4 November 2008

CONTRA TUDO...A ESPERANÇA

Quer se goste dos Estados Unidos quer se ache que eles são os únicos culpados de todos os males do Mundo, numa coisa estão todos de acordo:
McCain é mais do mesmo, Obama pode ser ou não.
Não é segredo que apoio sem reservas Obama.
Usando uma frase batida, se a América espirra o Mundo apanha uma pneumonia.
Assim sendo, o facto de ele ser jovem, obriga-o a não ter ideia anquilosadas.
É um homem comum que o simples facto de chegar ao jardim da Casa Branca, mesmo que não entre, prova que o sonho americano é possível.
E é negro. Num país onde há menos de 100 anos ainda havia escravatura, prova que alguma coisa está a mudar ou já mudou naquele país.
Para mim ele representa o Futuro e a Esperança. Penso que assim é para quase todo o Mundo.
Para muitos é o Kennedy do século XXI.
Aqui fica um vídeo que no meu entender, vem a propósito.
Foi o último discurso dele antes de ser assassinado.

42 nhận xét :

FM said...

Olá Linda!
Eu "voto" Obama.
É preciso mudar...
Beijos com Carinho.

salvoconduto said...

Como eu gostava que tivesses razão.

Abreijo.

Maria said...

Para mim é apenas "o mal menor".
Mas se achas que é o Kennedy do século XXI, posso perguntar qual é o Vietnam que ele vai escolher?

Esta é mazinha, eu reconheço. Mas sabes que digo o que penso, ou então não digo nada...

Beijo azul

Carminda Pinho said...

Não era Obama que eu preferia, mas neste momento há que escolher entre o mal, e a esperança.
Que ganhe o Obama, e que a parte final deste vídeo não seja premonitória.

Beijos

Vekiki said...

I love Obama <3!
Um beijo p'ra ti :-)(sem Sol, chiuf...)

Antonio saramago said...

Eu concordo contigo, embora já me tenha expressado que não passo grande patavina a isso, mas estou do lado do NEGRINHO.
A Estúpida da Moura Guedes, chamou-lhe PRÊTO, secalhar se o fosse chamava-lhe mulato.

Paula Crespo said...

Ou, citando Martin Luther King, I have a dream. Todos nós temos. A ver vamos...
Bjs

sagitario said...

velvet,
ainda bem que alegrei o seu dia.
Se fosse americana, também votaria no candidato obama. apesar de não acreditar em milagres, mas com fé vamos lá

Filoxera said...

Estou a torcer por Obama.
Beijos.

Patti said...

Já aqui disse várias vezes que sinto que o Obama é um bluff. A ver vamos. Prefiro democratas a republicanos, apesar de ter sido sempre uma mulher de direita. Mas a direita e a esquerda americanas, tem pouco a ver com a europeia.

Se MacCain tivesse ganho as eleições republicanas em 2000, Bush se calhar n estaria no poder estes 8 anos a fazer porcaria da grossa: ataque ao Iraque, 'desataque' ao furacão Katrina, má política de terrorismo, etc.

McCain é um homem experiente, culto, bom e bem intencionado. O grande erro desta sua campanha foi sem dúvida a escolha da Sara Paula!

Justine said...

Concordo em parte contigo, BV. O homem é uma possibilidade de algum bom-senso e alguma mudança. Só acho que não devemos criar ilusões, para depois não sermos desiludidos...

vovó said...

hurray :)! consegui!!!
faltava-me o "baby" :))))!!!
obrigada pela dica.
agora, com tempo, vou pôr-me em dia com os teus escritos atrasados.
aqui, está tudo numa excitação com as eleições dos "isteites"!!!! vamos lá a ver se o Obama vai lá...
beijocassss
vovó Maria

Si said...

Obama até pode ser um sinal de mudança. Obama até poder ser uma esperança, uma lufada de ar fresco, uma visão de um futuro mais sorridente para o país que nos atira para cima todas as consequências dos tais "espirros".
O problema são mesmo as intenções; aquelas que se vão pondo de lado, à medida que se vai tomando o gosto viciante do poder...e de boas intenções está o Inferno cheio...

Tretoso Mor said...

Veludinho,

Sou apartidário.

Há duas TRETAS sobre as quais tento assentar o meu raciocínio:

A consciência humana e a consciência política.

Quanto á consciência humana, parece-me que Obama, mais novo, com abordagens "naifs", associado a um discurso "limpo", ainda sem os "vícios" dos mais velhos, leva vantagem comparativa.

Quanto à consciência política, a vivência de MacCain, a sua experiência, política e militar, o espírito, o sacrifício e abnegação já demonstrados pelo País por ocasião da gerra, são capazes de representar um maior realismo para o povo Americano, com vantagem para ele.

Como nesta fase, os problemas e as dificuldades, por que os Americanos passam são grandes, quer a nível interno, quer externo, e como MacCain pode representar a mudança na continuidade, acho que os Americados vão arriscar de vez e eleger Obama.

Isto são as TRETAS que me vão na cabeça.

tretices azulinhas para ti

Carlos Barbosa de Oliveira said...

Eu gostava de ser optimista, mas o meu cepticismo começou exactamente no dia em que fez aquele comício em Berlim. Obama nunca será Kennedy e este nunca seria um mito, se não tivesse tido aquele fim trágico.
Já agora, deixxe-me subscrever a Maria e tentar a resposta: será o Paquistão?

BlueVelvet said...

Olá Francisco, bem vindo.
Bom ver-te por aqui.
Também voto Obama.
Tomara fossemos nós a decidir.
Beijinhos

BlueVelvet said...

Salvo,
let's keep our fingers crossed.
Abreijinhos

BlueVelvet said...

Maria, já sabes que prefiro que digas o que pensas, a que não digas nada.
Mas de uma optimista como tu, esperava pelo menos, o benefício da dúvida.
Beijokas

BlueVelvet said...

Carminda,
assim seja, amiga.
Beijinhos

BlueVelvet said...

Vekiki,
me too.
Let's keep our fingers crossed
Beijinhos

BlueVelvet said...

Paula,
é verdade. Todos nós temos.
Ele tem uma responsabilidade acrescida.
Não é só com os americanos, é com todo o Mundo.
Beijinhos

BlueVelvet said...

Sagitário,
é isso que nos resta. Ter Fé.
Beijinhos

BlueVelvet said...

Filoxera,
estamos todos, não é?
Beijinhos

BlueVelvet said...

Patti,
não acho que o Obama seja um bluff, nem hajo que o McCain seja um homem bom.
Mas, vamos ver. Que estejas enganada, para bem de todos.
Beijokas

BlueVelvet said...

Justine,
difícil não criar ilusões.É a elas que temos que nos agarrar, agora mais do que nunca.
Beijinhos

BlueVelvet said...

VóVó,
You did it! You did It!
Clever girl:))
Beijinhos e keep your fingers crossed.

BlueVelvet said...

Si,
é verdade que o poder corrompe.
Mas do mal o menos, não é mesmo?
Beijinhos de mim para Si

BlueVelvet said...

Ai Carlos, vade retro.
Ainda o homem nem foi eleito e já estamos a pensar em nova guerra.
Deixe lá ver. Ele parece ser um homem de Paz e sabe que os americanos estão fartos de guerras.
Veludinhos azuis

f@ said...

Politica e esperança deviam mesmo andar de mãos dadas com a verdade...
mas a distância é tal...

Beijinhos das nuvens

Tretoso Mor said...

Veludinho,

Mais uma vez, o meu primeiro comentário perdeu-se pelo espaço!... 
Vou tentar reproduzi-lo.

Sou apartidário

Relativamente a estas eleições, tenho de olhar para os candidatos, sob duas perspectivas, a da consciência humana e a da consciência política

Quanto à consciência humana, parece-me que Obama, mais novo, mais “naif”, mais “limpo” nas palavras, promete um desafio maior para o povo Americano e a perspectiva de mudança efectiva.

Quanto á consciência política, MacCain, mais maduro, experiente, com uma vivência política grande e um passado militar heróico, traz a imagem da solidez e ponderação necessárias à imagem dos EUA no exterior. A sua associação a Bush, já estafada na população, não me parece favorecê-lo.

Em suma, penso que Obama se encontra em melhores condições para assumir o cargo, até porque se ente que os Americanos estão a precisar de uma lufada de “ar fresco”.

Tretices azulinhas para ti

BC said...

Teremos que esperar pelo melhor.
Uma coisa é certa o que acontecer lá, vai influenciar todo o mundo.
Torço por Obama.
Chegou a hora da mudança!!!!

Recebi a ferrugem, mas penso que fiquei pior, pelo menos mais preocupada.
Abraço
Isabel

1/4 de Fada said...

A ver vamos, como se costuma dizer. Sinceramente, gostava muito que ganhasse o Obama, apesar de ter maus pressentimentos em relação ao assunto... não em relação ao que ele possa ou não fazer, mas ao que lhe possa acontecer num país como os EUA. Não é à toa que tu aqui nos trazes este vídeo. É à conta do seu assunto que aparecem os meus maus pressentimentos.

duarte said...

1/4 de fada concordo contigo.
tivemos o john,o martin o bob enfim nos eua tudo é possível.pois eu acho que se obama ganhar,pouca coisa mudará,porque como temos visto quem manda nos governos são as altas finanças. uma campanha como aquela deve custar rios de dinheiro...
mas vamos ver,se obama tem a coragem politica(e física tb)para mudar o rumo dos acontecimentos. se isso acontecer de forma drástica(o que sinceramente não acredito),o homem tem os dias contados(com mais um ataque do bin laden?!). se for feito de forma gradual,vai ser tão lento que,muito provávelmente,nunca virá a ter efeitos práticos a médio termo.
duarte pessimista,mas com uma ponta de esperança.

ematejoca said...

Esta noite também vai ser para si muito longa? Eu vou ficar a ver TV até às sete da manha.
O Obama vai ganhar, mas a política dos Estados Unidos nao vai mudar totalmente, como os ingénuos dos meus amigos da esquerda pensam.
O que eu acho, é que ninguém pensou, quando o Martin Luther King teve aquele famoso sonho, que 30 anos mais tarde, um mulato seria Presidente dos Estados Unidos. Isso é que é fantástico!

Maria said...

Opá, estou práqui a ver os resultados, condado a condado, e nada de novo.
Mas tu não me respondeste... qual é o Vietnam que o Obama vai escolher?
O meu optimismo levou-me a dizer "o mal menor". Achas pouco?

Beijo azul

BlueVelvet said...

Fa,
tens razão.
Pode ser que haja alguma mudança.
Beijinhos

BlueVelvet said...

BC,
exactamente porque o que acontece por lá vai repercurtir-se em todo o Mundo é que temos que torcer pela mudança.
Beijinhos

BlueVelvet said...

1/4 de Fadas,
tudo o que podemos fazer é torcer para que a História não se repita.
Beijinhos

BlueVelvet said...

Duarte,
vá lá.
O optimismo nestes casos também ajuda.
Pensamentos positivos.

BlueVelvet said...

Ematejoca,
vou ficar acordada até ao finzinho.
Com a vitória de Obama, 45 anos depois o sonho de Martin Luther King torna-se realidade.
Veludinhos azuis

BlueVelvet said...

Maria,
não sejás mázinha.
Vá lá...
Beijinhos

Oliver Pickwick said...

Seja cuidadosa com os seus presidentes, Velvet! Kennedy, começou a Guerra do Vietnan e foi o promotor da mal-sucedida invasão da Baía dos Porcos. Além disso, quase nos levou à terceira guerra mundial, com o episódio da crise dos mísseis. Porém, era simpático e carismático. Aliás, como o Obama. ;)
Um beijo!

P.S.: Cheguei há pouco de viagem. Volto amanhã para atualizar a leitura.