30 September 2008

IMPORTA-SE DE REPETIR ???


O meu não é um blog político nem gosto de escrever sobre política aqui, embora já tenha sido uma coisa que me apaixonava.
Hoje em dia, limito-me a comentar alguns blogs ou posts,e mesmo assim em casos especiais.
Naturalmente que as eleiçõs americanas e a gravíssima crise que se vive em Wall Street me preocupa e muito. Por razões familiares e como cidadã.
Este é portanto um momento especial para mim.
No dia 24 de Setembro, o Jornal de Negócios citava Warren Buffett, um dos mais conhecidos "gurus" dos mercados e apoiante de Henry Paulson, o secretário de Estado do Tesouro, na proposta que tem como objectivo dar um novo impulso ao sector financeiro, abalado por uma crise à qual o investidor chamou o "Pearl Harbor económico".
O multimilionário considera que o plano de Paulson, que visa injectar 700 mil milhões de dólares no sector financeiro dos EUA, é “absolutamente necessário” e que não há " Plano B " para a situação que se vive.
No entanto, hoje, a proposta foi rejeitada, e a Bolsa em Wall Street atingiu valores preocupantes.
Ouvindo os analistas económicos, apercebi-me que a não aprovação tem a ver com as eleições de 4 de Novembro dos membros do Congresso, que temem que os seus eleitores não entendam o porquê da aprovação do plano e não voltem a elegê-los.
Estão portanto a pôr as suas carreiras políticas à frente do interesse nacional e, provavelmente da economia mundial.
Para mim, esta sim, seria uma razão mais do que suficiente para não serem reeleitos, mas pelos vistos os americanos não pensam assim.
Cá estaremos para ver o que vai acontecer.

II


Foi com enorme curiosidade e expectativa que a semana passada fiquei acordada para seguir em directo o debate entre Obama e McCain. Mas a decepção foi grande. Talvez, habituada que estou a ver os nossos debates, em que os oponentes gritam, gesticulam, se interrompem ou falam ao mesmo tempo, estivesse à espera de um debate do mesmo género.
E o que vi foi um debate morno, sem momentos de frisson, entre um velho com cabeça de pirilau ( desculpem, mas é o que me lembra a careca do McCain) e um perfeito gentleman com 1,90, elegante e um grande borracho. Ah, e negro.
Confesso que esse pormenor me passou ao lado. Mas isso sou eu, claro.
Ou se quisermos, tecnicamente falando, um debate entre um homem jovem, com ideias claras e sensatas sobre política externa, sobre a guerra do Iraque e do Afganistão ( se eles não nos querem lá, o que estamos lá a fazer, perguntou ele), que se diz disposto a sentar-se á mesa com os seus opositores e discutir um plano de Paz, isto em termos de política externa, e um velho ( não está em causa a idade do Sr. McCain, mas as suas ideias) que quer continuar a política de Bush e que conseguiu o triste mérito de pronunciar a frase mais emblemática do debate:
- Quando olho para o senhor Putin vejo três letras escritas na testa dele: KGB.
Ora, a mim não me interesa as relações do sr. Putin com o antigo KGB, o que me assusta é o facto de McCain querer desenterrar os velhos fantasmas do passado e sobretudo perceber que na cabeça dele a palavra Guerra pisca constantemente, enquanto a palavra Paz está apagada.

É guerra com o Iraque, guerra com o Afganistão, guerra com o Irão, se possível até com o Paquistão.

Isto tudo dito por um homem que pode vir a ser o próximo Presidente dos Estados Unidos e que para cúmulo não consegue pronunciar correctamente o nome do Presidente do Irão Mahmoud Ahmadinejad e pensa que Zapatero é o Presidente de um país da América Latina, preocupa-me muito.

Tanto, que me apetece dizer:

- Importa-se de repetir?

28 nhận xét :

f@ said...

Pois pisca a palavra guerra e ... erra mto... porque tem as lâmpadas todas fundidas...
Desculpa o salto para comentar apenas a parte final... como sabes a política tb só me interessa quando visa o bem estar do ser humano... o desenvolvimento dos paises, o fim de todas as guerras... as que têm armas e as que não as tendo tb matam e provocam imenso sofrimento...
Estes jogos brutais de interesses... são completos buracos negros...

....
beijinhos das nuvens

Maria said...

Mas tu estiveste a ver/ouvir o debate ou a olhar para os homens? (hehehehehehe)
A mim preocupam-me os dois. E o Obama cada vez mais. Porque o outro já se sabe o que é e como pensa, e o Obama vai mudando de posição à medida que se aproxima de uma hipotética vitória...
... ou sou eu que sou pessimista...

Beijinhos azuis e "break a leg"

Vekiki said...

Torço pelo Obama. Será uma grande lição para os manientos americanos se ele vencer a eleição! Espero que sim! As relações dos EUA com o Mundo têm que deixar de ser "Nós somos os Donos do Mundo"...eles são parte do Mundo.
Beijos para ti.
Boa semana :-)

Sandra Daniela said...

bem... parece-me que o debate foi todo analisado... e os politicos também... :-)

Como é que é?? O senhor pensa que o Zapatero, é o Presidente de um pais da América Latina??? Uiiii
Valha-me Deus!!!

Beijinho para ti

Filoxera said...

Também estou, como tu, a "torcer" pelo Obama, mas com reservas...
Quanto ao outro, corresponde à minha ideia acerca dos estado-unidenses: cultura? Só em torno do próprio umbigo.
Chuac's!

BC said...

Tal como tu, todos nós sabemos um pouco de política, mas as opções, são nossas.
No fim política na nossa vida é tudo, mas há que distinguir as coisa e não misturá-las, eu no blogue também não gosto de misturar estações, embora em situações pontuais podemos opinar, e de facto estamos numa situação muito crítica, a nível mundial.
Beijinhos para ti

Patti said...

O Obama a mim não me convence. Parece um menino ingénuo que só está onde está porque a hipocrisia da América e a sua mania de dar lições ao mundo, prevalece.
Quiseram fazer ver que não se ralam nada de ter um presidente negro e com um nome árabe.

Isto vai dar barraca! Ai vai, vai.

BlueVelvet said...

Fa,
pois são. E é isso que me preocupa quando olho para o "cabeça de pirilau".
Beijinhos amiga

BlueVelvet said...

Maria,
ouvi mas também tenho olhinhos:))
E tu és muito desconfiada...
Beijokas, linda

BlueVelvet said...

Vekiki,
também torço.
A ver vamos.
Beijinhos

BlueVelvet said...

Sandra Daniela,
Valha-te a ti, a mim e ao mundo inteiro.
Beijinhos

BlueVelvet said...

Filoxera,
reservas tenho sempre, desde que meta políticos.
Mas enfim, do mal o menor.
Chuac's para ti também

BlueVelvet said...

BC
estamos mesmo.
Vamos ver no que isto vai dar, porque como sempre, quem se trama...já sabes quem é.
Beijinhos tribais

BlueVelvet said...

Patti, do que conheço dos americanos, acho que eles são muito mais lineares.
Não acrdito que tenham feito esse raciocínio tão elaborado.
E esperemos que ão dê grande barraca.
Pior, acho difícil ficar.
Beijinhos

Pitanga Doce said...

PATTI, disseste metade do que eu ia dizer. Um Presidente negro nos EUA? Já deve ter gente lá tentando o suicídio.
Olha, não acredito em nada que venha de lá. Eles se acham o centro do Planeta e ainda não lhes desceu goela abaixo a União Europeia. Crises e bombas e Torres Gêmeas...tudo mal explicado e em horas que lhes convem.
O Obama, me parece fabricado e segundo dizem nunca foi um Senador de expressão. A aparição de sua mulher foi mais um teatro próprio dos americanos.

Quanto ao MacCain, que sabe escolher uma Vice-Presidente como ninguém, deve ter estudado na mesma escola que Jimmy Carter, que quando esteve no Brasil disse em discurso: "Estamos muito felizes em estarmos aqui na BOLÍVIA"! Serve-te essa???

Espero que este comentário venha logo abaixo ao da Patti.

beijos pitangueiros

BlueVelvet said...

Pitanga,
vem a seguir ao da Patti, mas entremeado com os meus. Desculpa:))
Essa da Bolívia é mais uma a juntar às que referi.
Se não fosse trágico dava para rir.
Beijinhos de veludo

carlota said...

Para mim vai ser o McCain a ganhar mesmo com o seu discurso retrogado.
Os americanos gostam muito de parecer moderninhos mas são muito conservadores e não estou a ver um negro na casa branca...afinal ainda há "meia dúzia" os negros eram discriminados nos E.U.A.
Vamos ver onde isto vai parar...mas não auguro nada de bom.

1/4 de Fada said...

Eu nem sei o que hei-de dizer em relação aos norte-americanos... Não sei se há mal-menor, porque no meio de tudo o que se passa lá estamos nós, e aqui não há para o melhor nem para o pior, é sempre muito mau, a Europa já deu o que tinha a dar, a partir de agora é só para piorar e muito, receio bem. Vença quem vencer, nós vamos ficar sempre mal. A minha simpatia vai para o Obama, mas sinceramente não tenho grande esperença que ele ganhe, não acredito que os norte-americanos, quando chegar a hora da verdade, admitam um negro a mandar neles! Por enquanto, isso só aconteceu na literatura e acabou em desgraça. A ver vamos, mas duvido muito. Se ganha o outro, vamos ficar mais desgraçados ainda do que já estamos, vai ser, portanto, como dizem os brasileiros, se correr o bicho pega, se ficar o bicho come!

For The "Things" I LOVE.. said...

Adorei o teu blog! É a primeira vez q p cá passo.
Qto ao teu post, McCain é um IDIOTA q só quer Guerra, mas Obama, apesar de jeitoso e étnico, não convence...

Bjcs, Lagartixa

Alexandre said...

Ainda não percebi como é que o John Mccain chegou a representante do Partido Republicano. Pensava que depois de Bush não poderia haver nada pior mas este candidato assista-me a sério...

xico man said...

Para mim quem devia de ser presidente era eu!!!!
HEHEHEHEHEHEHEHHEEHHEH Tou na brincadeira!!!!Bjs

Antonio saramago said...

Eu admiro quem sabe Politiquisar, admiro quem sabe distinguir feijão de grão e admiro ainda muito mais quem tem uma forma tão peculiar de saber escrever, de saber dar um mote a um texto, a uma conversa, a um diálogo como tu o consegues fazer.
Mas, minha Amiga, tudo isto toca a TACHO e primeiro que o tacho seja bem cheio de tudo o que é bom e só depois vão uns grãozitos para adoçar as mentes desprotejidas.
Esta porcaria da politica é igual por todo o mundo e não venha á o mais pintado....
Á-parte de tudo isto, vale muito mais o teu PERFUME, misturado com o aroma das Castanhinhas....

ematejoca said...

Interesso-me muito por Política. Mas quando coloco alguma coisa sobre as eleicoes dos Estados Unidos no blogue, nao recebo um único comentário da "Tribo"!
Já agora aí vai a minha opiniao:
A escolha de Sarah Palin como Vice-Presidente foi uma escolha muito inteligente do McCain.
Muitas mulheres americanas que queriam a Hillary Clinton "for President" e ficaram desiludidas por ela nao ter sido ao menos nomeada pelo Obama como Vice, vao pensar duas vezes se nao votarao no McCain por causa da Sarah Palin.
Claro que a Hillary Clinton e a Sarah Palin nada tem em comum.
Sao como fogo e gelo.
No entanto vais ver que vai haver muitas surpresas.
Para terminar uma pergunta: Achas que há grandes diferencas entre McCain e o Vice-Presidente do Obama: Joseph Biden?
Obama ou McCain? A Política Americana pouco vai mudar seja qual for o futuro Presidente dos Estados Unidos.

Saudacoes outonais!

Sorrisos em Alta said...

Pensava que só os homens é que, entre duas candidatas, escolhiam a que tivesse maiores mamas.
Basta pôr um jeitoso, que já ninguém houve o que o pirilau tem para dizer...
;o)

Beijinho

Nelson Soares said...

Parte II é absolutamente fantástica. Toca e foca os pontos principais numa mestria e movimentação apreciáveis. Gostei e concordo. Concordo muito, até.

E não consigo deixar de confessar:
*McCain parece uma escolha parente e inspirada no "renovar na continuidade" da primavera Marcelista. Se se critica a política de W. Bush, critica-se McCain. Por um principio de coerência lógica.
*Nas eleições americanas como a nível politico-filosófico sou Democrata, mas isso não me cega a razão. E é precisamente por isso que acho e acredito na solução democrata como a mais viável.


Mas enfim, "parece que os americanos não pensam assim"...

FM said...

Concordo com muito do que dizes... Também já fui de ficar horas acordado a ver debates norte-americanos... Troquei-os pelo Blogue. (risos)
Beijos.

Justine said...

Tarde e a más horas, não queria deixar de deixar aqui a minha opinião sobre o teu post: é assustador pensar que o poder deste mundo está entregue em mãos de gente ignorante e arrogante. Nada me parece mais desprezível e mais perigoso.

Oliver Pickwick said...

Ora, Velvet, não seja rigorosa. Não é para qualquer um, pronunciar o nome do presidente do Irã. Quanto ao Zapatero, bem feito pra ele. Ainda bem que, aqui no Brasil não falamos espanhol, assim, uma praga como esta, proferida pelo McCain, jamais nos atingiria.
Continuo torcendo pela vitória do McCain.
Um beijo!