20 November 2009

(8) TOU DANADA!




Gosto de acordar lentamente, de mansinho. Abro um olho, depois o outro, espreguiço-me como uma gata, faço 10 minutos de meditação, bebo um sumo de fruta e depois acordo para o Mundo.
Hoje acordei da pior maneira: com o barulho estridente do APITO DOURADO da campainha da porta.
Dada a hora, fui resmungando corredor fora e descobri que era o carteiro com uma carta registada. Vestida com trajes menores, entreabri a porta, tendo o cuidado de deixar a FACE OCULTA e estiquei a mão onde ele depositou a MALA com a carta e o respectivo recibo para eu assinar.
Fiquei a olhar para o CHORUDO ENVELOPE que vinha pomposamente dirigido à minha pessoa, sendo que o remetente era de uma entidade cujo nome, em latim, queria dizer algo como entre a Justiça.
Revi mentalmente os TELEFONEMAS que tenho feito para os AMIGOS, e não encontrei nos ditos nem a Fátima Felgueiras, nem o Major ( ainda gostava de saber onde foi ele buscar a patente) e muito menos o Isaltino Morais.
Bom, não deve ter nada a ver com escutas - pensei eu. Fiquei mais descansada e lá abri a carta.
Era da PT vejam lá. Vi logo a minha vida a andar para trás.
Querem ver que à falta de melhor me vêm buscar a mim?
Não. Era a reclamar o pagamento de 35.78€, relativos a uma factura alegadamente não paga, de Dezembro de 2006.
Leram bem! 2006!
Fui-me à pasta onde guardo os recibos de tudo e lá estava o talãozinho do multibanco, devidamente agrafado na referida factura.
Deu-me uma fúria tão grande que enfiei a carta toda rasgadinha no caixote dos papéis e agarrando na VARA que tenho guardada na despensa para bater no tecto quando os vizinhos de cima fazem barulho altas horas da noite e calquei-a bem para o fundo do recipiente.
Depois fui para a Casa da Pia, que cá em casa se chama casa de banho, onde me enfiei num espumoso banho para relaxar da forma como tinha começado o dia.
Comecei então a pensar ( coisa que hoje em dia, por questões de sanidade mental, não devíamos fazer) em quanto tinha custado a emissão daquela carta absolutamente inútil, e naquilo que a PT ainda irá gastar, porque nem me vou dar ao trabalho de lhes responder.
E continuei a pensar na merda ( com perdão da má palavra, Srª PresidentA) de País onde vivo.
Obrigada, mas vivo.
Quer dizer, o dito está transformado num pântano movediço, onde uma chusma de gente, comandada em primeiríssima frente pelo 1º ministro se afunda e só não se afoga e desaparece porque isto é um país de faz-de-conta com um povo que tudo engole porque lhe falta uma coisa que eu cá sei, mas não digo, e está uma empresa como a PT a perder tempo e a gastar dinheiro para cobrar 35,78€ que nem sequer estão em dívida, com uma cidadã que não só não cometeu nenhuma falta, quanto mais um crime e que não desempenha nenhum cargo político.
Enfim, lá saí da banheira, mais calma, vesti-me e resolvi, para desanuviar, ir fazer umas comprinhas.
Só quando já estava no carro me lembrei que tinha que mudar de destino, porque afinal, não só Sócrates não tem nada a ver com aquilo, como o FREEPORT, hélas, nem sequer existe!

18 nhận xét :

salvoconduto said...

Vá lá até estão a fazer progressos, 35.78€! Pois a mim andaram uma série de meses a enviar-me uma factura de 00.00 aérios, que na realidade era o meu débito, pois já tinha mudado de operadora. Juro! Olha que eu não sou mentiroso, embora às vezes me apetecesse pregar umas mentirolas, como por exemplo dizer que uns quantos tinham ido dentro, só para ver se pegava.

Abreijos.

ematejoca said...

Estava a caminho da minha cama, quando li "tou danada". Fiquei em pulgas para saber a razão, e fartei-me de rir ao ler este teu texto.
São por estas e por outras, minha querida Velvet, que vivo feliz na Alemanha!

Pitanga Doce said...

Não te sintas solitária que eu te faço companhia. A PT mandou-me um mail a falar sobre o desligamento de uma linha que eu tinha que já não existe desde 2007. Fiquei sem saber ao certo (porque não vinha lá quantia nenhuma) se queriam que eu pagasse alguma coisa ou se eles é que queriam me dar. Mandei o mail para a lixeira.

Só tem malucos na PT????

m.a.r.o. said...

Cara Blue Velvet, não me interprete mal, e muito menos fique ainda mais danada, mas como advogada não acha que devia valorizar a presunção de inocência? O sr. 1º ministro poderá ser um trapaceiro, mas até serem provadas as acusações que nem sequer existem ainda, é inocente! Ou não?
A M*rda deste país é um reflexo de todos nós, não coisas que fazemos e dizemos todos os dias.
No entanto, tem razão em relação à PT. Tal como em toda a sociedade, é preciso de facto fazer muito ainda para gostarmos de Portugal.

pedro oliveira said...

Uma boa forma de retratar esta espécie de país.
bj e bom fds

Si said...

Este texto está o máximo!
Só faltou descodificar a sigla PT - 'Permanentemente Tarados'....

Patti said...

Que grande acordar esse! E só te desculpo a linguagem porque o senhor Rochedo ontem passou das marcas e tudo quanto é coima vai para lá direitinho.
Agora gastar os recursos do planeta em banhos de imersão é que está muito mal!
75€ pelo crime, que eu tenho de ir ainda comprar uma saia nova para logo à noite.

Carlos Barbosa de Oliveira said...

Ah, ah ah! Este post revela que está em grande forma.
Os parvalhões nem sequer conhecem a legislação que os impede de cobrar facturas não pagas, com mais de um ano.
Em termpos tive um problema semelhante com a EPAL, que me pretendia cobrar uma factura de água de uma casa que já não é minha há mais de 10 anos. É cero que tinham alguma razão, porque o tipo que me comprou a casa não tinha posto o contador em nome dele e baldou-se ao pagamento.

Gata2000 said...

Adorei!

josé luís said...

pois não leve a mal, mas no seu caso até me parece ter sido inusitadamente beneficiada pela pt. como é possível tentar cobrar uma quantia devida há três anos - SEM JUROS DE MORA?...

estão a proporcionar-lhe um desconto EXTRAORDINÁRIO e ainda se queixa?

[quanto ao resto, começo por fim a perceber a razão de a um conjunto de porcinos também se chamar VARA]

de dentro pra fora.... said...

Ai a PT...o meu cunhado mandou instalar a MEO para melhorar ou melhor solucionar os problemas que tinha com a internet, qual não foi o seu espanto quando lhe puseram canais de televisão em vez da net, agora anda ás voltas com reclamações, anulações com aqueles ca....s como ele lhes chama

bom fim de senana,e nada de stress

BlueVelvet said...

M.A.R.O
tem toda a razão. Devia dar-lhe sim. Mas não sou de acreditar em coincidências e o raio do homem está metido em todas.
Para piorar, fica sempre tudo em àguas de bacalhau.
Dar-lhe-ia sim, o benefício da dúvida se ele deixasse que as coisas se clarificassem.
Veja o caso das escutas. E falo neste por ser o último. Tudo bem, era uma conversa entre amigos, o que já não abona muito a favor de nenhum deles, porque de um ao outro, venha o Diabo e escolha, mas adiante. Se não há nada de mal nas conversas, porquê destrui-las? Deixem-nos ouvi-las.Assim a dúvida permanecerá. SEMPRE.
Veludinhos

BlueVelvet said...

Patti,
nem penses.
sabes para que serviu depois a àgua do banho? Para ir deitando na sanita!
Aprendi em Luanda, há uns anos.
Vais ter que ir arranjar dinheiro para a saia nova noutras paragens. Humpft!

BlueVelvet said...

José Luis,
adorei.
Não me tinha lembrado dessa:)
Volte sempre

Justine said...

Ora aí está um excelente resumo das alegrias que grassam por este país que é o nosso!

tulipa said...

Se...gosta de fotografia, faço-lhe um desafio...
Espero que aceite!

Felizmente que não é só nas grandes cidades que se nota, nos últimos tempos outra dinâmica, uma outra forma de fazer cultura.
Desta vez será em ALPIARÇA, na sua Biblioteca Municipal.

Vou montar outra exposição de fotografia.
A exposição procura divulgar o que vivenciei pelos caminhos da Índia. Tendo como ponto de partida a fotografia, faço uma reflexão através do tempo sobre imagens que descrevem a solidão dos povos e o significado do seu sofrimento bem como da sua alegria envolvida pela pobreza de géneros necessários à sua sobrevivência, a par da solidariedade e esperança de uma justiça digna.

Aos poucos vou conseguindo aquilo que quero, ou seja, esta EXPOSIÇÃO está aberta aos sábados de tarde, para proporcionar às pessoas que trabalham a oportunidade de a visitar numa tarde de sábado.

Fica o convite para a inauguração no próximo sábado (amanhã), dia 21 de Novembro, pelas 14h 30m.

Conto com o apoio de todos os que me têm acompanhado ao longo deste tempo, na blogosfera.

Tite said...

E olha que tens "paletes" de razão para estar danada.

Estou contigo e não "abro"!

Bom FdS

JPD said...

Gosto deste texto e não deixei passar a dignidade do autor pelo simples facto de não ter sacrificado o mensageiro. Afinal a mensagem era tão má; confirmava uma chaga tão lusa: a de haver tanto direito e tão pouca justiça!
Saudações.