27 November 2007

GEORGE CARLIN - UMA REFLEXÃO SOBRE A IDADE




George Carlin é um dos maiores comediantes americanos, e seguramente aquele que mais admiro, dentro do seu género.
Ganhou um imenso número dos mais importantes prémios para a categoria de comédia:
4 Grammies para discos gravados, o prémio de melhor comediante masculino de televisão em 1997 e o prémio de ComedyLifetime Achievement em Comédia em 2001.
Gravou discos, fez filmes e escreveu livros. Em todo este universo ganhou prémios.
No final dos anos 70 foi campeão de audiências com o seu espectáculo mais famoso " Seven words you can never say on Television", mas foi também aquele que o levou à prisão, acusado de ter violado as leis contra a obscenidade.
O caso foi levado até ao Supremo Tribunal e Carlin ganhou por 5 votos contra 4, tendo sido declarado que o show era indecente mas não obsceno, mas foi proibido nas horas em que a audiência ainda podia ter crianças acordadas.
Naturalmente que os documentos que saíram do Supremo Tribunal tinham a transcrição do show, o que veio validar o pensamento de que" Não se pode definir obscenidade sem se ser obsceno".
Tendo nascido em 1937 e abandonado os palcos em 1972, naturalmente que quase tudo o que vi dele não é do nosso tempo, mas tudo o que critica é extremamente actual.
É uma personalidade tão respeitada que existem dezenas de citações dele na net, em livros ou em espectáculos.
O seu humor era mordaz e até cruel, mas retratava com frieza o Mundo em que vivemos.
Algumas das suas citações:
Há noites em que os lobos estão silenciosos e só a lua uiva.
Não há presente. Apenas há o futuro imediato e o passado recente.
Well, if crime fighters fight crime and fire fighters fight fire, what do freedom fighters fight? They never mention that part to us, do they?

Uma das coisas que escreveu e de que mais gosto são reflexões sobre a idade.
Escrevo em Inglês porque não há hipótese de traduzir, sob pena do texto perder o sentido, tal como a última citação que transcrevi.
Perderia toda a graça se traduzisse os verbos com que ele joga magistralmente.
Mas não me preocupa esse facto, porque sei que todos os meus visitantes perceberão.
Enjoy!

UMA REFLEXÃO SOBRE A IDADE

Do you realize that the only time in our lives when we like to get old is when we're kids? If you're less than 10 years old, you're so excited about aging that you think in fractions.
'How old are you?' 'I'm four and a half!' You're never thirty-six and a half. You're four and a half, going on five! That's the key.

You get into your teens, now they can't hold you back. You jump to the next number, or even a few ahead. 'How old are you?' 'I'm gonna be 16!' You could be 13, but hey, you're gonna be 16! And then the greatest day of your life . . you become 21. Even the words sound like a ceremony . YOU BECOME 21. YESSSS!!!

But then you turn 30. Oooohh, what happened there? Makes you sound like bad milk! He TURNED; we had to throw him out. There's no fun now, you're Just a sour-dumpling. What's wrong? What's changed?

You BECOME 21, you TURN 30, then you're PUSHING 40. Whoa! Put on the brakes, it's all slipping away. Before you know it, you REACH 50 and your dreams are gone.

But wait!!! You MAKE it to 60. You didn't think you would!

So you BECOME 21, TURN 30, PUSH 40, REACH 50 and MAKE it to 60.

You've built up so much speed that you HIT 70! After that it's a day-by-day thing; you HIT Wednesday!
You get into your 80's and every day is a complete cycle:
you HIT lunch;
you TURN 4:30;
you REACH bedtime.
And it doesn't end there. Into the 90s, you start going backwards; 'I Was JUST 92.'

Then a strange thing happens. If you make it over 100, you become a little kid again. 'I'm 100 and a half!'

May you all make it to a healthy 100 and a half!!

6 nhận xét :

FM said...

Desconhecia... mas fiquei a conhecer um pouco graças a ti e ao teu Blogue. Por isso... Obrigado.
Sê Feliz!

Bárbara Cecília said...

Ainda não estou a postar no meu canto, enquanto isso, o pouco tempo que me resta após dias e dias longe da editora, venho mandar-te um grande beijo. Fique bem!

jocasipe said...

Blogando aqui cheguei. Li e gostei. Voltarei.

nuvem said...

Muito engraçado este texto :)

Estou de volta...

Mil beijos

Homem sem rosto said...

Confesso que desconhecia de todo, mas não deixa de ser uma profunda reflexão.

beijos

a.filoxera said...

And have you with us then...
;)