27 May 2008

NÃO ME DEITEM FUMO PARA OS OLHOS!


Estou cansada desta história, sobretudo pelas razões que passo a expor.

Já sei que não sabem de que estou a falar, mas vão já adivinhar:

De um facto que tem sido amplamente noticiado nos media.

De um facto que tem sido comentado por tudo o que são analistas políticos.

De um facto que anda na boca de todos os portugueses. Bem, de quase todos.

Já perceberam não já?

O aumento do preço dos combustíveis? Não.

O aumento do preço dos cereais? Não.

O desemprego que aumenta no nosso País? Não.

Ah, alguém descobriu: o facto de termos 10 milhões de habitantes e 2 milhões viverem abaixo do limiar de pobreza. Também não.

Não me digam que ainda não descobriram.
Tem que ser algo importante, algo que mude a vida dos portugueses para melhor, algo que realmente valha a pena levar as cabeças pensantes desta terra a falarem tanto de um assunto.
Pois!
Mas não é nada disso. É um fait divers, uma coisinha que num País a sério não gastaria mais que 10 minutos do nosso tempo, um facto que não merece a importância que se lhe deu a menos que se queira desviar a atenção das pessoas daquilo que é verdadeiramente importante.

Falo do facto do 1º Ministro ter fumado no avião que o transportava de Caracas para Lisboa.

Antes que comecem já a afiar a língua para me trucidarem, deixem-me dizer que não gosto do senhor nem um bocadinho.

Mas tento analisar as situações à luz da razão.

Vejamos:

É sabido, e se não é devia ser por quem fala no assunto, que nos aviões fretados não se aplicam as mesmas leis que nos voos regulares.

Portanto, a lei que proibe que se fume a bordo de aeronaves, não se aplicava ao caso concreto.

Ou seja, o cigarro que o Engº Sócrates fumou a bordo, foi tão legal como se o tivesse fumado num restaurante onde se pode fumar, nas zonas do Corte Inglês onde se pode fumar, no seu carro ou em sua casa.

É só isto que está em causa. Nada mais.

O homem não tem que dar exemplo nenhum.

O homem é fumador e fumou num sítio onde se pode fumar, tout court .

Se o vissem numa das zonas de fumadores que acima mencionei, o que diriam?

- Olha, está ali o Sócrates.

- Olha, o Socrates também fuma.

- Bem feita, também teve que ir para o quadradinho dos drogaditos fumar o seu cigarrinho.

E acabava ali a questão.

Porquê todo este carnaval à volta de uma coisa que não tem nada de ilegal?

Porque foi o Governo dele que fez a lei que nos dificulta a vida? ( digo nos, porque eu também fumo, e bastante me chateia não o poder fazer num restaurante após uma boa refeição)

Isso continua a não fazer o menor sentido, menos ainda que afirmem:

- Ah, se me apanharem a fumar num sítio onde não devo, não pago a multa se ele não pagar.

Mas o homem podia fumar no avião.

Portanto, algo está errado nesta história:

Ou o jornalista que ia a bordo e fez correr a história é da oposição e contou com a cegueira dos portugueses, ou os portugueses ainda andam a dormir mais do que eu pensava.

Preocupem-se com tudo o que vai mal neste País:
com a miséria, o desemprego, a corrupção, a desigual distribuição da riqueza, o absurdo da In Justiça que se faz nos nossos tribunais, vão para a rua manifestar-se, façam greves, parem o País, votem em branco nas próximas eleições ou votem noutros Partidos se assim o entenderem, mas deixem o homem fumar o seu cigarro em paz.

Caso contrário, farão jus à frase que diz que cada povo tem o País que merece.

22 nhận xét :

Pitanga Doce said...

Aqui não é muito diferente, Blue. Sempre que as coisas vão mal, acontece uma coisinha que se transforma num coisão, só para jogar areia nos olhos do povo.

Boa Noite, Blue

Carminda Pinho said...

Blue,
pelo que li e ouvi a propósito deste incidente, fiquei com a ideia segura, de que não se podia fumar no avião em que seguia sªExª.
Se é como dizes e, sou levada a acreditar em ti, até pelo facto de apenas hoje falares no "caso" (deves estar bem documentada) porque é que não veio ninguém da parte de sªExª explicar aos "parvos" dos portugueses, nos quais me incluo, que o espaço era para fumadores?
Ai! esta falta de informação....:)))

Beijos

BlueVelvet said...

Olá Pitanguinha linda,
Eu sei que sim.
É uma estratégia que normalmente resulta.
Bjinhos

BlueVelvet said...

Carminda,
podes ter a certeza que o que te digo é verdade.
Aliás, a própria Tap fez um comunicado em que esclareceu isso.
Quanto à tua pergunta, cá para mim, foi exactamente para desviar as atenções dos REAIS problemas.
Beijinhos

Secreta said...

Concordo plenamente com a tua opinião. O grande objectivo disto tudo é desviar a nossa atenção de outros assuntos muito mais importantes!

Filoxera said...

Fumo para os os olhos dos portugueses...
Beijos.

FM said...

Bem "dizido". Concordo plenamente contigo.
Beijos.

Oliver Pickwick said...

Se o cigarro não era daqueles jamaicanos, então deixa o homem fumar em paz.
Esta neurose coletiva anti-tabaco, além de hipócrita, a cada dia estigmatiza o fumante à categoria de um cidadão de segunda classe e, quase tão temido como um leproso na Idade Média.
Um beijo!

Coragem said...

Tudo bem, então porque vem o senhor, em jeito de comunicado ao País da sua decisão em deixar de fumar?

Não havia nexexidade nera?

Beijo

Patti said...

O que eu não percebo nisto tudo, é se ele sempre fumou nos aviões e os jornalistas sabiam, porquê só agora a notícia sair?

E porque é que ele veio pedir desculpa tipo criancinha apanhada a roubar doces, se afinal era permitido?

a dizer que não sabia, que lamentava? Mas que governante da treta és este?

Isto é tudo muito ridículo.
Só neste país mesmo.

1/4 de Fada said...

Este é um assunto perfeitamente disparatado. Não há muito a acrescentar ao que já aqui foi dito, mas acho que é tudo propaganda: para desviar as nossas atenções do que se passa de realmente importante, para realçar o "culto da personalidade" do senhor em questão - o que me arrepia - porque, salvo honrosas excapções, o nosso jornalismo não presta...

D.Antónia Ferreirinha said...

Eu quero mesmo é que ele fique entupido de fumo até às pestanas, para não fazer a trampinha que passa a vida a fazer.
E mais não digo porque o blogue não é meu.
:-))))))))

f@ said...

e EU NEM DIGO NADA .. ESTOU NAS NUVENS A COMER BOLACHAS...
BEIJINHOS

amigona avó e a neta princesa said...

É blue tens toda a razão mas eu acho que os verdadeiros problemas não são esses! Também sei que os focaste quase todos! Beijos amiga...

Vieira Calado said...

Olhe que... olhe que nâo!
A lei diz que não se pode fumar em aviões comerciais...
O Sócrates, que eu saiba, ainda não viaja em iate particular...
(mas lá virá...)
Cumprimentos

BlueVelvet said...

D. Antónia,
faça favor de dizer o que lhe der na gana.
A casa é sua:)))
Dias Felizes

BlueVelvet said...

Fa,
pára de comer.
Olha que o Verão aproxima-se e depois não cabes no biquini:)))
Bjinhos

BlueVelvet said...

Vieira Calado,
desculpe contradizê-lo, já que não é de bom tom contrariar as visitas:)))
Mas posso garantir-lhe que o que estou a dizer é correcto.
Aliás, você mesmo fez a diferença: aviões comerciais.
Sucede, que em linguagem aeronáutica há uma diferença entre comercial ( voo regular) e fretado, o que era o caso.
Quando se freta um avião, o que era o caso, pode fazer-se o que se quiser, desde que não infrinja regras internacionais de segurança.
O grave, é que desconfio que nem o Sócrates sabe disso, e daí ter-se vindo desculpar, o que ainda desabona mais a figura.
Dias Felizes

Carminda Pinho said...

Desculpa Blue, mas o teu gato só está ali a fingir que é o Sócrates, percebes? :))))))

jasmimdomeuquintal said...

Blue
Adorei o teu post. Estou como tu. o que me preocupa mesmo é a merda das coisas importantes para as quais não vejo solução nem vontade...
Filas para comprar gasolina 1 cêntimo mais barata, apertar os cordões à bolsa, receber e passodo pouco tempo estar nas lonas, cortar, cortar, cortar e eprder qualidade de vida em cada dia.
Em cada dia que vou à praça ou à mercearia, sinto na pele a crise e confesso que não consigo deixar de pensar: E quem recebe ordenado mínimo, come, vive?

kakauzinha said...

Bem, o que eu ouvi na TV é que a Lei se aplica a fretados ou não.

Em todo o caso, penso que o representante de um governo que lança a lei de proibição de fumar tem mesmo de dar o exemplo, inclusive num avião onde possa fazê-lo, só lhe fica bem. Eu também cumpro a lei, ora bolas!

E convenhamos, a grande "droga" que nos enfiam diariamente é a catadupa de futebóis, simões e cristianos ronaldos, isso sim! Mourinhos a abrir as notícias ou a interromper emissões, como se aquele projecto de homem interessasse fosse pró que fosse, pfffff, grrrrrr!!!

*:)

pinguim said...

Dizer mal do Sócrates, passou a ser moda em Portugal; pega-se pelo que se deve e pega-se pela mais estúpida ninharia.
Este caso do cigarro é um manifesto exemplo de que o que importa é dizer mal do homem; qualquer dia criticam-no porque é um homem muito criticado...
Enfim, é bem sabido que só é político quem quer...foje...