3 May 2008

FELICIDADE


Porque será tão difícil ser Feliz?!?!
Li outro dia que a Felicidade não é uma Dádiva... é uma Conquista!
Ela não nos cai no colo. Exige, isso sim, trabalho e esforço para se atingir. E não vem para ficar... Se este trabalho não for continuado, se não se tratar e cuidar (como uma flor, por exemplo) a Felicidade tenderá a murchar e morrer.
Mas se nos perguntarmos se somos felizes, quem dirá "Sim" sem hesitar?
O que é estranho hoje em dia, é que por vezes lutamos por aquilo que pensamos que nos fará felizes e não pela verdadeira Felicidade.
Compramos quilos de roupa e calçado (se possível, tudo de marca), guiamos carros novos, lutamos por ganhar o mais possível, por progredir na carreira (e ter com isso alguma projecção social), adquirimos uma casa tornando-nos "hipotecários' até ao sonhado dia em que nos transformamos em "proprietários", esforçamo-nos por possuir uma vida social agitada e preenchida, viajamos pelo mundo inteiro, conhecemos centenas de pessoas, convivemos com dezenas, temos um (ou mais :)) namorado(s) namorada(s), marido, mulher, temos ou não filhos, malhamos no ginásio (digam lá se um corpo de sonho não é sinónimo de Felicidade?), etc, etc. Cada um, à sua maneira, luta pelo seu nichozinho de Felicidade, mas, de tão "ocupados" acabamos por não ter tempo para ser realmente Felizes!
Acredito que ninguém é Feliz sem sonhos e objectivos pelos quais lutar.
Na minha opinião, esse é que é o verdadeiro segredo da Felicidade. Por outro lado, surge a nossa faceta de permanente insatisfação... assim que um sonho ou um objectivo foi realizado ou atingido, partimos em busca do seguinte porque ainda não nos sentimos satisfeitos.
Então, afinal, quando seremos Felizes?
Quando conseguirmos aproveitar o momento sem pensar quando ele irá acabar, quando disfrutarmos a sinceridade de um sorriso sem questionar se ele existirá amanhã, quando não olharmos por cima do ombro invejando a suposta felicidade de quem tem mais, quando investirmos e arriscarmos o que temos pelo que queremos, quando não deixarmos o passado manchar o presente, quando gozarmos o presente porque nem sabemos se estaremos por cá para viver o futuro.
Eu sei que algumas destas coisas podem parecer contraditórias, mas hoje, deu-me para aqui!
Já que alguém afirmou: The best things in life are free...
Eu acrescento: Let's enjoy them!!

30 nhận xét :

Patti said...

Em alguns casos, devido às vicissitudes da vida é realmente difícil ser feliz.
Mas noutros é bem mais fácil do que pensamos, não damos é por pequenos momentos de felicidade porque estamos sempre na expectativa dos grandes momentos e mais, queremos que esses grandes momentos sejam eternos, o que nos torna insatisfeitos.
Quantas vezes não passamos por uma qualquer situação mais grave na nossa vida e nos apercebemos que afinal antes dela acontecer até éramos bem felizes?
Pois, é como tu dizes,L'et's enjoy it? enquanto é tempo!

P.S. Vou experimentar o Bellini, mas gostei muito da ideia do Hotel do Bairro Alto e do terraço.
Já lá tenho os prémios e a minha verdinha linda no post.

Bjs*** e bom fim-de-semana

Dantas said...

mto legal seu blog, gostei
vamos nos linkar?? :))

Sol da meia noite said...

Acho que ser feliz, querida, é abrir o coração à vida pondo Amor em tudo o que fazemos.
É não complicar a vida com surrealismos que levem a exigências impossíveis.
É saber aceitar o momento...

Sê feliz, querida!
Bjs

Maria said...

Quem compra quilos de roupa e calçado, guia carros novos, tem uma vida social agitada e preenchida, viaja (ou diz que viaja) pelo mundo inteiro, malha no ginásio (ah, essa do corpo de sonho ser sinónimo de Felicidade...) e tudo o resto nem sabe apreciar os momentos felizes que a vida lhe dá. Tem cabeça vazia de valores, de sentimentos, e nem percebe que olhar uma flor pode ser um momento de felicidade. Porque a Felicidade, o ser-se Feliz, não existe assim, completamente. Enquanto houver crianças com fome não se pode ser Feliz.
Desculpa, Blue, hoje deu-me prá qui...

Beijos

macaw said...

oias!

eu compreendo tudo o que dizes!
mas, para mim a felicidade é um estado de espírito que escolhes experienciar. não digo que seja fácil, mas penso que se aprendermos a aceitar a vida tal como ela se nos apresenta seremos mais felizes. os sonhos, os objectivos podem constituir uma felicidade momentânea, talvez seja ilusão, porque assim que os atingimos, partimos logo para nova aventura. o que atingimos já não nos diz nada, deixou de ser um sonho realizado para ser apenas algo que fizemos e deixou de ter importância. a verdadeira felicidade será algo que acontece cá dentro quando aprendemos a valorizar o que a vida nos dá e as tais coisas livres e simples como um sorriso, um gesto de amizade, etc

bjinhos ;)
sorry, mas às vezes não dá para comentar muito! mas ainda venho cá! :P

Sérgio Figueiredo said...

Blue,
Eu acrdito que a felicidade existe. Agora, ela não se conquista, eu creio que ela se vive, se encontra, nos encontra e quanto menos se espera...já estamos a viver o seu calor.
Não adianta procurar a felicidade, viver um dia de cada vez é o chá da felicidade.

Beijo Amigo

Luís Galego said...

Posso ter defeitos, viver ansioso e ficar irritado algumas vezes mas, não esqueço de que a minha vida é a maior empresa, e posso tentar evitar que ela vá à falência. Ser feliz é reconhecer que vale a pena viver apesar de todos os desafios, incompreensões e períodos de crise. Ser feliz é deixar de ser vítima dos problemas e me tornar autor da minha própria história. É atravessar desertos fora de si, mas ser capaz de encontrar um oásis no recôndito da alma. É agradecer cada manhã pelo milagre da vida. Ser feliz é não ter medo dos sentimentos. É saber falar de si mesmo. É ter coragem para ouvir um "não". É ter segurança para receber uma crítica, mesmo que injusta. Pedras no caminho? Guardo todas, um dia vou construir um castelo...

Filoxera said...

Aprecio coisas materiais, mas não sou nada consumista. Sei que passo bem sem elas. O que é realmente essencial é ter afectos, saúde, força interior e condições económicas suficientes para não fazer perigar toda a segurança relacionada com um tecto, alimentação e serviços básicos.
Beijos.

Maresi@ said...

Blue...

Gostei do modo como te questionas quanto á "felicidade"...
Na verdade e para mim...a felicidade está em pequenos e subtis momentos que nos fazem felizes...encontra-la numa simples troca de olhares...num sorriso duma criança... num estender a mão...

Deixo-te um beijo suave___maresia

f@ said...

quer dizer então que o meu comentário foi prás nuvens ... pois não acredito que tenhas retirado...
Sobre felicidade .... não ambicionar mto ... valorizar o dia a dia e as coisas simples... como as nuvens, o chilrear dos passarinhos, a brisa cada aurora e entardecer... aprender a olhar e aceitar beijinhos das nuvens

Sunshine said...

Dpois de ler tudo o que aqui te escreveram, o que posso eu acrescentar.
A vida preou-me uma grande partida nos últimos tempos e os meus sonhos tornaram-se impossíveis. Aprendi a aceitar que não tenho controlo sobre tudo e que, devido a isso, não vale a pena grandes preocupações com o futuro, porque basta um sopro e vai-se tudo embora. Descobri que tive a oportunidade de renascer e quero saborear tudo o que a vida tem para me dar e só consigo fazê-lo vivendo um dia de cada vez. Sou feliz? Sou. Tenho tudo o que quero? Não, mas dou muito valor aquilo que tenho.
Beijinhos com raios de Sol

Girafa cor de rosa said...

Olá Blue Velvet! Em primeiro lugar agradeço as tuas palavras no meu blogue. Depois este teu espaço está recheado de coisas bonitas! Gostei e por isso voltarei, assim que puder vou tb adicionar-te. Quanto ao texto - felicidade - é lindo! Eu sei que devemos sentir o momento não esperando o futuro, mas por vezes as expectativas estram tudo! Beijos e bom Domingo.

jasmimdomeuquintal said...

Blue
A felicidade... em nome desta, cada um de nós já fez tanta coisa; algumas boas outras nem por isso. Um dia ouvi uma pessoa dizer, chorando e com um olhar que se via que falava com o coração: "quero pedir perdão a Deus, por tudo o que eu já fiz em nome do meu conceito de felicidade". Não esqueci mais!
Costumava dizer "só quero ser feliz", até que a minha avó me disse "minha filha mas isso é quereres tudo!".
Hoje que a vida me roubou tanto sonho e algumas concretizações, já sou feliz quando tenho "um ventinho fresco na cara, um pouco de céu azul sobre a cabeça e paz de espírito", os amigos fazem o resto.
Um beijo e muito obrigada pelos teus miminhos.
Espero aos poucos retomar o tempo para visitar-vos com mais calma.
Feliz dia da mãe.

Carminda Pinho said...

Blue,
feliz...feliz, acho que ninguém o é na verdade. Em momentos felizes acredito, no estado de felicidade...hummm...não.
É necessário tudo fazermos para que esses momentos existam mais na nossa vida, isso sim. E se disso depender num dia qualquer, fazer uma dessas coisas que enumeras, desde que se tenha dinheiro...porque não?
Já o estado de felicidade no amor, é outro caso em que só acredito em momentos...
Acho que não ando lá muito feliz, pois não? :)))

Beijos

Oliver Pickwick said...

Difícil ser feliz? Acha mesmo, Blue? A Felicidade, assim como tudo na vida, é uma conquista.
Disse certo, a Felicidade exige manutenção e ajustes, sempre. Este é um dos segredos da sua longevidade.
Quando afirma que "esforçamo-nos por possuir uma vida social agitada e preenchida, viajamos pelo mundo inteiro...", não está claro se utiliza-se do plural majestático - tão ao gosto dos advogados, ou fala por todos nós. Nesta última hipótese, exclua-me desta tribo. Estas circunstâncias exigem cautela e moderação, pois na falta delas, nem todos tem a devida estrutura para renunciá-la, sem traumas.
Todos temos de trabalhar, contudo, tornar-se escravo desta condição e comprometer seriamente o convívio com as pessoas que amamos e outros valores fundamentais, não vale a pena. Pode fazer tudo isso de modo menos angustiado e mais salutar.
Se imaginas que em dez anos estará com um razoável padrão se transformar-se num workaholic, é interessante reprogramar esta meta. Por exemplo, renuncie ao "workaholicismo", e vá mais devagar. Conseguirá o mesmo em 12, 13 anos, sem renunciar ao convívio das pessoas queridas, sem utilizar-se de Big Macs no almoço e nem chegar em casa altas horas, e olhar os filhos dormindo.
No meu caso, adaptei as minhas condições de trabalho, desde que me formei, para almoçar todos os dias em casa. E se alguma empreendimento não se ajusta a este estilo, eu simplesmente o abandono, prorrogando-o para outra oportunidade.
Disputo a Felicidade com a mesma energia que dedico ao trabalho.
Um beijo!

BlueVelvet said...

Patti,
captas-te o espírito com que escrevi o post: Let's enjoy it, enquanto é tempo.
Veludinhos azuis

BlueVelvet said...

Dantas,
obrigada pale visita.
Já lá fui.
Dias Felizes

BlueVelvet said...

Querida Sol,
é isso aí: saber aceitar o momento.
Beijinhos e veludinhos

BlueVelvet said...

Maria,
tens toda a razão: enquanto houver crianças com fome, não podemos, nem devemos ser felizes.
Beijinhos voantes

BlueVelvet said...

Cacawzinhaaaaaaaaaaaa!
Que bom ver-te.
Foi exactamente o que quis dizer: saber aproveitar as coisas simples.
Ainda bem que ainda cá vens:)))
Nem imaginas como isso é importante para mim.
Beijinhos e veludinhos

BlueVelvet said...

Sérgio,
gostei muito dessa expressão: chá da felicidade.
Veludinhos azuis

BlueVelvet said...

Também eu, Luis, também guardo todas as pedras para, um dia, construir um castelo.
Beijinhos, amigo

BlueVelvet said...

Querida Filoxera,
eu sei que pensas assim, e estás certíssima.
Beijinhos e até já

BlueVelvet said...

Maresia,
obrigada pela visita.
Afinal, parece que estamos todos de acordo, sobretudo quando o sorriso de uma criança nos faz felizes.
Dias Felizes

BlueVelvet said...

Fa,
Vª Exª decerto escreveste o comentário e não o enviaste, porque não o recebi.
Aliás, como se apaga uma nuvem?
Beijinhos e veludinhos

BlueVelvet said...

Sunshine,
que bom vires iluminar o meu blog com os teus raios de Sol:)))
Não sei que partida a vida te pregou, mas não dá para sonhares outro sonho?
Olha, eu sou perita nisso!
Beijinhos e veludinhos azuis

BlueVelvet said...

Olá girafinha mais linda!
Tens toda a razão: às vezes as intenções são boas, as expectativas é que estragam tudo.
Beijinhos e veludinhos azuis

BlueVelvet said...

Olá linda Jasmim,
que bom que reabriste.
Sempre gostei do Jasmim como sabes.
Aliás foi lá que nos conhecemos.
Amiga, também não peças tão pouco.
A vida deve-te mais.
Muitos beijinhos e fica bem

BlueVelvet said...

Carminda,
sei que não andas amiga.
Talvez os bons dias de sol, que t~em que chegar, melhorem um pouco o teu sentir.
Espero que sim.
Muitos beijinhos e veludinhos

BlueVelvet said...

Oliver,
é claro que usei o plural majestático e claro que não o incluí nesse grupo.
Sei que é espartano.
Como viu terminei escrevendo: All good things in life, are free.
Beijinhos e veludinhos azuis