5 December 2008

( 5 ) NOVA IORQUE, MEU AMOR


Serendipity, é uma das minhas palavras preferidas. Se acontece, por alguma razão acordar e lembrar-me dela, fico o dia inteiro a repeti–la. Gosto do som, da dificuldade em dizê-la, do significado que tem, e da sua origem.
Provém de um conto de fadas persa, e significa acidentes felizes, felizes acasos, e foi descoberta pela 1ª vez em 1754.
Desde então, tem tradução em todas as línguas, ( em português diz-se Serendipicidade), e um tradutor inglês considera-a das palavras mais difíceis, não de traduzir, mas de lhe encontrar um sentido em determinado contexto.
Tem sido empregue em quase todos os campos:
Na Química, quando Alfred Nobel misturou acidentalmente o collodium ( algodão do injector) com a nitriglicerina e descobriu a Gelignite.
Na Farmacologia, Alexandre Fleming falhou as culturas do desinfectante das bactérias antes de ir para férias e quando voltou, encontrou-as contaminadas com o “Penicillium molda”, que matou as bactérias, e que não era mais do que a Penicilina.
Na Medicina quando o Dr. Georgius Papanikolau, ao estudar as bactérias do útero feminino, descobriu o teste que leva hoje em dia o seu nome e que permite descobrir células cancerígenas no útero das mulheres.
Foi assim que Isaac Newton, ao ver cair uma maçã de uma árvore, descobriu a teoria da gravidade.
Cristóvão Colombo descobriu a América, quando de facto procurava a Índia.
E há milhares de exemplos que me escusarei de citar para não ser demasiado maçadora. O facto é que as maiores descobertas, em qualquer campo que pensemos, se deveram a felizes acasos: Serendipity.
Apesar de não acreditar no destino pelo que nos tiraria de livre arbítrio, não consigo impedir-me ( romântica incorrigível que sou), de achar que é maravilhoso pensar que tudo na vida, faz parte de um plano magistral, destinado a, um dia, uma noite, da forma mais estranha, nos pôr à frente a nossa alma gémea.
Mas, se não acredito no destino, acredito em acasos. Algo que acontece sem esperarmos. Cabe-nos segui-los, ou não. A vida não é uma série de acidentes sem sentido, ou coincidências que muitos notáveis defendem que não existem, mas uma colecção de acontecimentos que culminam num requintado, soberbo, e sublime plano.
Não tomo café, e por isso nunca frequentei cafés. A única vez, há muitos anos, que um amigo me levou a um café onde nem entrei, tendo ficado no carro à espera dele, conheci o homem mais importante da minha vida.
O meu pai teve um amigo que sobreviveu a três desastres de avião e morreu de ataque de coração, em casa, com 70 anos.
Serendipity é festa. É alegria. Uma canção muito antiga e muito bonita de Joan Baez foi repescada para a banda sonora do filme “ Forrest Gamp”. Lembro-me que ela fazia muitas interrogações:
- Quantos cadáveres tem um homem que ver para perceber que já houve mortos a mais? Quantas estradas tem alguém que percorrer para ser considerado um adulto?
- Quantas vezes tem um homem que olhar para cima para ver o céu?
- Quantos anos tem uma pessoa que viver para poder ser livre?
A solução para todas as questões era sempre a mesma : A resposta está escrita no vento.
É nisso que acredito. Que as respostas aos sinais que nos aparecem ao longo da vida estão escritas no vento. Só há que saber ouvi-las.
Em Nova Iorque, no alegre bairro de Little Italy, existe uma das mais famosas pastelarias do Mundo por ter aquele que é considerado o melhor chocolate quente do Universo. Há-o de todas as qualidades, com e sem chantilly, com e sem coberturas.
Quando pomos a boca na palhinha apetece chupar e depois soprar e fazer bolas de chocolate no ar.
Apetece ser criança de novo. E rir.
Chama-se Serendipity e é lá que se comemoram os Acasos Felizes.
Já lá comemorei alguns.
Quem dera lá possa voltar um dia.



Patti, já que és a Presidenta podes escolher qual queres. Mas as outras são para os vizinhos, ouviste?




37 nhận xét :

salvoconduto said...

Vamos lá ver se tenho que me esgadanhar, também tenho que provar. Não se alambazem!

Maria said...

Até parece impossível, mas vou dizer-te:
"quem dera lá possas voltar um dia".

Um beijo

vovó said...

e hás-de lá voltar :)!!!

a minha filha mais velha já lá esteve.
já viste o filme com o mesmo nome? ias gostar :)...
beijocasssss
vovó Maria

Patti said...

Mas que boletins informativos mais completos, tu nos andas a revelar. Não fazia a mais pequena ideia de tanta coisa ligada a ela. Estas trocas de informações, tão diferentes entre blogs, é muito salutar.
Sim senhora!

É uma palavra muito gira e não sabia do significado em português.
E se tu adoras essa palavra eu adoro chocolate de todas as formas, texturas e cores.

Fico com o da direita da foto, pois aquele molho todo a escorregar, ai valha-me Deus, que este mês vou ficar uma PresidentA elefanta.

E muitos serendipity's para ti também, Velvet.

Vekiki said...

velvet, gostei de conhecer esta palavra que não conhecia. Gostei de conhecer esta "tua" pastelaria e gostava de te fazer companhia se um dia lá voltares ;-)

Filoxera said...

Estou à espera de acasoso felizes, já que, pelos vistos, fazer muitos esforços no sentido de concretizar uma coisa, parece não valer nada...
Beijos.

Si said...

E eu que sou afilhada, escolho a que está do lado direito da foto, que é a que tem mais chocolate negro, o meu preferido!

P.S. Com tanta caloria, hoje nem vou precisar ligar o aquecimento...rsrsr

eu, do alto do meu salto said...

Acho que não conhecia essa palavra, mas também fiquei fã :)Além de ser muito giro dizê-la o significado é muito bonito.
Uma das palavras que me dá gosto dizer em inglês é strawberry, não pelo significado, mas pela forma como soa!
Cada um tem as suas manias - hehehe

Gostei de te ler.
Até à próxima

Patti said...

Oh afilhada, tenha lá paciência mas a preferência foi-me dada a mim!
E escolhi esse mesmo!

Querem lá ver isto agora?

BlueVelvet said...

Salvo,
tadinho de ti no meio das gulosas.
Eu dou-te um bocadinho do meu.rsrsrs
Veludinhos de chocolate

BlueVelvet said...

Maria,
obrigada.
Sei que o dizes do fundo do coração.
Beijinhos lambuzados

BlueVelvet said...

VóVó,
pois claro que já vi filme.
Isso ia-me lá escapar.rsrsrsr
Beijinhos achocolatados

BlueVelvet said...

Patti,
são giras estas trocas, não são?
Pois se escolheste, está escolhido.
Ainda por cima não engordas!
Que inveja. rsrsrsr
Beijinhos achocolatados

BlueVelvet said...

Vekiki,
com a quantidade de vizinhos que querem lá ir, ainda organizo uma excursão.
Eu vou de guia.
Beijokas lambuzadas

BlueVelvet said...

Filoxera,
torço todos os dias para que esse acaso feliz chegue à tua vida.
Beijinhos, amiga

BlueVelvet said...

Si,
temos aqui um problema de hierarquias.
É que a Presidenta já tinha escolhido esse.
Não quer ficar com o que tem rodelinhas de banana?
Ou então, como eu trouxe latinhas de chocolate de lá, e até o mixer que eles usam para fazer o chocolate, eu cozinho-lhe um e envio por DHL.rsrsrs
Beijinhos doces

BlueVelvet said...

Eu, do meu salto alto,
Olá.
Bem-vinda.
Espero que não caia do salto. Eu gosto de todas as palavras terminadas em berry: strawberry, blueberry, cranberry, e por aí fora.
Manias, como dizes.
Veludinhos de chocolate

BlueVelvet said...

Patti,
já intercedi por ti, mas pelo caminho que a coisa leva o melhor é levares já a tua taça.rsrsrs
Muitos Serendipities para ti também

Carlos Barbosa de Oliveira said...

Então vamos por partes:
Aprendi uma palavra que desconhecia. Só por isso, já merece que faça votos para que o seu desejo se concretize. Esta tarde, se for ao CR, talvez encontre maneira de o satisfazer.
Quanto à minha escolha, também ia para a taça da direita, mas como dou prioridade às senhoras e sendo uma delas PresidentA e comadre e a outra Afilhada, passo. Escolho então a da esquerda, que também me parece ser de chocolate amargo ( o único de que gosto)
Finalmente: obrigado por nos trazer estas explicações à volta do Natal que nos enriquecem a todos.

Antonio saramago said...

Já vais no PÁSSARO GIGANTE?

Si said...

Paatttttiiiiii!!!! Paaaaaatttttiiiiii!!!!
Ó Madrinha, não é que isto foi aqui um serendipity do caneco termos escolhido as duas o mesmo???
Eu bem sei que é a PresidentA, que lhe foi dada a prioridade e tudo, mas não tem aí um serendipitizinho a mais que faça com que a gente, pelo menos, partilhe???
Vá lá, porque hoje, houve um serendipity bestial e ambas as madrinhas me fizeram roer de inveja com os doces que têm lá em casa e ainda não é Natal nem nada e de mais a mais ainda nem almocei!!
Como é? Serendipitiamos??

BlueVelvet said...

Carlos,
de um cavalheiro não se esperava outra coisa.
Bem, já vi que somos todos pessoas de bom gosto:é só chocolate negro.
Veludinhos de chocolate

BlueVelvet said...

António,
antes fosse, meu amigo, antes fosse.
Veludinhos de chocolate

Patti said...

Olhe, depende!
Há muito tempo que não contribui com nada lá no meu saquinho azul.

Mas depois adora ir para os bailaricos da Ruth Marlene, lá daqueles que o padrinho do Rochedo postou há pouqinho não é?

E quem é que paga os bailaricos?
Eu! A PresidentA, com o tal do saquinho azul, com o qual vocêzes nada contribuem!

BlueVelvet said...

Pattiiiiiiiiiiiii!
Ai Valham-me todos os Serendipities! Ó Patti, divide lá o teu com a Si.
Lembra-te que ela é uma vizinha do melhor.
Oferece-nos cházinhos, dá-nos bons conselhos, apaixona-se por batatas.
Si,
vá lá. Só metade está bem?
Rsrsrs

Patti said...

E tu, Velvet, és outra que tal.
Bem te vejo disfarçada lá nos bailaricos do condomínio, a dançares o pisca-pisca e abonar para o saquinho azul aqui da PresidentA?
Nada!

BlueVelvet said...

Pattiiiiiiii,
ai filha, não te descaias.
Atão vens-me para aqui falar de saquinhos azuis!!!
Olhem que não são de dinheiro. São uns saquinhos que ela borda para tapar os bules e os açucareiros da família.
Ai, que ainda vou fazer companhia ao Oliveira e Costa.
Balha-me Deus!

Si said...

Ó Sra. PresidentA,
Não me puxe pela língua, que já está lambuzada de chocolate e tudo!!
Então eu não deixei escrito lá na minha casa, já há um bom par de semanas, que tinha pago o condomínio, jardineiro e tudo, até ao Natal???
Tenho as continhas todas em dia, só não tenho é os recibozinhos, para apresentar no meu IRS, lembra-se??
Mas pronto, eu perdoo-lhe a distracção, se me deixar dar uma valente colherada no chantilly, que na divisão ficou todo do seu lado.....

Cerejinha said...

Ouvi falar em mousse de chocolate e vim ver o que se passava. É que lá pelo meu estaminé quase se desunham por causa da mousse, dos bolos da PresidentA e das minhas cerejas...



Mas se me é permitido, vou ali buscar uma colherzinha, pode ser?

Tretoso Mor said...

Veludinho,

Não conhecia a palavra, mas realmente, reflectindo bem, foi uma serendipicidade eu ter entrado pela primeira vez neste Blog!...

tretices azulinhas para ti

Tretoso Mor said...

Veludinho,

Até me esqueci dos doces!...

Bom, mas com esta TRETA toda, já comeram tudo!...

(Eu não gosto de chocolate amargo!... :(( )

Tretices azulinhas para ti

Si said...

Velvet,
Lá em casa, há novidades!!
rsrsrrs

1/4 de Fada said...

Não sei lá por que serendipicidade é que o teu post me comoveu tanto, que hoje de manhã quando o li nem o comentei e fiquei a pensar tanto nele. Durante o dia, volta e meia lá me voltava ele ao pensamento... e até dei por mim a cantar o "Blowing in the wind" que por serendipicidade é uma das minhas músicas preferidas e uma das que eu cantava no tempo em que eu cantava.
Entretanto, cheguei a uma conclusão. Já sei porque é que gostei tanto... finalmente percebi porque é que vim aqui dar a este blog e te conheci...
Achas que ainda há um bocadinho de chocolate?

BlueVelvet said...

Cerejinha,
serve-te à vontade e volta sempre.
Veludinhos acerejados

BlueVelvet said...

Tretoso-Mor,
tens toda a razão.
Ainda por cima fazes-me rir.
Não queres um bocadinho de chocolate?
Beijinhos achocolatados

BlueVelvet said...

1/4 de Fadas,
como talvez te tenhas apercebido, isto hoje por aqui, foi um pagode.
Tenho pena que não estivesses por cá.
Quanto às tuas palavras, They came blowing in the wind.
Obrigada, querida

Paula Crespo said...

It´s like connecting the dots...
Adorei este teu post. Sinceramente, até porque acredito em acasos felizes e também em que "há males que vêm por bem", como reza o ditado. Estes três eixos convergem para o mesmo fim - acho eu! :)
Bjs