4 June 2008

PALHAÇOS


Desde pequenina que não gosto de palhaços.
Sempre os achei uns mentirosos, a começar por aquela história de terem vontade de chorar, mas fazerem rir os outros.
A mim nunca me fizeram rir.
E as máscaras sempre me fizeram medo.
Gosto de gente de cara lavada e sobretudo de alma limpa.

16 nhận xét :

f@ said...

Hummmm este palhaço é feio tem os lábios todos mal pintados deve ter sido um estrondo ao beijar o riso.......

mas eu conheço alguns bonitos... sim conheço mesmo.
tb têm máscaras de beleza com sabor a frutos e cheirinhos deliciosos...
Estou a brincar ... mas sei bem do que tu falas aqui ... beijinhos das nuvens

Maria said...

De quem tu falas neste post é dos palhaços (disfarçados) da vida real. Os palhaços (actores) têm toda a minha consideração.
Os outros (entre estes os que nos desgovernam) só me merecem asco.
Ai caramba, este comentário está a ficar muito politizado, mas olha, é o que dá desabafar a esta hora....

Beijos azuis

BlueVelvet said...

Oh Fa,
só tu para inventares um beijo com estrondo:)))
Beijinhos e veludinhos

BlueVelvet said...

Olá Maria,
que espertinha:)))
Claro que tenho consideração pelos artistas, mas de facto, sempre tive medo dos palhaços.
E no Carnaval dos mascarados.
Só me dava para chorar.
Mas podes politizar à vontade.
Beijinhos azuis

Patti said...

Eu medo dos palhaços da vida não tenho. Eles é que devem ter medo de alguma coisa, senão não andavam de máscara.
No circo, sempre gostei do palhaço pobre e trapalhão em detrimento do palhaço rico.
Bjs.

kakauzinha said...

Há tanto palhaço por aí que a escolha é difícil.

Do que eu não gosto mesmo é da Casa dos Palhaços ali em S. Bento, a AR. Anda tudo a rir uns dos outros e a tentar arrancar narizes. Depois os palhaços somos nós, mas também culpados desta grande palhaçada.

Quanto aos verdadeiros, a verdade é que nunca me seduziram muito. Gostava era de ver os cabeçudos, no corso de Carnaval do Estoril. Tinha um medo que me pelava e escondia-me atrás do meu Pai, mas adorava vê-los. Em 77 vi alguns numa festa de Verão, em Caminha, e achei graça também os terem.

Bisous bleus****

1/4 de Fada said...

Não me perguntem porquê que eu não sei explicar, mas nunca gostei lá muito de circo, e de palhaços então, nem vê-los - nem dos de qualidade, nem dos fracotes.

Filoxera said...

Este parece-e um post irónico...
Os palhaços verdadeiros merecem a nossa admiração.
Beijos.

Enfim... said...

á palhaços medronhos e são palhacos que nos desgraçam a vida muitas vezes

enfim


beijinhos

Sunshine said...

Nunca gostei de palhaços, talvez por fazerem chorar o meu irmão quando era pequeno.
Não gosto da figura que fazem os palhaços com que nos deparamos no dia-a-dia. Penso que eles são os que sofrem mais com as suas palhaçadas.
Beijinhos com raios de Sol

LeniB said...

sabes...foi coisa que nunca gostei...raramente ria...e eu adoro rir!
blue bjs

Pekenina said...

Palhaços que deixam um sorriso em crianças são do melhor que há. Palhaços que se mascaram sem sabermos? Tento não os conhecer.

Beijinho sorridente,
Pekenina*

BlueVelvet said...

Meninas,
é engraçado, pensei que era a única a ter medo de palhaços, a não gostar de circo e de Carnaval.
Raio de criancinhas esquisitas que fomos:))))
Beijinhos para todas

Bernardo Moura said...

Eu também gosto de gente de cara limpa!
:)
Bjs

Carminda Pinho said...

Eu desde pequena que gosto de palhaços (mas daqueles do circo, mesmo. Não dos outros) embora o palhaço rico sempre me irritasse um pouco. Vá-se lá saber porquê!

Quanto aos palhaços de que falas, penso eu de que, esses...não fazem rir, não divertem, são de plástico e, não são para levar a sério.

Beijos

samuel said...

Quanto aos palhaços em sentido figurado, estamos conversados.
Infelizmente, em relação aos pobres palhaços reais, profissionais e tal... salvo umas muito poucas excepções, estamos na mesma. É que não gosto nada de circo. Nem sabendo que há circos modernos, próperos, o que quiserem, eu consigo esquecer o sarro de miséria que me habituei a ver ligado ao circo, na lama, à chuva, em carroças trôpegas, com roupas ridículas, fazendo piruetas patéticamente arriscadas por um pouco de comida... explorando animais, feridos mortalmente na sua dignidade durante toda a vida...

Olha que comentário mais "negro"!...
Peço desculpa.

Abreijos