mas eu acredito nele e imagino a máquina infernal que ele tem que vencer para levar as suas políticas por diante.
Uma coisa é inegável: ele trouxe Esperança ao Mundo. Só por isso já valeu a pena.
Beijinhos

ematejoca said...

Ando irritadíssima com as críticas injustas, que a maior parte dos portugueses fazem ao Barack Obama.
Porra, digo eu!!!
Há só 9 meses, que ele tem o poder e querem, que ele mude o mundo completamente. Mas, é exactamente dum país, onde não há um político de geito, que vêm as piores críticas.
A mim só me resta uma coisa, continuar a matar os políticos portugueses, já que não há nenhum jogo, onde eu possa matar todos os críticos de um dos poucos homens de boa vontade: OBAMA!!!

Boa noite, Blue!

Sofá Amarelo said...

Uma surpresa que ainda vai dar muito que falar ... mas eu acho justo!

Muitos beijinhos. Bom Domingo!!!

Filoxera said...

Claro que pôde!

(gostei da nota final; ainda ontem me mandaram um sms com uma frase do género, mas + completa).

Beijos.

Tite said...

Amiga,

Achei o teu post simplesmente genial.
Parabéns!

Agora a minha opinião...
também acho que foi cedo.
também acho que, pelas suas boas intenções ele merece.
Mas... não será pedir demais a um homem que tem a responsabilidade de regular o mundo???
É, como já ouvi dizer a alguém, um verdadeiro presente envenenado.
Vamos ver se a Academia não perderá o prestígio por, deste modo, acorrentar um político que é, nem mais nem menos o Presidente dos EUA.

BlueVelvet said...

Ematejoca,
tens a minha resposta no post que sai hoje depois da meia-noite.
Beijinhos

BlueVelvet said...

Sofá Amarelo,
que bom ver-te por aqui.
Desculpa a minha ausência.
Beijinhos

BlueVelvet said...

Filoxera,
palpita-me que adoráste o SMS.
Beijinhos

BlueVelvet said...

Tite,
vamos esperar para ver.
Se foi um voto de confiança, espero que ele mostre que o mereceu.
Beijinhos

Carlos Albuquerque said...

Olá, Blue.
Vinha para agradecer a sua ida ao meu blog e o comentário deixado no post sobre a atribuição do Nobel a Obama. Fiquei a ler este post e, de seguida, passarei ao anterior.
Se me permite, subscrevo palavra a palavra, linha a linha, parágrafo a parágrafo tudo o que aqui diz.
Obama não veio da aristrocacia endinheirada, não fez fitas em Hollywood,não tem plantações de alcagoitas a darem-lhe milhões! Este homem chegou dele próprio, acreditando que o mundo não tem que ser o que é, pode e deve ser melhor. E sê-lo-á, se não o matarem como muitos (até entre nós) pretendem já fazer. Obama plantou árvores que vão crescendo, ainda devagar é certo, de que já brotam flores de esperança.
Os que assim não pensam são, na minha opinião, os que julgam que se deve andar por aí com a palavra afiada numa mão e a metralhadora engatilhada na outra!
Releve a extensão do comentário.
Um grande abraço

Carlos Barbosa de Oliveira said...

Não discuto o mérito do premiado, mas sou incapaz de entrar em euforias, Bluevelvet.
O prémio foi prematuro, porque o homem ainda não fez nada a favor da paz e só o futuro mostrará se algum dia fará.
Há muitas instituições por esse mundo que têm feito muito masi pela paz e não foram reconhecidas. O cariz político do prémio e o desvirtuar das regras ( prémio por antecipação) desgostam-me, porque descredibilizam o Nobel.
Já agora, só mais uma coisinha... as candidaturas ao Nobel foram apresentadas até 1 de Fevereiro e ele tomou posse a 21 ou 22 de Janeiro. É um verdadeiro record!

Patti said...

E como não venho ao bairro ao fds...
Não te é estranha a minha opinião sobre estes alaridos Obamaníacos. Não concordo com esta atribuição de Nobel da Paz, como disse noutro blog, o homem ainda não abriu as janelas para arejar a sala e já lhe estão a pendurar os cortinados, com franjas, pregas, passamanarias e tudo.
Um exagero, um prémio totalmente político e sobretudo uma forma de pressão sobre Obama, que tempo ainda teve muito pouco para mostrar o que pode valer.
Dêem-lhe tempo, credo!

Mas ele não tem culpa, esta histeria à sua roda passou as fronteiras e ele nada pode fazer para o evitar.
Espero sinceramente que tenha sabedoria para conseguir fazer aquilo tudo que dele esperam. Obama é simplesmente um homem e sobrecarregam-no com imensa responsabilidade, que lhe será muito difícil de suportar, pois muita dela herdou-a do kiducho do Bush.

Good luck ma men!