23 November 2009

VOANDO


Queria de novo abrir as asas e voar... voar nem que fosse em sonho... Deixar-me guiar pela brisa que vem de um mar imenso onde a minha alma vagueia, iluminada nas noites de luar pelo brilho das estrelas.
Voar...soltar as amarras que me prendem neste mundo que não me pertence e que me magoa com o tempo que não passa, horas paradas num relógio coração, que bate descompassado em busca do ritmo certo.
Voar...no pensamento de quem um dia me prendeu e fez descobrir que o sonho está misturado com a realidade, lá ao longe, onde o horizonte mistura o céu e o mar. Onde a vida se faz magia nas emoções partilhadas... Horizonte pintado de mil cores pelo sentimento, carinho e ternura. Cores quentes de um Verão que nunca acaba...
Voar de novo, estender as asas no infinito do céu... E quando de novo deixar de voar, que as minhas asas sejam feitas para abraçar e assim encontrar as cores do arco-íris, não num sonho sem fim, mas numa doce realidade!

24 nhận xét :

continuando assim... said...

e procuramos todos ...a mesma doce realidade:)

bj
teresa

Maria said...

procuras uma realidade que não passa de um sonho, digo eu...

:)))))

BlueVelvet said...

Maria,
e dizes bem, se calhar.
Mas é a única forma de me manter viva.
Por outro lado, já não consigo sonhar, portanto a coisa está complicada,.
Mas deixa lá, enquanto for assim, vou andando cá.
Quem sabe viro esquizofrénica, e aí, posso de vez viver no mundo que quero para mim.
Mesmo que sonhando.
Beijinhos

Patti said...

Ah e eu também vou querer voar assim. Quando conseguires avisa-me que eu ainda te faço companhia em algumas planagens e razias.

Paula Crespo said...

Muito bonito este teu texto!
Quando será que o sonho termina e a doce realidade começa? Quando? Quando?... :)
Bjs

Carlos Barbosa de Oliveira said...

O sonho pode ser um caminho para a descoberta da realidade, mas nem sempre é o mais aconselhável. Digo eu...que também gosto de sonhar!

de dentro pra fora.... said...

Quem é que não gosta de sonhar com as cores quentes de um verão sem fim!? Eu gosto, apesar de saber que pode não passar de um sonho, eu adoro sonhar...ajuda-me a caminhar em frente e(per)segui-los.

Abre primeiro as janelas do coração,sente a brisa, logo logo vais estar pronta para voar...

Beijinhos

JPD said...

É bom desejar tanto;
É bom sonhar.

Fazendo-o em grande, mesmo que alguma coisa se deixe de alcançar, outra tanto poder-se-á alcançar.
Não sei bem...

Vozes avisadas já me garantiram que a linha do horizonte é menos fiável do que o próprio: dela, quanto mais nos aproximamos mais se afasta; dele, faz-nos sonhar. E isso é excelente.

O arco-iris, é a nossa remota fantasia. O problema é se na ponta das cores em arco está realmente um pote cheio de ouro, ou sequer lá estará...

O texto é belíssimo.

Saudações

salvoconduto said...

Abre as "asas" e voa, que é das poucas coisas que ainda podemos fazer livremente, sem controlo, sem chips a indicar para onde voámos. Voa até onde o pensamento te levar. Se me encontrares por lá não te esqueças de acenar.

Abreijos.

Pitanga Doce said...

Eu vou embora daqui que não se cansam de falar em cores fortes e um Verão sem fim e eu aqui com um calor do caraças, é de dia, é de noite.

Ó Blue, minha bela, se quiseres dar uma flanada por aí até podes, mas não feches a loja de todo, sim?

E eu que esqueci que ela não quer que chame Blue! Desculpa lá, ó Blue!

Carminda Pinho said...

Olá, Blue!
Acho que andamos todos ansiosos de voar, mas é daqui pra fora.
Ou então cortar as asas a alguns passarões que por aí andam...

Beijos, miúda.:)))

Justine said...

É a nossa liberdade, sonhar/voar até onde nos levar a vontade. E só esta, a vontade, limita o nosso voo.Penso eu...:))
Abraço

Leonor said...

ter asas para voar é sempre bom... mesmo que metaforicamente.

mas é bom mesmo quando o nosso pensamento parte (mesmo que fique um pouco) e só vê coisas boas. com luz, com cor, com espaço e tempo...

beijinhos

Carlos Albuquerque said...

Sonho e realidade. Ela não vive sem ele!
Quando deixamos fugir o sonho, não aquele com que sonhamos (esse fica por lá, pelo reino dos prestidigitadores que se nos intrometem no sono), mas este com que vivemos, a realidade extingue-se.
Voar, voar sempre, o arco-íris está ali.
BJS

pedro oliveira said...

também ando à procura do mesmo, onde é o encontro destes sócios....
a vida é uma soda de fócrates!!

Si said...

Ó Dra. Velvet, voe, voe, mas antes disso, faça o favor de aceitar a tarefa que lhe cabe no trabalhinho jeitoso que a PresidentA arranjou lá no blog dela, com aquela sangria desatada!!
Veja lá, olhe que é imprescindível!!

APC said...

Esses parecem ser os grandes desejos da maioria da humanidade, Blue. Alguns/as conseguem. Estaremos desatentos?! Sim, pode ser uma explicação.
Um beijinho.

Mar Arável said...

No tempo que faz

só faltava que se atrevessem

a tentar cortar-nos o sonho

josé luís said...

voar... e percorrer um caminho nas asas do sonho. estas suas palavras lembraram-me aquela tisana antiga da ana hatherly:

«Era uma vez uma pessoa que procurava a sabedoria. Tinham-lhe dito que para a atingir tinha sempre de aceitar e recusar ao mesmo tempo tudo o que lhe fosse oferecido, dito ou mostrado. Quando perguntava por onde era o melhor caminho e lhe diziam “é por ali” ela devia seguir imediatamente nesse sentido e depois no sentido contrário. Tendo assim percorrido todas as direcções indicadas e as não indicadas, sem mais caminhos a percorrer, sentou-se no chão e começou a chorar. Sem saber, tinha chegado.»

[mas talvez seja como na canção: voar é preciso... viver não é preciso]

Dulce said...

Passando pelo (Crônicas do)Rochedo encontrei um atalho que me troxe até este lindo espaço. Gostei do que encontrei e vou ficando por aqui.
Um abraço,

Dulce

Filoxera said...

Andamos as duas a falar em voar :-)

Sonhadora said...

Adorei o texto...poderia ter escrito essas palavras...maravilhoso
Um beijo
Sonhadora

paulofski said...

Voar a pelos sonhos planar, eu também quero mas as alturas, ai as vertigens!

Sunshine said...

Um dia vivi a vida que sonhei... só quem perdeu esta realidade entende a dificuldade em voltar a sonhar.
beijinhos