8 July 2008

POIS!


31 nhận xét :

nuvem said...

Não sou muito adepta das generalizações extremas... Mas seja como for, odeio mentiras.

Beijinhos querida Blue :)

Pena said...

Linda Amiga:
Não tenho palavras para expressar o Ser Humano fantástico e admirável que é.
Sem palavras pela comoção.
Bj de gratidão pela enormidade da sua pessoa de bem.

pena

MUITO OBRIGADO por ser quem é.
As lágrimas caiem-me. OBRIGADO!

jasmimdomeuquintal said...

Eis uma grande verdade!!!
Bjs

1/4 de Fada said...

Nem imaginas como estou de acordo! Estamos amargas, hoje ;)

FM said...

Infelizmente. Mas a vida continua e trata de eleminar os venenos...
Beijos com Essências e Carinho.

BlueVelvet said...

Linda Nuvem,
que privilégio vert-te por aqui!
também não sou muito de generalizações, mas algumas há com que não pactuo.
beijinhos e volta sempre

BlueVelvet said...

Querido pena,
comovida fico eu com as suas palavras.
Espero e desejo que esteja melhor.
Veludinhos azuis

BlueVelvet said...

Jasmim,
e não é?
Beijinhos e veludinhos azuis

BlueVelvet said...

às vezes acontece, doce fada.
Também li o teu texto, mas tenho que voltar lá para o comentar, depois de o digerir.
Beijinhos

BlueVelvet said...

Francisco,
não sei se aguento a comoção de o ver por estas paragens:))
Volte sempre.
Beijinhos e veludinhos azuis

Jotabê said...

Por acaso não concordo muito com este pensamento de Gandhi., nem com o fundamento, nem com o objectivo, nem com o inevitável e radical comprometimento para o retso da vida

Não precisas de arregalar já os olhos, eu explico.

Parece-me um pensamento que admiramos pela evidência, mas que acabamos por não fazer nada com ele.

Isto, porque pura e simplesmente não conseguimos dissociar as nossas vidas da mentira, quer as dos outros, quer as nossas próprias mentiras. Pessoalmente, acho que perante a mentira, devemos esforçar-nos por bani-la das nossas vidas ou então evitá-las ao máximo.

E isto porquê? Porque vivemos primeiro a infância e adolescência, e só depois a maioridade e a maturidade para condenar e alterar estas fases das nossas vidas, onde mentimos desalmada e descaradamente sem qualquer pejo.

É muito fácil para o Gandhi chegar e, “ ai e tal, assim como uma gota de veneno..., ...também a mentira por mais pequena que seja estraga toda a nossa vida.”

claro, já era adulto quando o disse, já tinha tido a sua dose de mentiras quando era novo, sim, porque eu não me acredito que o Gandhi não tenha pregado a sua peta aos pais quando era puto.
Ele esqueceu-se foi de acrescentar a esse pensamento, “..e eu tenho a minha vida estragada por algumas mentirinhas que disse.”

ele, e o resto da população mundial.

E depois sejamos realistas, Gandhi foi estudar para Londres o quê?

DIREITO, (por favor não me excomungues do teu blog), não estou a dizer que os advogados são mentirosos, NÃO,

E foi para Londres estudar como?

ganhando a permissão da mãe, prometendo se conter de vinho, mulheres e carne

não consigo descrever aqui a minha الوجه التعبير

bem, parece-me que este pensamento surgiu de um grande sentimento de culpa, só pode.

Estou a brincar como já deves ter reparado, admiro muito Gandhi, em especial a sua defensa pelo Satyagraha

:)

beijocas

Cöllyßry said...

Que belo este cantinho, que não conhecia...
Na verdade melhor a verdade por mais dura que seja, que a mentira por mais bela que seja...

Beijito

http://olharindiscreto.blogs.sapo.pt/

Cõllybry

Rocket said...

tem esse poder mas... quem é alvo da mesma é grande, e ser grande é garante de poder de fogo contra mentiras e tudo o que vier...

velvets

D.Antónia Ferreirinha said...

A mentira tem perna muito curta.
Uma pesquisa daqui, outra informação fidedigna dali, leva-nos a ter a noção exacta de quem mente.
Por isso sejamos sinceros, porque só dessa forma nos tornaremos pessoas credíveis.
Dia feliz.

BlueVelvet said...

Jotabê,
não estou nada de olhos arregalados.
Já te conheço e aos teus comentários meio sérios meio a brincar.
E quanto aos advogados, também...
As mentirinhas de miúdos e adolescentes, não me parecem que contem.
Estamos aqui a falar de mentiras que REALMENTE estragam a vida de uma pessoa.
Capisci?
Beijinhos e veludinhos azuis

BlueVelvet said...

Olá Colibri,
já fomos visitas uma da outra, há muito tempo.
Ainda bem que voltou.
Veludinhos azuis

BlueVelvet said...

Rocket,
nem imagina como o seu comentário me animou.
Devo ser grande, mesmo.
Veludinhos azuis

BlueVelvet said...

D. Antónia,
nem sempre, nem sempre.
Há pessoas que acreditam no que mais lhes convém.
Veludinhos azuis

Patti said...

Eu também penso que mentira é sempre mentira, por menor que seja.
É não cometê-la, nunca.

E olha Blue, para quando um daqueles teus posts bem dispostos e cheios de piadas divertidas a que nos habituaste?

Carlos Barbosa de Oliveira said...

É impressão minha, ou anda por aí muita amargura? de qualquer modo não posso deixar de lhe dar razão.

BlueVelvet said...

Patti,
um dia destes, quem sabe?
veludinhos azuis

BlueVelvet said...

Olá Carlos,
não é impressão sua, não.
Obrigada pela visita.
Veludinhos azuis

Antonio saramago said...

A Grande Verdade é a de que a VIDA é uma Enorme MENTIRA!
PS: Diz lá de quem desconfias que trabalhou o meu espaço.
Não digas aqui, mas sim lá no meu buraco.
Ainda bem que o turbilhão já se foi.

Sol da meia noite said...

Pois... mas a verdade sempre aparece e tem o poder de eliminar esse veneno.

Amiga, um beijinho *

João Videira Santos said...

Verdade...verdadinha!

f@ said...

Pois...pois e pois .. é VERDADE que a mentir o ser humano se engana a si mesmo... mesmo assim... é a ment'ira o motor de tantas agonias e flagelos... o mentiroso devia provar do seu próprio veneno ...
beijinhos das nuvens

Sorrisos em Alta said...

Depende da mentirinha.

Olha, por exemplo, as dos gajos da meteorologia: Pronto, apanhamos uma molha quando pensávamos que ia estar um sol abrasador.

Mas seguimos a vidinha... (mesmo que com uma gripalhada)

Beijoca

samuel said...

O Gandhi definitivamente sabia coisas!... :)

Abreijos

vita said...

Podemos sempre dar a provar o próprio veneno..

Ou não nos deixar-mos "envenenar" afinal nós temos o poder de aceita-la..ou não.

beijo

Maria said...

Eu subscrevo o teu POIS......
Beijinhos, BVelvet

Carminda Pinho said...

É mais ou menos isso, Blue.
A mentira envenena-nos a vida mas...só se a deixar-mos permanecer.
Eu por mim, vou tentando chutá-la pra canto, e não lhe ligar nenhuma...às vezes consegue-se.:)

Beijos