28 December 2009

O MEU NATAL - O RESCALDO


Nos tempos que correm, é preciso ter cuidado com quem nos bate à porta.
A casa estava enfeitada, a Ceia na mesa e tínhamos voltado da Missa do Galo.
Estávamos à espera do velhote gordo, mas quando ele chegou, com aquelas longas barbas e sem outra identificação que não fosse a fatiota, achei por bem verificar se era ele mesmo.
Apresentou-me o convite acima, que tinha sido enviado pela PresidentA. Menos mal. Melhores credenciais não poderia ter.
Logo a seguir começou a tirar os presentes do saco e o primeiro a sair foi este. Para mim. Para a Princesa de Nova Iorque.



A coisa estava a correr bem. Os presentes continuaram a sair a bom ritmo, para os restantes membros da família, quando me calhou a mim o próximo: o meu alter-ego.




Um isqueiro e uma cigarreira da Betty Boop. De facto a coisa não podia estar a correr melhor.
Foi aí que o Pai Natal se queixou de cansaço, pediu para se sentar, uma fatiazinha de bolo-rei e um copinho de Favaios.
Com medo que o senhor despencasse ali mesmo, claro que lhe demos o pedido e mais tudo o que achámos que podia saber-lhe bem.
Já com o estômago mais aconchegado, eis que recomeça a saída das prendas do grande saco. Sai um envelope, que me estende.
Abri-o, pensando que alguém sem imaginação tinha decidido dar-me um dinheirinho, quando me sai isto lá de dentro:


Fiquei a olhar sem perceber bem o que era e quando finalmente se fez luz, tratei de lhe dizer que era engano, que não era para mim, que eu não tinha nada a ver com aquilo.
E ele insistia que não, que não havia engano nenhum, que era mesmo para mim.
- Está bem, então leve de volta. Devolva.
O pobre do velhote ficou a olhar para mim sem saber que dizer. Acho que nunca lhe tinham devolvido um presente.
Pois é. Azar o dele.
Alguém me diz o que vou fazer, eu, uma rapariga linda e loira, com idade para ter um monte de filhos, com um neto? Ainda por cima em Nova Iorque?
Bom, já que não posso devolver, é bom que se preparem porque a partir de agora vou passar a vida na ponte aérea Lisboa/Nova Iorque/Lisboa e a passear na 5ª Avenida a fazer as comprinhas do herdeiro/a.
Não há dúvida que Deus escreve direito por linhas tortas.
Mas a criança que se prepare: Ai dele ou dela que me chame avó!
E quanto ao Pai Natal, para o ano é revistado.

PS: Agradeço que quem ficou com o Chaumet que pedi, o devolva...

25 nhận xét :

josé luís said...

miss veludo,

a criança poderá preparar-se e ai dele/dela se lhe chamar avó...

mas (não resisti # quarenta e tal)
ninguém me poderá impedir de ser o primeiro a escrever (e em maiúsculas, note-se!):

PARABÉNS, VÓVÓ VELUDO!

;-D

Pitanga Doce said...

AaaaaaaaaaaaH! Eu não acredito que vamos ter mais uma avó no clube!! hehehhe
Olha, quando fores levá-lo ao pediatra vão pensar que és a mãe "Que chique, bem-iêê"!

BlueVelvet said...

José Luis,
para um vizinho novo, você é mesmo atrevido!
Ainda por cima não posso alterar os comentários.
Tinha que pôr aquilo em letras maiúsculas?
De castigo, durante 1 mes não tem direito a comentário de múltipla escolha:)))
Veludinhos da Miss Velvet

Sandra Daniela said...

Parabéns!!! Parabéns! Muitas felicidades para o novo herdeiro e para o ano o Pai natal decerto trará com todo o gosto mais prendinhas!! Felicidades!!!

Licas said...

vovó

É a palavra mais linda do dicionário.

Parabéns pela possibilidade de a usares, porque é sinal que continua em alguém a tua alegria e vivacidade.
Até ao ano e ... depois falaremos
Tudo de bom
Licas

BlueVelvet said...

Pitanga,
tu pára de rir!
Com amigas assim...:)
Beijinhos

Maria said...

Para o ano os teus presentes vão ser livros de histórias para crianças, hehehehehe!!!!!
Parabéns avó BV!

Beijos para toda a família!

Pitanga Doce said...

Ó Blue olha o comentário da Maria! Sabes o que é BV por aqui? Nem vais acreditar, mas acho que tu não és, não! hehehe

Ih, ela mandou eu parar de rir. Tá bem!

continuando assim... said...

que bom!!! que fantástico presente :)

um dia calha-me a mim... e lá vou eu ... Lisboa ; Paris ;;;;;;; Paris------Lisboa :)

bj
teresa

BlueVelvet said...

Pitanga,
podes rir à vontade, mas com uma condição: que raio é aí BV???

Pitanga Doce said...

Ó minha Betty Boop, BV é Boca Virgem ( a que nunca beijou)
É o teu caso??? hehehehehehe

salvoconduto said...

Lamento informar-te, mas após aturadas averiguações constatei que o Chaumet já foi passado a pataco.
Já quanto ao teu (tua) sobrinho (a) mais novo (a) vai servir-te de alibi para muita coisa. Afinal o Pai Natal é mesmo teu amigo.

Pjsoueu said...

Procuremos desenvolver entre nós o amor fraternal e estimulemo-nos a fazer o bem...animemo-nos uns aos outros...”

Feliz Ano Novo!

Beijinhos

Pj

de dentro pra fora.... said...

Mas que boa noticia, já pensas-te que vais poder estragar(de mimos é claro) e depois devolver, é isso o melhor de tudo não é!?

Já estou a imaginar, tu a contar todas essas histórias maravilhosas que tens guardadas, e um olharzinho maravilhado a ouvir :)

Parabéns!!

BlueVelvet said...

Pitanga,
Deus me livre dessa.
Tenho beijado e muuuito!!!!
Hehe
Obrigada pela informação.

BlueVelvet said...

Salvooooo!!!!!
Que bom ver-te por aqui.
Já estava preocupada.
Mas não é sobrinho/a. É mais grave: é neto/a:(((
Abreijinnhos

Ps: nessas tuas investigações não descobriste quem ficou com o Chaumetzinho, não?

Sunshine said...

Muitos parabéns!!!
Há quem diga que é melhor ser avó do que ser mãe: é que às avós só cabe a parte dos mimos!!!
beijinhos

Pó de Estrela said...

Bem Vinda ao clube!!!

Vais ver que no próximo Natal, vais olhar enternecida o tal velhote de barbas, e agradecer-lhe a notícia que já terás nos braços!

Olha que ouvir Vovó é muito doce, não percas essa sonoridade!

Beijinhos VOVÓZINHA!!!!!!!!!

BlueVelvet said...

Agradeço a todos os que me deixaram os parabéns, mas para que não pensem que sou uma desnaturada, tenho que vos deixar William Shakespeare, que disse:
'' HÁ MAIS COISAS ENTRE O CÉU E A TERRA DO QUE SONHA A NOSSA VÃ FILOSOFIA''.
Beijinhos e veludinhos a todos

Pitanga Doce said...

Deixa lá de historinhas de "Sheiquispira" e toca a fazer casaquinhos, sentadinha à lareira na cadeira de balanço como toda a avó que se preze. hahahaha

Saindo de fininho.

Anônima.

BlueVelvet said...

Não publico comentários anónimos...
mas abrindo uma excepção, tricotar casaquinhos...
That will be the day...that I die!
E tu não me provoques, Doce Pitanga!
Humpft!

kakauzinha said...

De uma avó para uma futura: eu também achava o termo um pouco pesado. Afinal, também eu loira, na altura com 48 anitos, ar de 46 e feitio de 25, ter o título de avó era impensável! Mas ela lá nasceu a 24 de Dezembro e o Menino Jesus achou que eu tinha direito a um bónus, vovó kakau. Pronto, fiquei convencida. Vais ver que até te babas, vovó Blue, eheheh! E depois, ir a NY ver o baby não é para queixas, sortuda!!!

Parabéns e beijocas bery bery blues****

Fernanda said...

Amiga Ana,

Eu saio daqui sempre a rir-me...o que é fantástico.

Todas as minhas amigas...ou quase todas são avós, só eu nada.
Podias mandar o Gordo cá a casa:)))

Agora que vais ser avó, mesmo que ensines a criancinha a chamar-te TIA, ela que fará de ti uma jovem ainda mais bela, pela alegria que vais irradiar, vais começar a encher o Blog de textos tipo " How to be the best grandmother on earth " e coisas do género.

Parabéns.

Ainda falamos antes do Ano Novo.
Beijos

BlueVelvet said...

Kakauzinha,
conseguiste animar-me:
"Afinal, também eu loira, na altura com 48 anitos, ar de 46 e feitio de 25"...
Ok, venha lá a criancinha:)
Beijokas

Tite said...

Veludinho,

minha querida, confesso que já me auto-mutilei por ter demorado tanto tempo a vir visitar o teu blog.
Sabes que até já tinha começado a ler este post para o qual me chamaste a atenção no meu de "Missão cumprida"?

Mas os cortes constantes de electricidade aqui no Oeste têm alterado imenso a minha rotina de visitas aos blogs amigos.

Pronto... depois da explicação a grande manifestação...

VIVA, VIVA A NOSSA NOVEL AVÓ QUE ESTÁ CONVENCIDA QUE NÃO QUER MAS VAI FICAR COMPLETAMENTE DERRETIDA QUANDO ABRAÇAR A REALIZAÇÃO DESTE PROJECTO DE VIDA QUE É AGORA E QUE ELA RELUTAVA EM ACEITAR POR SER LINDA E LOIRA.

Puxa!!!! Até estou cansada de gritar com tanto entusiasmo com uma felicidade em comunhão contigo pois sei que é isso que pensas mas não queres dizer.
Eu que desejei ser Avó ainda os meus filhos eram "teen-agers" inconscientes só para ser uma Avó Linda, Elegante, Jovem e Morena como não sou hoje porque quero disfarçar as cãs.

Houve de facto alguém na família que não queria assumir essa categoria e dizia:
- Se algum dia tiver um neto/a nunca autorizarei que me trate por Avô, serei Tio, nem me trate por tu.
Era o meu Pai e como deves imaginar os netos todos o tratarem por Avô e por tu que ele até se babava de tanto orgulho.

É o que vai acontecer contigo, tenho a certeza e és tu que nos vais contar tudo, tudo quando estabeleceres essa ponte aérea da tuas felicidade.

É aí que eu interpreto a tua frase:
Deus escreve direito por linhas tortas

PARABÉNS AVÓ ANA!!!!!