6 January 2009

DEDICADO A ALGUÉM QUE GOSTA DE BORBOLETAS


Tenho para mim que a escolha dos textos e poemas que colocamos nos nossos blogs não é aleatória.
Há umas semanas atrás descobri este poema no blog de uma amiga. Fiquei-lhe reconhecida por mo ter dado a ler.
Porque a conheço, sei que não o escolheu à toa.
Imagino as suas razões.
Há dias, no blog de um amigo, cujos textos são escolhidos, sentidos e de primeira água, deparo de novo com o mesmo poema.
Adivinho-lhe as razões.
Hoje sou eu que o fui buscar.
Escolhi-o pensando em alguém que gosta de borboletas.
Esse alguém conhece as minhas razões.



CONVIDA-ME SÓ PARA JANTAR
Convida-me só para jantar
num restaurante sossegado
numa mesa do canto
e fala devagar
e fala devagar
eu quero comer uma sopa quente
não quero comer mariscos
os mariscos atravancam-me o prato
e estou cansada para os afastar
fala assim devagar
devagar
não é preciso dizeres que sou bonita
mas não me fales de economia e de política
fala assim devagar
devagar
deita-me o vinho devagar
quando o meu copo já estiver vazio.

Estou convalescente
sou convalescente
não é preciso que o percebas
mas por favor não faças força em mim.
Fala, estás-me a dar de jantar
estás-me a pôr recostada à almofada
estás-me a fazer sorrir ao longe
fala assim devagar
devagar
devagar.


Ana Goês

29 nhận xét :

Antonio saramago said...

AH POIS!!!!Devagarinho se vai ao longe.
Lentamente se vão concretizando desejos.
São tão bonitas e frágeis as BORBOLETAS que se tem de ter tanto cuidado a lidar com elas.
é o mesmo que lidar (saber)com uma MULHER!!!!

pedro oliveira said...

Quem não precisa de um jantar destes de vez em quando?...

PO
vilaforte

Vekiki said...

Este poema é muito bonito. Tenho-o escrito no meu caderninho de apontamentos, reuniões de escola e afins já há dois anos.
Ainda bem que o descobriste e o postaste :-)
Lindo mesmo! Sorte do/a amante de borboletas!!!
;-)

Si said...

Devagar, dando tempo ao tempo e ao corpo de sarar.
Beijinhos

Justine said...

A apologia das coisas simples, das relações realmente humanas! Tão necessárias, sempre.

Patti said...

Lindíssimo mesmo. A calma, o sossego que emana e a conversa que se quer, são palavras que escolhi para este 2009.

Que sejam as mesmas para ti.

Maria said...

Um post doce.
Um poema doce....
Assim, devagar, doce, devagar...

1/4 de Fada said...

É impossível não compreender o recado.

Tretoso Mor said...

Veludinho,

Num sussurro, ao teu ouvido gostava de deixar o paladar de umas palavras.

Gostava de poder alimentar um sorriso, mesmo que ténue, mas o suficiente para ter um sinal...

Degusta com calma e sente todos os paladares que apenas umas palavras podem conter.

Mas na mesa do restaurante, não baixes os olhos.
Vê!...
Vê o olhar que te contempla para melhor sentires as palavras.

Tretices com palavras azuis para ti.

salvoconduto said...

Escrevi aqui uma coisa mas rapidamente a apaguei. Estava relacionada com as e os borboletas, mas depois pensei: que raio, está aqui tudo tão certinho e direitinho, para que é que corro o risco de estragar o post...

Fiz bem não fiz?

Abreijo.

Filoxera said...

Lindo!
Mas há quem não goste de borboletas?
Beijos.

Sofá Amarelo said...

Eu gosto de borboletas e até as fotografo muitas vezes!

Também posso ter um post dedicado a mim???

Muitas beijokas... fico com um pedacinho deste, pronto!

Donagata said...

Muito, muito, mas mesmo muito bonito. Não conhecia e adorei.

Obrigada por mo dar a conhecer.

Beijos

BlueVelvet said...

António,
ora vês como tu sabes?
Veludinhos azuis

BlueVelvet said...

Pedro,
tu também?
Não me digam que vou descobrir aqui homens especiais:)
Beijinhos

BlueVelvet said...

Vekiki,
e não é?
Vê lá tu que só há umas semanas me chegou, por magia.
Beijinhos

BlueVelvet said...

Si,
é isso mesmo: tintura de tempo.
Beijinhos de mim para Si

BlueVelvet said...

Justine,
cada vez mais o simples é o verdadeiro.
Beijinhos

BlueVelvet said...

Patti,
não tenhas dúvida: paz, sossego, serenidade.
Para ti também. Que consigas.
Bjs

BlueVelvet said...

Maria,
que bem lhe apanháste o ritmo, devagar, e o tom, doce.
Ou não fosses tu também uma poetisa.
Beijinhos

BlueVelvet said...

1/4 de Fadas,
é como dizes. Só com muita falta de sensibilidade não se percebe.
Beijinhos amiga

BlueVelvet said...

Tretoso,
quando te dá para escreveres Tretas sérias, seja no teu cantinho ou nos comentários que nos deixas, mostras uma outra faceta.
Nem sei se não gosto mais desta.
Beijinhos

BlueVelvet said...

Salvo,
ora pois parece-me que sim.
Sobretudo se metia borboletos:))
Beijinhos

BlueVelvet said...

Filoxera,
há sim querida. Quem não quer ficar com os dedos sujos do pó das asas...
Beijinhos amiga

BlueVelvet said...

Meu Sofá preferido,
podes ficar com um bocadinho deste e vou tentar encontrar um para ti.
Tem que ser sobre a amizade, que é uma coisa que sabes ser a sério.
Beijinhos

BlueVelvet said...

Donagata,
foi um prazer.
Logo a uma poetisa como tu.
Mas eu também só o descobri através de uma amiga aqui da vizinhança.
Beijinhos

pedro oliveira said...

Tens dúvidas?......

Paula Crespo said...

Lindo, este poema! Um verdadeiro antídoto para a fast life que vivemos.
Beijos e Bom Ano! :)

Sunshine said...

Posso fazer o mesmo pedido?
beijinhos com raios de sol