15 October 2007

DE JOSÉ RÉGIO PARA UM FÔFO, PASSANDO POR MIM


Recomeça ...
Se puderes,
E os passos que deres,
Nesse caminho duro
do futuro,
Dá-os em liberdade
Enquanto não alcances,
Não descanses.
De nenhum fruto queiras só metade.


Nem da vida, nem do Amor.

4 nhận xét :

Sol da meia noite said...

Isso! Ou tudo ou nada... também penso assim.
Quantas vezes, o meio termo das coisas, é uma situação doentia, geradora de ansiedade...
Fica-se ali, na expectativa, de coisa nenhuma... E dessa forma, não se dão passos em liberdade...

*

U Ó Mãe Que Dava Pulos said...

Olá Blue velvet! Perdi-me um pouco nos teus blogs mas penso que é este que está a dar..
Sempre achei imensa graça ao tema musical associadso ao teu blog(tem algo de nostálgico não tem?)
Concordo totalmente contigo: mais vale ser inteiro(a)do que a prestações...
Os prazeres mais profundos e as memórias mais firmes wsó se conseguem com uma entrega absoluta.Nem que seja por uma noite!
Bj

Jasmim said...

Bonito. Gostei muito. Numa altura que preciso reagir para recomeçar é bom encontrar aqui estas palavras.
bjs

Alexandre said...

As rimas perfeitas mas mais perfeito o sentido das palavras e das expressões - por mim vou tentar saborear os frutos sempre até ao fim!!!

Muitos beijinhos!!!