8 April 2009

(2) JÁ TIVE OUTRA VIDA!


Passo horas no computador. A descobrir o que se passa no mundo. A descobrir números. A procurar saídas.
Como gomas em forma de amora. Uma a uma deixo-as derreter na boca.
Os dedos ficam pretos. Esta porcaria é só corantes. E fico agoniada. Mas gosto de estar entretida enquanto descubro o mundo e os números e as coisas.
Passo horas no computador.
Antes desta vida já vivi outra. Fiz cerelac e vesti-os. Mudei fraldas e perdi noites. Dei-lhes a mão e levei-os ao colégio. À ginástica, ao judo, ao francês.
Passo horas no computador.
Enjoada das gomas mudo para marshmallows. Com o sorriso fácil das pessoas burras. Entretida com o sabor doce na boca e os amigos nas pontas dos dedos.
Antes desta vida já vivi outra. Ajudei nos trabalhos de casa. Aplaudi as competições desportivas. Ri-me com os primeiros amores.
Passo horas no computador. Com o mundo, com os números. Com os caracteres que me preenchem e me tentam convencer que todas as esperas valem a pena.
E passo horas a tentar que o mundo, os números e a agonia doce das gomas me afastem pensamentos inoportunos.
Aquela história de que o que não tem remédio, remediado está, não serve para tudo na vida!

19 nhận xét :

salvoconduto said...

Tem sido o computador me tem feito boa companhia nos últimos dezanove anos. Já lá vai o tempo da gomas, agora médica amiga convenceu-me a trocar por tremoços, dá para acreditar? Só tem um senão, às vezes fico convencido que eles são os culpados de muita coisa mázinha que me passa pelos olhos. Será? O mundo será mesmo assim ou estou a viver noutra vida?

Abreijos.

Sunshine said...

Ainda estou na fase da cerelac, de algumas noites perdidas, levá-los à escola e ao futebol, ajudar nos TPCs...não o digo como lamentação. Sou mãe por que o quis, mas (porque é que arranjamos sempre um mas?), às vezes, sinto falta do tempo para mim, do tempo para os meus amigos - os daqui e os que conheço em carne e osso - sinto falta do silêncio e de uma conversa de "gente grande" ao fim do dia. Ainda há pouco comentava que um dia vou sentir falta deste tempo.
beijinhos com raios de sol
P.S. Não me esqueci dos prémios. Irão aparecer lá no meu cantinho.

ematejoca said...

Há quase um ano que passo horas no computador... antes da vida aqui na blogosfera também já vivi outra!!!

Identifiquei-me completamente com o teu texto, Veludinho, só que não gosto de gomas ou marschmallows.

Boa noite!

ematejoca said...

Há quase um ano que passo horas no computador... antes da vida aqui na blogosfera também já vivi outra!!!

Identifiquei-me completamente com o teu texto, Veludinho, só que não gosto de gomas ou marschmallows.

Boa noite!

mjf said...

Olá!
Linda que sorte que tens viver uma vida junto ao computador ( por diversão ) :=)
Eu já tive a fase do cerelac, do horário da carrinha ( não a pude levar ao colégio), das festinhas dos amigos, e estou agora na fase dos primeiros amores...
Penso que fui e sou uma " carreirista" por opção...e que perdi muitos momentos da vida da minha filha ;=(
Mas não me sinto egoísta e dou-lhe asas para voar, daí estar desde os 13 aninhos num colégio na Suécia...
Voltará em Junho, para ingresar numa Faculdade...aonde???
Ainda não decidimos...
Desculpa este desabafo, mas cheguei agorinha a casa de mais um dia de trablho e desabafei contigo ;=)
Obrigada

Beijocas

Carminda Pinho said...

Blue, o computador já me fez muita companhia, mas na fase em que estou, já nem ele me vale.:(
Ainda por cima decidi deixar os cigarros há 3 meses, como sabes... Olha, as noites são longas e cheias de insónias e eu fico com um humor que é de fugir. Sorte que a essas horas, o pessoal cá em casa está a dormir.:)

Beijinhos e obrigada pela força.

PS: Se eu conseguir...tu também vais conseguir, nem que seja com "ajuda".:)

Miepeee said...

Acho que todos nos vivemos mais do que uma vida durante a nossa existencia. Eu gostei da primeira, continuo a gotar e nao me importava nada de a repetir.
Tambem passo muitas horas a frente ao computador, a procura de numeros que nao sao meus, a ver contas bancarias engordarem que nao e a minha, a resolver problemas que os outros criaram, mas tudo isto acompanhado por cha verde e umas gargalhadas pelo meio. Para mim viver sem rir nao e viver.
Beijinho daqui ate ai.

Si said...

Está a ver porque é que memórias, afectos e cheiros não podem ficar encerrados em frascos numa prateleira???
Beijinhos

Patti said...

Eu gosto muito do tempo que aqui passo, mas também perco outras coisas de que gosto muito de fazer e por isso, a pouco e pouco, tenho controlado a minha presença à frente deste ecrã tão tentador.
E tenho consguido, o que é muito bom.

O problema disto se tornar um vício, é que há um mundo por explorar, à distância de uma tecla.

Eu é mais chocolates.

Antonio saramago said...

Passa horas a fazer o ke de melhor te apeteça.
UMA PÁSCOA MUITO FELIZ!!!

de dentro pra fora.... said...

Ui! quando aqui me sento perco a noção do tempo, por isso evito muitas vezes de o fazer, para não ficar perdida, pois tudo o resto reclama por mim :)
As fraldas já foram, agora são as idas á escola e as saídas á noite do mais velho.
Mas quem sabe não volto ás fraldas!??

Pitanga Doce said...

Olha, e não é que tivemos vidas iguais? Entremeadas de sustos, alegrias e desilusões e alegria de novo. Não passo tanto tempo no computador, mas o tempo que passo é bem vivido.

Tens razão quanto a história do remédio. Não se aplica a tudo, não senhora. Há coisas que nos fazem tentar mudar o final da história.

beijos em tarde de Sol (novamente)

tulipa said...

Eu passo horas ao computador, mas infelizmente não é navegar pelo mundo, mas também passo horas ao computador...
gosto da tua forma de reflectir nas coisas do mundo...
um abraço
tulipa

LopesCa said...

Eu ando dividida entre o mundo virtual e o real.
Últimamente tenho conseguido um excelente equilibrio, a ver vamos.
Felizmente o computador livra-me de comer tudo e mais alguma coisa (tou em dieta ;))

Carlos Barbosa de Oliveira said...

Também gasto mais tempo do que devia, mas se pudesse ainda estaria por cá mais tempo. O problema é que ninguém sobrevive a blogar...

Gata2000 said...

Como sabes, estou na fase das papas, já estou a deixar de mudar as fraldas, mas sabes...já tive uma vida antes, da qual de vez em quando tenho saudades, embora deteste gomas, eu é mais chocolate!

Sofá Amarelo said...

A Vida é recomeço eterno e cada vez tenho mais «provas» disso!

Muitos beijinhos!!!

Filoxera said...

Este é daqueles textos que se podiam prolongar até ao infinito...
;-)

Oliver Pickwick said...

Precisa "fazer as pazes" com os seus melhores momentos, Velvet. Caso contrário, de que adiantou tê-los vivido?
Um beijo!