6 September 2008

(3) 6 MÚSICAS


Continuando a responder ao Desafio da Su sôbre 6 músicas da minha vida, ou que tenham marcado momentos importantes, não poderia deixar de lado a música Clássica, sobretudo a que é dançada por todas as grandes Companhias de Bailado Clássico: desde o Lago dos Cisnes, ao Pássaro de Fogo passando pelo Quebra-Nozes, Giselle, A Sagração da Primavera, enfim, todas. Não me é fácil escolher uma.
Posso dizer que assisti a todas e muitas delas dancei-as.
Não posso dizer que comecei a dançar quando comecei a andar, mas quase.
Comecei com 5 anos, com uma excelente professora, Georgina Villas-Boas, que foi também professora de Olga Roriz.
Com 6 anos, embora mantendo as aulas com ela, entrei para a Escola de Dança da Margarida de Abreu, mas ao fim de 2 anos ela achou que eu deveria ir para a Escola de Dança do Teatro S. Carlos e assim foi.
Nele vivi os momentos mais mágicos da minha vida.
Como "ratinho", ( como eram chamadas as alunas pequeninas), tinha direito a ver todas as Companhias de Bailado que por lá passavam e também as que se apresentavam no Coliseu.
Foi assim que desfilaram perante os meus olhos maravilhados, a Companhia do Marquês de Cuevas com a fabulosa Rosela Hightower, Dame Margot Fonteyn com o inseparável Rudolph Nureyev e todas as russas, começando pelo Bolshoi.
Como tínhamos o privilégio, no S.Carlos, de poder andar pelos bastidores e camarins, subia e descia as velhas escadas de madeira a 4 e 4, para baixo e para cima, para não perder pitada.
Fiquei lá até passar para o Conservatório onde fiz o Curso Superior de Bailado e ingressei na Companhia Nacional de Bailado em 1977, ano da sua constituição.
Ainda se pôs a hipótese de ir para Londres, mas a Faculdade e a minha mãe não se compadeceram.
Entendia a minha mãe que a profissão de bailarina não tinha qualquer futuro em Portugal, no que não estava errada, e provavelmente eu nunca teria chegado a Prima Ballerina.
A paixão, contudo, ficou. E as saudades do cheiro das velhas tábuas do palco do S.Carlos também.
E as lágrimas que me rolaram pela cara abaixo, quando vi Rudolph Nureyev, a última vez que veio a Portugal. Passou quase todo o espectáculo sentado numa espécie de trono, num bailado do qual já nem lembro o nome. Estava já muito doente e mal dançava.
Nunca entendi o porquê de não se ter retirado a tempo. Quando, ao dançar O Corsário se elevava a uma altura inacreditável do solo e parecia que ficava parado lá em cima. No ar.
E Baryshnikov? Para esse não há palavras.
Aqui ficam ambos. São duas interpretações magistrais. Eu, prefiro a do segundo. Era belo como um Deus.
E por isso, de todas músicas esta ficou sempre como a minha preferida.



Nota: Lá em cima, na fotografia das meninas, uma sou eu. Num espectáculo da Georgina Villas-Boas, com antigas alunas. Eu tinha 7 anos.

10 nhận xét :

1/4 de Fada said...

Oh, minha amiga, já nem vale a pena dizermos nada sobre este assunto! Adorei esta tua escolha, porque também sou fanática por bailado. Se há coisas que nunca consegui perdoar aos meus pais foi, sendo tão cuidadosos com a minha educação, terem descurado tanto a parte da educação física! Não teria dado uma grande bailarina, apesar de ter feito dança assim que pude, mas a ginástica já teria sido uma outra história, muito provavelmente hoje a minha vida seria competamente diferente... Quando tive oportunidade de mostrar que teria alguma espécie de talento para o assunto, já tinha passado a idade em que se começa, mas mesmo assim fiz o que pude e houve alturas em que, por livre vontade, treinava 3 horas por dia...

sagitario said...

olá velvet,
Quando vi a sua foto, pensei que era a Luisa Castelo Branco, grandea semelhanças.
Mas adorei ver os videos, a dança é uma grande forma de arte e deve ser um grande prazer para quem a executa, foi pena que não tivesse seguido essa via, mas também faz coisas muito belas, sabe transmitir aos outros atavés da sua escrita e pode crer que muito bem.
bom fim de semanum abraço

f@ said...

Que lindo... post com música...
um musical em todos os sentidos...
Adorei os vídeos.... beijinho das nuvens

utopias said...

Que lindo post, fascinante. Bem Haja pela tua partilha. Este é um dos desafios mais bonitos que passaram pelos meus olhos na blogosfera, a pare com o desafio das Imagens que encontrei no 1/4 de fada.

Carminda Pinho said...

Humm...bem me parecia que havia em ti qualquer coisa de de "princesa":)))
E qual destas meninas serás tu?
A do meio da fila de trás?

Beijos

BlueVelvet said...

1/4 de Fadas,
é assim minha amiga.
A vida é feita de tantas escolhas, e algumas nem são feitas por nós. Que fazer? Andar para a frente e tentar tirar o melhor da que temos.
Beijinhos e veludinhos azuis

BlueVelvet said...

Sagitário,
desculpa ter passado por cima de ti:))
Obrigada pelas tuas palavras.
Beijinhos

BlueVelvet said...

Fa,
que bom que gostáste.
E qual preferes?
Beijinhos amiga

BlueVelvet said...

Utopias,
muito obrigada pelas tuas palavras
muito gentis.
Veludinhos azuis

BlueVelvet said...

Carminda,
princesa:)))??? Eu????
Sou qual??? LOL
Beijinhos querida