30 April 2008

NEW YORK NEW YORK ... OBRIGADA


Nova Iorque é como as mulheres: ou se ama, ou se odeia.
Não há aquela coisa de: Ah, gosto, mas...
Eu amo Nova Iorque sem mas, talvez por não a conhecer como turista, embora conheça todos os locais obrigatórios de passagem turística.
Mas, por exemplo, exactamente porque a amo e a sinto um pouco como minha casa, impressiona-me imenso ver no local das Twin Towers, magotes de turistas a tirarem fotografias .
Ainda se pelo menos se limitassem ao local... Mas não. Encostam-se ao gradeamento onde estão os nomes de todos os que morreram e sorriem para a câmara.
Logo após o atentado fui lá e levei o meu filho mais novo. Ele ia de máquina em punho e preparava-se para me tirar uma fotografia quando viu os meus olhos marejados de lágrimas. Olhou para mim, e sem uma palavra meteu a máquina no bolso.
É que eu já tinha jantado no restaurante no alto das Torres, com a vista única de Manhatten aos meus pés.
Já me tinha sentado nos jardins que rodeavam as Torres, comendo um gelado e vendo os apressados corretores da bolsa correndo para os bancos.
Já tinha apanhado, perto dali o barco que nos leva à Estátua da Liberdade.
De repente, ver tudo desaparecido, uma cratera gigante no chão e aquilo que foi em tempos um imenso globo terrestre em ferro ou aço, não sei bem, todo negro e deformado pelo calor da tragédia, dói.
Ali, mais do que em qualquer outro lado, tem-se verdadeira noção do que pode a maldade dos homens, seja quem for o culpado de tamanha barbaridade.
Mas enfim, este não é um post triste.
A cidade fervilha de gente, os dog-sitters passeiam 5 e 6 câes cada um, muitas lojas estão abertas 24 horas por dia, e a cidade, de facto, nunca dorme, como cantava Francis Albert Sinatra.
Chegada de uma aula de yôga, não resisto a contar-vos uma que me deixou a pensar.
Antes de sair do ginásio perguntei se 5ªfeira estavam abertos.
Responderam-me que sim.
E eu retorqui: Mas, em todo o Mundo estão fechados. É o Dia do Trabalhador!
WE ARE THE WORLD, DEAR. THE OTHERS, ARE THE REST OF THE WORLD...
Assim, daqui desta cidade que tanto amo e onde me sinto tão feliz, vos digo:
Eu amo os Estadou Unidos, mas...



A minha querida amiga e maravilhosa artista Fa, ofereceu-me este quadro pintado por ela como sinal de Boas Vindas.
Bem hajas, amiga.
A fotografia é aquilo que os meus olhos viram do alto do Empire State Building, com as feéricas luzes de Manhatten, o rio, e a lua cheia. É um presente meu, para todos.
E façam o favor de ser felizes, como eu estou agora.

14 nhận xét :

Maria Clarinda said...

E que bom ter-te de volta!!!!O que me contas sobre Nova York, guardei dentro de mim.
Jhs muitos e obrigada.

Patti said...

Oh Blue eu também acho macabro tirar fotografias no Ground Zero porque aquilo representa o que de pior existe no ser humano. Fez-me muito mais confusão as mortes causadas pelos atentados do 11 de Setembro do que as mortes do Tsunami.
Contra a natureza não podemos fazer nada mas ser um homem o responsável pelo massacre de milhares de inocentes.....

Bom, mas isto é um post alegre dizia tu!
Nunca fui a Nova Iorque, porque quando for quero ir com tempo e dinheiro e com as dicazinhas todas, mas as dicas válidas, daquelas que os turistas não sabem os truques e agora já descobri quem mas vai dar; hahahahh!
Adivinhas? Vai preparando um tourzinho catita para mim, passeia muito mas depois volta, ok?
Bjs ***

de dentro pra fora.... said...

Parabéns pelo novo visual, e por essa vista com mil luzes e cores, parece ser o espelho do teu estado de alma...

Maria said...

Ainda bem que estás feliz por aí, em terras de Tio Sam... :)))))

Beijos, Blue

jasmimdomeuquintal said...

Olá
já tinha saudades, mas com pouco tempo para te observar convenientemente.
Voltarei mais tarde..
Agora deixo apenas um bjinho e bem vinda!

Sérgio Figueiredo said...

Minha Querida Amiga,

É o que faz sermos diferentes de todos os outros.
Cada um tem o seu pensar e vive as situações como lhe apraz.
Bonito é, tu teres a capacidade de os compreender e dares a volta por cima, pensando positivo e fazendo o que te dá prazer.

Quanto ao 1º de Maio...

Beijo Grande e diverte-te

Bernardo Moura said...

Olá!
Espero que se divirta muito!
Bjs

Sol da meia noite said...

Muito sentido o conteúdo deste post.
A vida dá voltas e arrasta-nos...
O que foi, deixa de o ser e a vida continua.

Importa é que estejas bem, que te sintas bem no presente momento.

Minha querida, carinho meu num xi-coração

Pintinho said...

Essa é uma das muitas cidades que gostava de conhecer.

Na zona das Twin Towers deve ser realmente impressionante.

Cumprimentos

Carimbo Azul

Sérgio Luyz said...

OLá, tudo bem?
Sou paulistano, por força das circunstâncias encontro-me "exilado" em outra capital brasileira, Aracaju...amo São Paulo e certamente amaria Nova Iorque...
(ah...também trabalharei amanhã..rsrsrs)..

Bjs!!

Coragem said...

(Re)comentário que deixei no meu blog, ao seu comentário:


Querida Blue, como eu lamento que esta situação tenha tomado estas proporções, mesmo não me dizendo respeito,como bem diz.

Lamento, porque estão envolvidas duas pessoas que muito gosto de ler e, aprendi a gostar.
Não me querendo envolver em algo mas que, de certa forma diz respeito a todos, o plagio é grave, mas nem todos damos a importancia devida.
Tantas vezes também eu o faço, na verdade acho que todos o fazemos.
Aceito a franqueza do seu comentário, longe de mim deixar de a visitar, nem gostaria de deixar de ter o prazer da sua visita.
Tal como não o farei em relação à Anna, pessoa ela que também muito estimo.
Como diz, uma situação que se torna mesmo delicada para mim devido às pessoas envolvidas.
Espero apenas que tudo se resolva da melhor maneira para ambas, querendo acreditar que tudo se trata de um grande equivoco.
Beijinho

Filoxera said...

Muito egocêntricos, estes norte-americanos...
Enjoy!
Beijos.

Sunshine said...

Aproveita bem a tua viagem.
Ai, se pudesse também iria viajar, para um sítio mágico, bem acompanhada e deixando para trás tudo... agora resta-me as minhas viagens pelos libvros e aqui pela net e já é muito bom, porque de entorse no pé não dava jeito nenhum viajar.
Beijinhos.

Oliver Pickwick said...

Ei, Blue, tem idéia de quantos civis nativos já morreram no Iraque após a invasão?
Divirta-se na Big Apple.
Um beijo!