16 April 2008

ÀS VEZES CANSA


As pessoas são interessantes!
Eu gosto de pessoas!
E tomo gosto por elas bem rápido.
Isso não é novidade nenhuma para quem me conhece.
Quem entra na minha vida não costuma ser só mais um, entra por eu ter gostado. Tenho uma facilidade enorme de lidar com diferentes tipos de idéias, conceitos e modos de viver. Acho realmente fácil respeitar isso em cada um. Por mais que eu pense de uma forma totalmente diferente ou não concorde ou discorde com todas as minhas forças de algo, isso não me impede de gostar de alguém.
A novidade aqui está no quanto me tem sido incrívelmente fácil perder o gosto pelas pessoas. Desinteressar - me da compania delas de uma hora para a outra sem sofrer com isso.
Não sem motivo.
Só diminuiu a quantidade deles que eu precisava para isso. Se antes, mesmo com eles, isso me causava um certo sofrimento, agora eu estou cada vez mais prática: não faz questão de mim? Então também não faço de ti.
Não é bom, está é a começar a deixar de ser difícil.
Isso até me causa certa estranheza, já que nunca fui assim.
Na verdade, acho é que não tinha precisado ser com tanta frequência.
E se a prática leva à perfeição...
Amizade unilateral é fácil para a parte que faz menos esforço.
Mas cansa o lado de cá.

28 nhận xét :

Pitanga Doce said...

Ah Blue, ando tão farta de pessoas! Sempre as mesmas conversas, o mesmo "não sei quê". Diz lá: há quanto tempo não conheces uma pessoa interessante, que te diga coisas que tu ainda não saibas, que te convide para rir? Só para rir.
Se tiver que escolher, escolho as crianças. Perto delas é tudo tão simples e natural! E a gente ri um bocado!

Quanto ao que dizes das pessoas que já não te fazem diferença é como eu digo: "Ficamos combinados assim: eu não te ligo, que você não me telefona". (assim com esse português truncado, mesmo) hehe

Carminda Pinho said...

Então não cansa?!!!
Tal como tu, eu já tou práctica nisto...até que pode doer ao principio, mas depois...a gente vai-se habituando.:)

Beijos

macaw said...

Nina, espero sinceramente que eu nao seja uma dessas pessoas! :( gosto muito de ti, apesar de ultimamente andar um pouco mais nas nuvens! todos nos temos fases menos boas ou nao temos tempo!

mas de resto, digo-te que tem mesmo de ser assim com as pessoas que nao vale a pena. so esta quem realmente interessa. eu nesse aspecto sou uma pessoa independente, amo as pessoas mas nao dependo delas. se tiver que lhes dizer adeus, assim o farei.

bjinhos minha linda! ;)

Patti said...

Eu penso que é apenas uma evolução no nosso amadurecimento como seres humanos.

Vamos apurando as necessidades e as vontades e portamo-nos como se yivessemos um filtro, onde só passa aquilo que queremos e que precisamos.
Aquilo que nos faz bem.

Eu também sou assim, aliás acho que sempre fui, talvez por isso possa dizer que tenho bastantes amigos e dos bons, dos antigos.

Gosto daqueles, que não só estão sempre presentes nas horas más mas que estão sempre presentes nos meus sucessos e que até contribuem para eles, estando sempre ao meu lado.

Para a amizade resultar, há que cultivar uma troca de afectos.

Se ela se torna unilateral, como tu bem referes, descarta-se, atira-se para o lixo e nem mais.

Bonito post. Eu também gosto muito de 'pessoas' e de falar sobre 'pessoas'.

Olá!! said...

Pois eu não me canso das pessoas ou deixo de as achar interessantes só porque não estão sempre com disponibilidade para me aturar...
Quanto mais pessoas fores conhecendo menos tempo tens para te dedicares aos conhecidos ou amigos...
Já aqui há dias falamos sobre isto, conhecidos não são amigos, amizade constroi-se com o tempo...
Acho que tens de rever esse teu conceito Blue...
As pessoas têm uma vida... e têm de a viver
Beijinhosssssssssssssss

f@ said...

OLÁ BLUE ... NUNCA ME É FÁCIL A MIM... PERDER O GOSTO PELAS PESSOAS...
Mas... se tiver de escolher mesmo sou como a Pitanga tb escolho os ANIMAIS E AS CRIANÇAS... beijinhos das nuvens

FM said...

Como te compreendo, mas a vida também tem destas coisas...
Nem sempre as "ausências" são pensadas, sentidas... Há circunstâncias que nos levam a cometer esse "erro"...
Cansa, é verdade... Mas há sempre alguém que FICA por muito ausente que pareça estar.
Beijos com Energia Positiva.

Filoxera said...

Amiga, agora aparece uma publicidade quando abrimos a caixa de comentários do teu blogue.
De resto, falamos por outro canal.
Até já.
Beijos.

conhecimento said...

Eu só tenho uma resposta que é esta!
Existem pessoas que nunca devia-mos ter conhecido!

Manuel Damas said...

Oh "azuleca"...
Temos andado muito caladas e afastadas do meu castelinho!
Espero que tudo esteja bem aí pela capital. Mas totalmente bem não estará porque senão teríamos vindo até ao Porto participar no I Jantar do "Sexualidades, Afectos e Máscaras"!
Já sei que são "dificuldades de logística"!
Mas a desculpa desta vez é aceite.
Para a próxima cobro-a.
Beijinhos

Blue Velvet said...

Querida Pitanga,
como tens razão:)))
Rir. Que falta que nos faz, não é?
Há quanto tempo?
Por acaso conheci uma pessoa muito interessante, quase, quase assim em Novembro do ano passado.
Mas ficou pelo quase:(((
Mas, olha, quem já me fez rir foste tu: eu não te ligo, e tu não me telefonas.
É isso mesmo. Disseste tudo numa frase.
Beijinhos e veludinhos azuis

Blue Velvet said...

Carminda, querida
habituar, habituar...nunca me vou habituar.
E dói sempre.
Já estou é a aprender que infelizmente é assim.
Beijinhos e veludinhos

Blue Velvet said...

CACAWWWWW,
que bom ver-te aqui!!!
Claro que não és tu, minha arara linda.
Também tens um lugarzinho no meu coração.
Sé espero que sejas uma arara educadinha e não das que dizem palavrões:))))
beijinhos e veludinhos

Blue Velvet said...

Patti,
tens toda a razão, a peneira torna-se, com a idade, cada vez mais fininha.
Beijinhos e veludinhos azuis

Blue Velvet said...

Querida Olá,
acho que influenciada pela conversa que tivemos há dias, e que aliás ficou pela introdução, não entendeste o sentido deste post.

Claro que todos temos a nossa vida e claro que não é por as pessoas não terem tempo para nos ouvir ( não gosto do termo aturar).
Mal vai a coisa quando ouvir um amigo, significa aturá-lo.
Mas como sabes, neste blog, mesmo com comentários moderados, todos são bem-vindos e publicados.
Mas quanto á ideia que está subjacente ao meu post, não sinto que tenha que mudar nada, não.
Beijinhos e veludinhos

Blue Velvet said...

Querida fa,
crianças, animais e...nuvens.
Beijinhos azuis

Blue Velvet said...

Querido Franciso,
que bom ver-te por aqui.
E sim, tens toda a razão.
Tu, por exemplo, estás sempre presente, mesmo quando estás ausente.
Beijinhos e veludinhos azuis

Blue Velvet said...

Praga,
já falámos por outro canal:)))
Mas tens , na mesma, direito a beijinhos e veludinhos azuis

Blue Velvet said...

Conhecimento,
tem toda a razão.
Mas nem sempre podemos escolher
Dias felizes para si

Blue Velvet said...

Prof, que bom ter um comentário que não é só para dizer que " há desafio quente"
Beijinhos

Luís Galego said...

Não obstante algumas (muitas) coisas ainda o que prefiro são as pessoas. Vamos, no entanto, aprendendo a defendermo-nos e isso não deixa de ser um pouco triste. Estarmos sempre à defesa também cansa, só que a ingenuidade mata. Enfim...

Xanda said...

Às vezes é mesmo necessário afastar certas pessoas, embora que p/ mim essa tarefa seja bem difícil e dou sempre o beneficio da duvida.
Ah, nem sempre a ausência física significa uma ausencia total...
Bjnhs

Outonodesconhecido said...

Não te canses... embora te compreenda bem...
bjs e boa semana. por aqui mto trabalho e mto sono também...

Sol da meia noite said...

A vida gera mutações no nosso sentir. Negativas e positivas. É uma questão de as saber gerir.

Bjs, amiga

provokactor said...

Hô sweet Velvet! você é mesmo inkrivél, você é dipolomata??risos
kada vez ke lhe acordo visita, fico estomakàdo, risàdo, fiko todo en dàdo e ainda por cima sém palàvras, e deléctàdo kon uma grande doze de boa disposição...graças a si

provokactor'mente gràto

macaw said...

olha só assim por acaso, li em qualquer lado que não vais ao jantar este fim de semana! ai ai ai
se eu estivesse em portugal não perdia esse jantar por nada! vai ser giro! ainda por cima no porto, carago! ops eu digo palavrões!
eheheh tava no gozo! por acaso os palavrões daqueles cabeludos só me saem mesmo quando estou de pelo iriçado! :P não sou de dizer cara**** em cada frase que digo! prefiro descarregar a fúria de outras formas :P

nova bosta no meu planeta, sorry, posta! :P foste falar em palavrões, olha, decidiram sair todos cá para fora hoje! tse tse

bjinhos ;)

Um Momento said...

Doçura... já somos duas!
Sabes aquele ditado"quanto mais se conhecem "certas" pessoas mais se gosta de animais"?
Ando mais ou menos assim, pois é realmente saturante certas e determinadas atitudes...em relação a "certas pessoas"
Mas olha lá...
Como não estou cansada.......chega aqui
Abraço assim grande!!!!!!!!!!
( ando cansada mas é da falta de tempo também caraguh!!!!)

Beijo grande grande e noitinha serena te desejo Doçurinha!

(*)

Hanne Mendes said...

Muito interessante o texto, e a prática(citada nele) se não traz a perfeição tende a ela. A verdade, algumas vezes é que o que parece esforço demasiado para uma das partes pode ser esforço desperdiçado na opinião da outra parte.
Relacionamentos tendem a desordem, como tudo mais que existe.Desordem entre sentimentos e ações é só a primeira parte da problemática.

Abraço.