18 September 2008

INJUSTIÇAS


Quando os homens nos acusam de futilidades inomináveis é uma ingratidão. Nunca entenderão, quanto mais retribuírem, os sacrifícios a que, por amor deles, nos sujeitamos. Nem falo dos partos e miudezas femininas de que os podemos ilibar. O quotidiano basta.
Há aquela arenga que todas partilhamos de nos arranjarmos em primeiro lugar para nós próprias, depois para as outras mulheres e por último para eles.
Falácia, pura falácia...
Arranjamo-nos como quem faz fitness da auto-estima, para nos sentirmos ao nível das outras mulheres e em nada desfavorecidas perante os homens. Alguém imagina um bando de mulheres numa ilha isenta de bicho-homem a pôr rimel nas pestanas ou perdendo tempo com as sobrancelhas? Claro que não... Seria o desleixo, o deixa-andar, salvo se alguma quisesse imitar o Santo António e em vez de discurso atirar com sedução aos peixes.
Ou seja, arranjamo-nos para eles e desmentir é ocioso.
Adiante.
Tomemos um exemplo: arranjar as sobrancelhas. É actividade que carece de conhecimentos de geometria, estática e precisão. A pinça é uma alavanca interpotente que obriga a atinar com o fulcro e respectiva gestão da resistência. Um lápis com o centro na ponta do nariz deve descrever um ângulo que começa pelo canto interior do olhos e termina no canto externo. Essa deverá ser a dimensão da sobrancelha. O maior raio da curva passará pela pupila, e o lápis deverá precisar esta localização. Da curvatura do arco desenhado depende a nossa expressão:
- arqueadas e finas para perplexas,
- direitas para inexpressivas,
- alongadas para olhos grandes e sedutores.
Isto numa pequena área do rosto. Agora configurem os conhecimentos adquiridos para uma sessão de maquilhagem...
Abordemos o lado masculino da questão:
- homem que num belo dia resolva vestir os inenarráveis calções do ano anterior e se depare com volumosa incapacidade de se observar apertando-os, salvo ao espelho. Vira-se de um e de outro lado, com a barriga apertada até à eminência de uma apoplexia.
Ar avaliador e pensativo. Conclui, relutante, que engordou.
De seguida, abana a cabeça, salta a tampa de uma cerveja e estira-se no sofá.

29 nhận xét :

mjf said...

Olá!
Não posso estar mais em desacordo, quando dizes :
" arranjamo-nos para eles e desmentir é ocioso..."
Eu arranjo-me como me apetece, quando me apetece ...não tem nada a ver se agrado aos homens ou não...eu tenho de gostar de mim.
Por exemplo o meu marido adora ver-me de cabelo curto...há anos que uso o cabelo comprido ;=)
Cada uma de nós é uma entidade muito especial ;=)

Beijocas

BlueVelvet said...

MJF,
mal acabei de escrever este texto, apercebi-me que ia haver polémica.
Mas diverti-me tanto a escrevê-lo, que não resisti.
De facto, tens razão quando não abdicas do teu cabelo comprido, mas o penteado e outros pormenores desses são coisas pessoais, com as quais nós próprias temos de nos sentir bem.
Eu refiro-me a " alindarmo-nos" percebes?
Beijokas

Fátima André said...

Arrependi-me do que escrevi no post anterior onde declarei guerra à Fadinha pelo Sean Connery. Não há nada a fazer a minha consciência acusa-me sem escrúpulos LOL
Afinal somos amigas e como o tempo é um posto, eu vou deixar-te o caminho livre rssss
Pierce Brosnan ou o Colin Firth estão assim mais para a minha idade. Parece-te bem o nosso acordo de 5ªfeira?
Beijinhos doces. Aguardo que assines a declaração de PAZ.
:))

PS. Agora vou alindar-me :)

Antonio saramago said...

Alindem-se Meninas!!!Mas nunca se maquilhem como algumas "MACAQUINHAS"
Um homem quando gósta de uma Mulher, gósta dela, mesmo ela não faça as suas vontades de se compor.
Barriga dos homens!!
Se não a querem ter, que não bebam como uns ALARVES.
E que tem a ver o S. António com tudo isto?

pedro oliveira said...

Pois espero que te tenhas divertido, porque o escreveste é pura ficcção.Mais, acho que até uma determinada idade se arranjam para nós, depois em rivalidade com as outras e por fim só para vocês. Quanto aos homens é mais bolos...

PO
vilaforte

Tretoso Mor said...

Veludinho Azul,

Mas os homens são todos assim?..

Se não, a partir de que idade?...

Se não, em que condições?...

Tretices aveludadas para ti

(http://tretas-da-vida.blogs.sapo.pt/)

Pitanga Doce said...

Ah, eu já nasci linda e mesmo numa ilha deserta ia ficar linda a mesma com sobrancelhas por fazer e os pelos das pernas a fazerem trancinha. hahahahahahahahahaa

Quanto ao homem que descreves, eu não conheço nenhum assim!!!!

Ai que hoje estou tão espirituosa! Deve ser o frio, que não é normal e abala os sentidos.

beijos, Blue Boop Velvet

Carlos Barbosa de Oliveira said...

Palpita-me que regressei a Lisboa, mesmo a tempo de assistir a uma boa briga!
Partilho da opinião da MJF, penso que as mulheres se arranjam mais para agradar a elas próprias, mas também é verdade que há as que se vestem a pensar em "arrasar" ( seja as "amigas" seja os exemplar do sexo oposto. Uma mulhe vestir-
se para agradar a uma pessoa determinada, penso que só na fase do enamoramento. Estarei errado?

Cecília said...

Uso maquilhagem desde que tive idade para o fazer. Aprendi algumas técnicas com profissionais, algumas que ainda sigo, outras que já esqueci, mas que sempre me fascinaram. Se não fizesse aquilo que mais gosto na vida, ou pelo menos se tivesse tempo, tiraria um curso de estética, que incluísse todos as alíneas da maquilhagem, desde a quotidiana à criativa.
É uma arte.
Que utilizada com subtileza, também pode fazer parte dos jogos de sedução, iluminando qualidades ou apagando imperfeições, mas que utilizada com inteligência, aumenta exponencialmente as probabilidades de nos levarem a sério, canalizando o olhar alheio para o rosto e equilibrando a tendência de fixação noutros atributos.
Sobrancelhas, olhos, boca, formam um triangulo invertido, que mostra as prioridades a quem nos encara: olha-me de frente, ouve o que te digo, julga-me pelo conjunto.
Uma mensagem instantânea, unisexo, que poucas mulheres não terão tido a necessidade de usar....
Percebe, agora, Velvet, porque é que o homem se dá ao luxo que referiu???

Patti said...

Coisas que concordo e com outras nem tanto. Mas são maneiras de ver situação.

Agora, nunca a diferença entre homens e mulheres se nota tanto como aos 40 anos. Eles olham par a dita barriga e acham um charme e nós pensamos imediatamente em coisas ligeiras como suicídio, passar fome ou chorar até morrer.

Eles deitam-se no sofá, com um risinho galante e nós tratamos logo de resolver o nosso inchaço abdominal.

BlueVelvet said...

Fatima André,
declaração de Paz assinada:))
Beijinhos

BlueVelvet said...

António,
o Santo António fez um sermão aos peixes.
Veludinhos azuis

BlueVelvet said...

Pedro Oliveira,
pois o mal é esse: os homens é mais bolos...e cervejas, etc, etc
Beijinhos

BlueVelvet said...

TretosoMor,
agora já se vão cuidando mais.
Sobretudo a nova geração.
Mas ainda há os que descrevo, com a sua bela barriguinha que eles acham ser símbolo de status.
Beijinhos

BlueVelvet said...

Pitanguinha,
estás demais, mesmo.
Adorei a imagem dos pêlos das pernas a fazerem trancinhas.
Ai se a moda pega:))
Beijokas e anima-te que por aqui o sol também já se foi

BlueVelvet said...

Carlos,
welcome back.
Sim, na fase do enamoramento, a coisa é mais requintada.
O que acho mal, mas enfim.
Beijinhos e veludinhos azuis

BlueVelvet said...

Cecília,
claro que percebi.
Eles são tão mais lineares que nós, tadinhos:))
Beijinhos

BlueVelvet said...

Patti,
como tu me percebes.
...nós pensamos imediatamente em coisas ligeiras como suicídio, passar fome ou chorar até morrer...
E esqueceste-te do porquinho onde começamos a juntar moedinhas para uma píquena lipo:))
Bjinhos

f@ said...

Estou nas nuvens a rir...
podes ver se as minhas sobrancelhas estão bem para o meu foci...?
Gosto de andar como quero e como me agrada a mim... se tb agradar aos outros tanto melhor...
Numa ilha deserta eu ... claro que fazia tipo Sto António declamava um sermão sedutor aos peixinhos...
beijinhos das nuvens

1/4 de Fada said...

Vou regar a fogueira com gasolina e discordar de ti... Arranjamo-nos umas para as outras sim senhora! Principalmente mas não só. Aperaltamo-nos muito quando estamos apaixonadas e queremos conquistar, quando está no papo desleixamo-nos! Isto é a generalidade, não significa que não haja imensas excepções. Quanto ao envelhecimento, também o sentimos muito mais do que eles, basta ver o charme que é um homem com cabelos brancos. Tenho que confessar que não me ralo nem com barriga, nem com dietas nem com nada relacionado com isso porque a idade tem sido minha aliada, devo ter feito um pacto com o diabo sem o saber, um dia destes vou pagar um preço medonho sem saber ler nem escrever! Em contrapartida sou mais vaidosa que a família inteira junta... e não estou com homem absolutamente nenhum debaixo de olho!

Patti said...

Lipo? Nunca, jamais em tempo algum!

Credo! Bisturis, pinças, tesouras aspiradores, agulhas e pontos infectados?
Chiça penico, chapéu de côco!

BlueVelvet said...

Fa,
mas tu és uma artista...
Está acima destas coisas...
Tu conquista-los com os teus desenhos e os teus poemas.
E não venhas desestabilizar que a conversa já está confusa:)))
Beijinhos

BlueVelvet said...

Fada,
e tu não venhas com essas conversas de fadinha porque és igual à Patti.
Vocês podem comer queques gigantes como o que ela descobriu e continuam sempre elegantes, o que diga-se de passagem é mais uma INJUSTIÇA.
LOL

BlueVelvet said...

Patti,
já há sem agulhas nem tesouras nem pontos infectados.
Tens é que ter em vez de um porco um tanque mealheiro.
Beijinhos, maricas

Multiolhares said...

E se me pintar ou como digo na brincadeira “ dar polimento nos metais”faço
Porque gosto de me ver assim, o pensar que me vou arranjar para não ficar atrás das outras mulheres ou para agradar aos homens, acho que isso seria uma forma de me sentir escravizada. Mas como disse é o que sinto.
beijinhos

RENARD said...

Minha linda aveludada:

Claro que mereces ser da Tribo! Aliás, era imperativo que fosses incluída ASAP!!!
Também te adorei conhecer. You're my kind of gal!!!
Os meus abraços são somente das pessoas de quem gosto e por quem nutro alguma estima. Mas se gostaste, vou-te abraça muitas mais vezes...
És uma Lady. No verdadeiro significado da palavra. Uma senhora que sabe estar, modesta e terra a terra. Adorei-te por isso mesmo!
A história do trabalho é bom porque desde que saí da faculdade que não trabalhei. Fiz estágios e cursos mas nada de especial.
Assim tenho oportunidade de aprender alguma coisa.
Mas não tem a ver com a minha área e trabalhar com o meu pai é, no mínimo, uma tarefa herculiana. Mas tem de ser...

Um beijo tribal e abraço daqueles :)

Filoxera said...

Aqui, discordo de ti.
"Arranjo-me" de vez em quando, é quando me apetece. Passo a maior parte dos dias como quero e bem me apetece, para não ter trabalho. É claro que a roupa é a condizer com os acessórios, não dispenso brincos e aneis e, agora sem ir trabalhar, ando normalmente de "cara lavada". Mimo-me com um perfume diferente ou o verniz vermelho sangue porque me apetece, porque me faz sentir mais bem-disposta, porque gosto de alterar pequenas coisas de um dia para o outro.
Entendidas?
Beijos aveludados.

Carminda Pinho said...

Os homens estão cada vez mais vaidosos, é essa a minha opinião pelo que tenho constatado a começar cá por casa, logo, não posso concordar contigo.:)))
Eu... tenho dias...
Mas normalmente arranjo-me para me agradar a mim própria. Se eu gostar da imagem que vejo no espelho, não há ninguém que me dê a volta e, o contrário também me acontece.
Nunca concordei que as mulheres se arranjassem melhor para seduzir, mas claro que haverá excepções.

Beijos

Oliver Pickwick said...

Ciências Físicas e a vaidade. Sempre desconfiei que a beleza feminina de algum modo, resulta numa equação. Deu os primeiros passos para descobri-la, Velvet.
Um beijo!