13 April 2009

ROTUNDAS DA VIDA


Ela ia e ele voltava. Ela de carro, ele de moto. Os seus olhares encontraram-se, fazendo girar lentamente as cabeças enquanto um passava pelo outro.
Ele desacelerou, ela fez a curva olhando pelo retrovisor. No sinal vermelho sentiram saudades.
E foram-se, felizes para sempre.

12 nhận xét :

Pitanga Doce said...

Juntos, Blue????

su said...

Há coisas de uma simplicidade assim extrema que são simplesmente poéticas.

Antonio saramago said...

É a Simplicidade do Amor aliada á Simplicidade de quem escreve...

Leonor said...

rotundas mesmo... que de tanto se circular, acabam por se encontrar...

veludinhos

Patti said...

EXCELENTE!

Parabéns!

Peter Pan said...

Estimada Amiga:
Pertinentes "Rotundas Da Vida"...
Fantasias de beleza e saudade...
Sim! Havia amor quando se foram, creio.
Beijinhos e MUITO OBRIGADO pela sua amizade...
Surpreende, a originalidade do Post...
Sempre a admirá-la

p.p./Pena

t i a g o . said...

Mas que fotografia e texto maravilhosos! :D

Tiago

Emigrante said...

Nas rotundas e cruzamentos da vida tantos desencontros, se encontram...

Boa Noite

Teresa

f@ said...

Simples o belo... sempre...
Brilhante o texto e a imagem....

beijinhos

Rafeiro Perfumado said...

E isso não se podia fazer a pé?

Beijoca!

PS: obrigado pela arrumação que fizeste aos blogs, assim já cá entro à primeira!

Oliver Pickwick said...

Uma mescla de doçura sutilmente combinada com o mais puro nonsense. Simplicidade com alto teor de criatividade. Keep the beat, babe!
Um beijo!

Paula Crespo said...

Alguém me explica onde fica essa rotunda?!... ;);)
Bjs