11 February 2009

.......


Ás vezes o mundo fica mais pequeno
Quando as memórias se esbatem e se confunde a realidade com o imaginado é bom ter alguém que nos diz "É verdade, eu vi; eu estive lá."
E quando são amigos, quando é a amiga, então acreditamos.
Quando encontramos alguém que se cruzou no nosso caminho nalgum desses momentos que guardámos num canto tão escuro de nós que temos dificuldade em saber se existiu, quando esse alguém também se lembra, então acreditamos em nós.
E quando acontece tudo no mesmo dia, e todos estivémos lá, e todos lembramos quem lá esteve...
Sim, era eu.
Era eu que lá estava.

16 nhận xét :

salvoconduto said...

Não sei se lá estive, mas tenho vontade de lá ter estado, isso tenho.

Abreijos

ematejoca said...

Quando estou no Porto, a minha melhor amiga, também me pergunta muitas vezes, se eu me lembro... Mas, eu lembro-me sempre de tudo muito vagamente.

Boa noite, Veludinho, estou a contar os dias!!!

Miepeee said...

Nao e so a ti que isso acontece e eu tenho uma excelente memoria, mas e selectiva :)
Beijinho.

Tretoso Mor said...

Veludinho,

A realidade muitas vezes confunde-nos.

Mas tal como o passado foi real, o presente também o é, e o futuro vai sê-lo, igualmente.

O importante agora, é que se insista no presente, para que no futuro, possamos recordar o passado, sem dúvidas sobre a realidade e a ilusão.

Tretices grandes e azulinhas para ti.

Si said...

É por isso que os humanos são seres sociais. A vida só tem sentido quando partilhamos as coisas com os outros, quando mudamos a vida de alguém e a nossa, pelo simples facto de nos termos cruzado.
E é para isso que servem as lembranças. Sem elas, pura e simplesmente desligamo-nos da existência.

Patti said...

Mas uma com encontros com o passado? Olha a Si também teve um hoje.

Carlos Barbosa de Oliveira said...

Sempre me lembro de tudo e de nada. Por vezes é a melhor solução.
"Se bem me lembro..." ( Vitorino Nemésio)

Antonio saramago said...

Como é bom saber que tu por exemplo estás sempre presente!!!
Eu agradeço por isso e já agora aproveito para em complemento ao teu coment. te dizer que sim...
E que tu certamente tambem és muito feliz!

Pitanga Doce said...

Isto às vezes me acontece mas em relação a fotos. Fotos antigas, de um passado beeem distante. Olho e digo: não era EU. E não era mesmo. Não essa de agora. Talvez, quem sabe, a Rosa que era tão parecida comigo!

beijos Blue

Pitanga Doce said...

Blue vai a Si. Estou a te provocar. Espero que não te zangues. Não se briga com uma gaja de asa partida.

Justine said...

Estou enganada, ou anda por aí a bater à tua porta um pouco de desorientação, de tristeza, de nostalgia??
Força, que a primavera está a chegar, e com ela o renascimento da natureza e também o nosso.

f@ said...

Olá,
Pena que o mundo sempre fica + pequeno quando deveria crescer...

Os amigos e as lembranças em tapete voador.... esse de espuma da tua imagem... e a espuma se cola ao véu do vestido para sempre as lembranças te relembrarem sempre da fé....
tb lá estou tantas vezes nesse tapete de espuma e salpicos de mar...

Beijinhos salpicados

Rafeiro Perfumado said...

Eu gostava que alguém me dissesse:
- Não, Rafeiro, não estiveste no Parque das Nações quando a Grécia ganhou a Portugal, tanto na jornada inaugural como na final. Mas estive...

Filoxera said...

Estes momentos dão que pensar. E que sentir...
Beijinhos, amiga.

LeniB said...

É bom recordarmos momentos nos quais houve partilha...
bjs

nuvem said...

Por vezes essa linha que divide o real e o sonhado é muito ténue mesmo... Percebo-te bem.

Um beijo enorme