13 June 2008

PESSOA


"Criei em mim várias personalidades.
Crio personalidades constantemente.
Cada sonho meu é imediatamente, logo ao aparecer sonhado, encarnado numa outra pessoa, que passa a sonhá-lo, e eu não."

Faz hoje 120 anos que Fernando António Nogueira Pessoa ou Alberto ou Ricardo ou Álvaro, nasceu. Que me importa como ele assinava? O que me importa é que tudo o que escreveu me fica no coração.
E há coisas que me vêm direitas à alma.
Como esta.

Que sei eu do que serei, eu que não sei o que sou?
Ser o que penso?
Mas penso tanta coisa!
E há tantos que pensam ser a mesma coisa que não pode haver tantos!
Gênio?
Neste momento
Cem mil cérebros se concebem em sonho gênios como eu,
E a história não marcará, quem sabe?nem um,
Nem haverá senão estrume de tantas conquistas futuras.

Não, não creio em mim.
Em todos os manicômios há doidos malucos com tantas certezas!
Eu, que não tenho nenhuma certeza, sou mais certo ou menos certo?

Ou esta:

«Irrita-me a felicidade de todos estes homens que não sabem que são infelizes. A sua vida humana é cheia de tudo quanto constituiria uma série de angústias para uma sensibilidade verdadeira.
Mas, como a sua verdadeira vida é vegetativa, o que sofrem passa por eles sem lhes tocar na alma, e vivem uma vida que se pode comparar somente à de um homem com dor de dentes que ouvesse recebido uma fortuna - a fortuna autêntica de estar vivendo sem dar por isso, o maior dom que os deuses concedem, porque é o dom de lhes ser semelhante, superior como eles (ainda que de outro modo) à alegria e à dor..
Por isto, contudo, os amo a todos. Meus queridos vegetais!»

10 nhận xét :

f@ said...

Também comsigo amar os vegetais... os verdes e aluguns outos mais amarelados... a mim faz-me dó a "felicidade" dos que " não sabem(não sei se não sabem)" que são infelizes..... por isso nem me vou alongar.. e tb porque estou com sono...
beijitos das nuvens

Maria said...

Já percebi que a semana foi divertida por aqui....
Voltaste com um homem sério, que escreveu como poucos, curiosamente (ou não) com alguns laivos de ironia...

Beijinhos azuis

Carminda Pinho said...

E aqui está Pessoa, tão bem homenageano por ti.
Os poemas que escolhestes, mostram bem a pessoa, que foi Fernando Pessoa.

Beijos ;)

Bernardo Moura said...

Grande Fernado Pessoa!
Bom fim-de-semana!
:)
Bj

Patti said...

Sempre que o lemos, mesmo que já conheçamos o poema, ficamos sempre a matutar em tudo o que ele nos diz.

É dos maiores, sem dúvida.

Pena said...

Linda Amiga:
Excelente escolha: Pessoa!
Pode "vestir" várias personalidades, mas o seu talento e genialidade, são só um: UM BRILHANTE SER HUMANO!
Brilhante, porque se preocupa com as pessoas, porque sonha, porque possui uma Alma ENORME, porque possui a sensibilidade doce e linda das suas admiráveis formas de ser e estar.
Adorei. Excelente!
Pena será que as pessoas que são pessoas, não passem por aqui.
Beijinhos de muita estima que respeita.
Com intensa consideração pelo seu imenso significado de pessoa de bem

pena

jasmimdomeuquintal said...

Gosto muito da poesia de Fernando Pessoa. obrigada por o lembrares.

Girafa cor de rosa said...

E viva o GRANDE PESSOA! Beijos e bom fim de semana!

kakauzinha said...

Bernardo Soares também, é um semi-heterónimo, Livro do Desassossego.

Que homem este, vários autores numa só Pessoa, é Obra!

Se deres uma espreitadela ao fim da minha página lês alguns poemas dele, adoro.

Fica aqui uma quadra linda também:

"Se eu te pudesse dizer,
O que nunca te direi,
Tu terias que entender,
Aquilo que nem eu sei."

Bisous bleus****

Oliver Pickwick said...

A obra de Fernando Pessoa dispensa comentários, mas o seu astral, Velvet...
Um beijo!