22 January 2010

50.000


Quando há dois anos e uns meses comecei este blog, além de não entender nada do assunto, eram outras as razões que me moviam.
Queria escrever, sim, mas sobre tudo e mais alguma coisa, pôr vídeos, mails giros, fotos engraçadas e por aí.
Com o tempo, nem sei bem as razões, talvez por influência de alguns magníficos vizinhos, fui burilando a ideia e a pouco e pouco, aquilo que mais parecia uma loja de artigos chineses foi-se transformando, julgo eu, numa boutique mais exquisite.
Saíram os vídeos e os mails ( ficaram para o Não Resisti e Porque é Fim-de-Semana), e desapareceram os textos que não eram de minha autoria.
Isso reflectiu-se na postagem que era diária e deixou de ser e naquilo que escrevo.
Sabe bem quem escreve por obrigação, ( os cronistas semanais ou jornalistas) que isto da inspiração, não se compra nem se inventa.
Vem, nasce. Porque se vê um objecto que nos lembra algo, porque um estado de alma se instala, porque uma palavra que nos veio à mente de repente se transforma num texto que nos faz um formigueiro nos dedos e não pára até que esteja plasmado nas folhas de um caderno.
Assim que, hoje em dia não escreva todos os dias e escreva sobre os mais diversos assuntos.
De tal modo, que nem me tinha apercebido que já tinha ultrapassado a barreira dos 50.000 leitores que deixaram 11.961 comentários. ( O sitemeter que vêem marca 45.705 porque o instalei 5.000 leitores depois de ter aberto o blog).
Mas são números. Nada mais que números. Não sei exactamente o que significam. Nem sôbre isso me interrogo.
Como já disse em vários posts, escrevo porque escrevo, porque isso me é vital como respirar. Para mim, o que escrevo é pouco, e preciso tanto!
Escrever ajuda-me a pensar.
Deixo os pensamentos escorrer pela ponta do lápis para que, quando releio, perceber o que faz ou não sentido.
Preciso escrever para deixar de ter esta sensação de haver mil frases, ideias, sentimentos a bailar na minha cabeça.
Penso no papel e vejo o que vale a pena ficar gravado e o que é ruído.
Mas raramente preciso de me arrumar.
Não me dêem muito, mas não me tirem um lápis daqueles com borrachina na outra ponta e um papel. Mais precisamente um Moleskine.
E já agora, uma ideia.

Nota: a imagem é a do 1º topo deste blog, que se manteve durante quase 1 ano e é da minha autoria e da minha máquina.

15 nhận xét :

salvoconduto said...

Prontos, também te vou oferecer uma aguçadeira, um aguça, apara-lápis ou uma afiadeira para que te nunca falhe a oportunidade de escreveres. Daquelas aguçadeiras que dão para dois tipos de lápis, mais grosso ou menos grosso, consoante os teus humores.

Parabéns Velvet, bora lá continuar!

Abreijos.

Fernanda said...

PARABÉNS AMIGA!

E eu só te descobri há pouco tempo, senão já terias superado esse número há muito mais tempo :)))

Adoro o que escreves, és espontânea, tens sentido de humor, és sensível, és soft as Velvet and blue like the sky on a sunny day!

A tua imagem de marca é invulgar, carismática e tudo em ti é especial.

Beijinhos

paulofski said...

Gostei muito de fazer parte desses 50.000 e gostarei de continuar a fazer. Acho que a certa altura da existência do blogue reflectimos qual a razão porque escrevemos e eu escrevi para aqui!

Parabéns Blue.

Beijinhos

Poetic GIRL said...

Continua a escrever, que a gente gosta de te ler... :) Parabéns por um número tão bonito! beijinhos

pedro oliveira said...

Os númeors representam que o que escreves já não é só teu e ainda bem.
beijos e continua

Justine said...

BV, a tua reflexão é séria e tranquila, mas também verdadeira: o teu blog depurou-se, a tua escrita está mais segura e tu vais-te revelando a quem te queira conhecer! Que continues, com força e determinação, para bem dos que te visitam:))
Beijo

Patti said...

Agora é contar mais 50.000, para fazer uma festa de arromba! Parabéns.
Mas não me venhas cá pedir € para os foguetes, porque isto anda muito em baixo na contabilidade.

Antonio saramago said...

Grande marca atingida e a paciência de contar os comentarios, eu não me vou dar a esse trabalho, bolas!!!

Carlos Barbosa de Oliveira said...

Nunca lhe tinha dito, mas nunca é tarde. A sua escrita está cada vez mais burilada e sensitiva, o seu blog sempre foi bom, mastem enriquecido imenso nos últimos meses, pelo que não me espanta o sucesso. Parabéns.
Quanto à criatividade é como já escrevi um dia. Não pica relógio de ponto, por isso tem dias. Já escrevi coisas tão atabalhoadas que às vezes me "avergonho", mas escrevo directamente no computador porque não tenho tempo para fazer rascunhos e burilar muito as ideias. É como sai...
Bm, mas o Moskine anda sempre comigo e vou tirando umas notas com ideias para escrever alguns posts.
Bom fds

Sofá Amarelo said...

MUITOS PARABÉNSSSSSS!!!

Ao contrário do que muita gente fora dos blogues pensa, os blogues não são fáceis de construir e muito menos de manter. Por isso é de louvar quando se consegue manter a coerência ao longo do tempo! E este é um blog imprescindível... PARABÉNS, Blue e muitos beijinhos!!!

josé luís said...

o meu modesto palavrog não pode tecer qualquer comentário sobre contagens de leitores porque ainda não nasceu... :-)
[só faz nove meses a vinte e nove de janeiro]

ematejoca said...

A mim também não me espanta o teu sucesso, minha querida Blue.
Adorei desde o príncípio este excelente blogue, mesmo nos dias em que era um castigo cá entrar. Muitos parabéns... e continua!

Si said...

Pois cá estamos, ainda a tempo de erguer a taça de champanhe ao número mágico, pela escrita velúrica e ablusada, que se encontra aqui. Muitos parabéns, BV! Já à espera dos próximos!!

entremares said...

Escrever?
Sim, sempre.

Morria se me tirassem as palavras...

Um óptimo fim de semana para ti,
Rolando

Grace Olsson said...

gsoto de te ler...muito..bjs