18 November 2007

CRISTO DESCEU À TERRA

Há dois anos, em Fevereiro, fazia eu ski em Vermont, quando o instrutor que me acompanha sempre ( já agora se ficar perdida nas neves, não fico sózinha :) ), me pergunta: Are you going to see Christos?
O diálogo que se seguiu é anedótico:
Eu: CHRIST?
Ele: Yes.
Eu: CRIST?
Ele: Yes, in New York.
Eu: Christ in New York?!!!!
Ele: Yes.
Eu: Christ is coming to New York?
Ele: Yes, this week.
Eu: Oh, Christ is coming to New York, this week. Do you know the hour?
Ele: I think this week end, and stays all week.
Eu: I see. So Christ is coming to New York this week, and begins his visit during the week end.
A esta altura, estávamos ambos parados no meio de uma pista lindíssima, com abetos carregados de neve, praticamente sózinhos.
Fui acometida de um súbito ataque de pânico e pensei:- Bonito, o homem amalucou, e eu aqui sózinha com ele. E agora faço o quê?
A primeira coisa que pensei foi que o melhor era sairmos dali.
Disse-lhe que estava cansada, que queria parar, blá blá, blá
O que queria era estar rodeada de gente quando resolvesse tirar a limpo a história de Jesus vir a Nova Iorque passar a semana seguinte.
Poupo-vos ao resto do diálogo quando chegámos cá abaixo, mas descobri que era um bocadinho ignorante.
Até sabia que o homem existia ( o homem, não o Senhor, se é que me entendem ), mas não liguei uma coisa à outra.
Hristo Yavashev é um artista búlgaro, casado com uma senhora que desempenha o papel de relações públicas, embora eles apresentem o seu trabalho como sendo de ambos.
O intuito deles é, segundo as suas próprias palavras, tornar o Mundo um lugar mais bonito., transformando locais que todos conhecemos, em coisas diferentes.
Embrulham monumentos, ilhas ou pontes, como fizeram com o Reichstag em Berlim, a Pont Neuf em Paris, 178 àrvores em Basileia e rodearam 11 ilhas em Biscayne Bay com um material cor de rosa que as transformou num espectáculo lindíssimo.
Em 1990, imaginaram uma exposição simultânea, no Japão e na Califórnia com chapéus de chuva, uns amarelos outros azuis.
A exposição chamou-se " Umbrellas", foi inaugurada em 1991 com 1340 chapéus azuis em Ibaraki e 1760 amarelos no sul da Califórnia.
Há 2 anos, inauguraram " THE GATES" no Central Park, em Nova Iorque.
Para ser mais fácil de pronunciar, o seu nome transformou-o em CHRISTOS.
Era este Cristo que vinha a Nova Iorque e não Jesus Cristo.
O instrutor não tinha amalucado e eu era uma sortuda porque pude ver a exposição.
É impossível descrever como eles transformaram Central Park.
E a ideia parece o ovo de Colombo.
Tudo se resumia a um gigantesco rectângulo em ferro, montado na vertical, com um enorme pano laranja esvoaçando no meio do que se pode considerar uma porta ou cancela ( gate ).
Só que eram 7503 Gates serpenteando por todo o Central Park.
O espectáculo era deslumbrante.
A história deste casal é fascinante, começando pela forma como se conheceram.
A obra de Christos foi evoluíndo, uma vez que no início ele transformava as coisas defintivamente, porque fazia colagens gigantescas o que, naturalmente não agradava.
Agora, todo o seu trabalho é mais soft, e o que mais admiro nele são 2 coisas que o diferenciam de todos os outros artistas:
1ª As suas obras são efémeras. Duram o tempo da exposição. Quando ela acaba, acabam com ela. Ficam as fotografias e a recordação dos privilegiados que as viram.
2ª Não faz isto com qualquer intuito lucrativo e as próprias exposições são pagas por ele, com o dinheiro ganho na venda dos souvenirs de cada exposição.
Deixo-vos algumas fotografias que tirei e outras das outras exposições.
Se puderem, descubram CHRISTOS. Vale a pena

7 nhận xét :

Homem sem rosto said...

Minha amiga, corra boro a opinião que detêm sofre a obra e o sentido de missão do artista Hristo Yavashev. Ainda a pouco tempo passou no programa 60 minutos, da SIC Noticias, um documentário sobre a sua obra.

Beijinhos e boa semana

cõllybry said...

Irei descobrir esta beleza que descrevas, bem hajas pela partilha...

Bjca doce

Sol da meia noite said...

Fantástico o que neste texto partilhas!...
Beijinhos

a.filoxera said...

Amiga, a tua cabeça fervilha de ideias sobre as quais escrever.
Now what, better mood?
Um abraço.

Alexandre said...

Admiro muito a obra de Christo - acho que nesta vida é preciso pensar sempre em grande!

E a Blue está óptima!!!!!!

Muitos beijinhos!!!

LB said...

Obrigado pela dica. A visitar, seguramente!

Beijinho

Som Do Silêncio © said...

Que história! LOL

Tu a pensares que o homem tinha amalucado e ele a dizer que era um artista :)
Acontece aos melhores hehehehehe

Um Beijo Risonho