13 April 2008

SOU BRAVA

O pai japonês de uma amiga minha, usando uma daquelas técnicas milenares de medir os humores das pessoas, olhou para mim e declarou:
"tem essa carinha doce, mas é brava!". Sou brava, mas não sou má... Já mordi gente, mas tenho coração de manteiga.
Minha braveza é daquelas desconfiadas, meio teimosa, meio mandona, mas volúvel.
Ou solúvel.
Dissolve em lágrimas, sorrisos, abraços...

5 nhận xét :

Sérgio Figueiredo said...

E eu acredito que o sejas, como dizes. Bastam as tuas palavras que me tenho dedicado a ler.
Esses "mestres" têm esse dom de verem o nosso "Ser" e raramente se enganam. Tu não o contradizes...é porque te estudou bem na sua observação.
Gostei da, pequena, definição que fazes, da tua maneira de ser.


Beijo

f@ said...

Olá e bom dia toma lá u gelado a ver se ficas ainda + doce :

GELADO DE LEITE CONDENSADO
2 COLHERES DE AÇUCAR
1 LATA GRANDE DE LEITE CONDENSADO
8 PACOTES DE NATAS 1 PACOTE DE BOLACHAS DIGESTIVE SOJA DA TRIUNFO
1 CÁLICE DE WISKY ONDE SE DISOLVEM CAFÉ SÓLUVEL FORTE A GOSTO PARA DAR COR E SABOR ÀS NATAS (BASTANTE)

Bater as natas mto bem com o açúcar (até ficarem como chantilly ) juntar depois o leite condensado e a mistura de café c/ wisky e mexer bem até ficar tudo bem envolvido ...
Untar uma forma grande com óleo deitar metade do creme e de seguida as bolachas previamente raladas e cobrir com o restante creme.
Levar a arca congeladora durante 2 dias.
Para desenformar com facilidade mergulhar a forma em água mto quente e virar como se de um bolo se tratasse...
Enfeitar a gosto com geleia ou café ou chocolate em pó...
Depois é só ir comendo...
Fácil e fica grande e delicioso
... das nuvens...
Vou colocar lá a receita nas nuvens mas depois logo já vou tirar.. que aquilo lá nas nuvens não é do Chefe Silva...lol

@nn@ said...

tas brava ?
acredito que sim mas não te vejo senao nos comentarios dos blogs
ficaste a dormir ?

Xanda said...

Olá blue velvet, hoje resolvi fazer uma visitinha... posso?
Do texto, tenho a dizer-te que tb sou um bocadinho assim, temos de ter um bom cadinho de cada p/ manter o equilibrio.
bjnhs

Sol da meia noite said...

Somos como somos, querida, não podendo ser como não somos... e a mais não sendo obrigados.
Assim é o ser humano.

Muitos beijinhos