25 July 2008

A VER O RIO


Saí para jantar sózinha. Lábios vermelhos, stilettos, vestido cintado, perfumada.
(Porque é que em Portugal sinto este receio de me sentar sozinha à mesa de um restaurante?)
Adoro este restaurante à beira rio e adorava ter companhia.
Mas não tenho.
Que se lixe!
À entrada, o primeiro embate:
- Mesa para dois?
- Não. Só para mim, obrigada.
Pouco depois, o segundo: A carta de vinhos não veio e tive que voltar a chamar o empregado que, obviamente, partira do princípio que me limitaria a escolher o vinho da casa.
À volta todas as mesas estavam ocupadas com casais.
Disfarçadamente, comecei a observar quem me rodeava. É um jogo que faço comigo mesma, muitas vezes. Aqui um apaixonado par de namorados. Ali uma patrão e a sua secretária que mastigava de boca aberta, mais além um homem e uma mulher que comiam em silêncio como se nada tivessem a dizer um ao outro. Ao meu lado uma mulher que esbracejava e, em alta voz, chamava nomes à sogra perante um marido silencioso que preferia olhar ostensivamente para as pernas de quem entrava.
A seguir às entradas fiquei a olhar o rio e a pensar como seria bom estar ali com alguém que me fizésse sentir um friozinho no estômago.
Estava absolutamente convencida de que já toda a gente tinha notado que estava sózinha, e que apesar dos lábios vermelhos, dos sapatos altos e do vestido cintado, não arranjara quem me levasse a jantar.
Depois, olhei em volta e sorri.
Pensando bem, há mais felicidade em jantar sozinha do que em ter à frente alguém a quem nada temos para dizer.
Saboreei o vinho e pedi a sobremesa mais calórica da ementa.

26 nhận xét :

xico man said...

Este texto está excelente e é como a expressão diz: mais vale ter 1 passaro a voar do que dois na mão.
Bj

mjf said...

Olá!
Realmente é bom podermos partilhar a nossa vida com alguem...
Mas hoje em dia as relações ( grande parte) são pura e simplesmente fachada...
Tu...tens de saber esperar, és uma Mulher e peras, não te contentes com Pouco ;=)

Beijocas
Bom fim de semana

ivone said...

por vezes a melhor companhia é mesmo a nossa!

sagitario said...

o que é preciso é estar-mos bem connosco próprios, quer seja sós ou acompanhadas, viver sózinha é uma coisa e estar sózinha é completamente diferente, por vezes a solidão é muito boa companheira e dá-nos espaço para saber-mos o que queremos e o que não queremos nesta vida

Antonio saramago said...

Mais vale sózinha que mal acompanhada.
é que muitas vezes as companhias não são as melhores e ao menos sózinha deu para admirares quem te rodeava e até deixares nas outras pessoas a interrogação de que faria ali uma MADAME sózinha!

Carlos Barbosa de Oliveira said...

Sim, é bem melhor jantar sozinho do que levar a tiracolo uma companhia de anos e ficarem ambos num silêncio triste. Essas cenas é que verdadeiramente me incomodam.
Vá lá, não seja egoísta, diga qual foi o vinho e a sobremesa. Sou tão curioso, não sou?

Pekenina said...

Por vezes conseguimos ser a melhor companhia para nós próprios :)

Beijinho*

Maria said...

Pois é, nada melhor que um jantar sozinha... a dois...
ou seja, tu a jantares contigo...
:)))))
Andas muito inspirada, Blue Velvet. Qual foi a ementa? e o vinho? e já agora, qual foi a sobremesa?
Sei que não interessa nada para o teu post, era apenas curiosidade...

Beijos azuis

f@ said...

Nem sei bem o que dizer hoje...que o sabor do jantar também depende da companhia... o sabor do Vinho.... o efeito... as palavras ...o sabor da vida o sabor do amor que afecta o peso do coração.... o torna leve e mais vermelho....
beijinhos das nuvens....

Justine said...

E vivá emancipação, a segurança, a força, a coragem femininas :))

Beijo de fim de semana

1/4 de Fada said...

E quando, na blheteira do cinema, pedimos um bilhete e ficam a olhar para nós com cara de parvos e perguntam, como se não tivessem ouvido bem: "Desculpe, pediu dois bilhetes?" Nunca te aconteceu?

BlueVelvet said...

Xico man,
obrigada pelo elogio.
Veludinhos azuis

BlueVelvet said...

MJF,
obrigada pelo apoio.
Mas é mesmo por ser exigente que estou sózinha:))
Beijinhos e veludinhos

BlueVelvet said...

Ivone,
às vezes, mas depois cansa:)))
Veludinhos azuis

BlueVelvet said...

Ó António,
essa da Madame deu-me vontade de rir.:)))
Beijinhos

BlueVelvet said...

Olá Pekenina,
bom ver-te por aqui.
Beijinhos

BlueVelvet said...

Carlos e Maria,
os Kuskos de serviço:)))
Então vá lá:
Vinho: nada de especial, 2 Quintas.
Sobremesa: Crepe com gelado de nata e chocolate quente.
Aprovado?
Beijinhos e veludinhos azuis

BlueVelvet said...

Fa,
não queres pôr este comentário em pintura?
Beijinhos e veludinhos azuis

BlueVelvet said...

Justine,
Viva, pois.
Mas às vezes custa...
Beijinhos

BlueVelvet said...

1/4 de Fadas,
por acaso essa ainda não me aconteceu, mas se calhar ainda vai acontecer...
Beijokas

Rocket said...

eu, de quando em vez, costumo jantar...

mas, sorry... adoro silêncios...

dizem que os meus olhos sussurram tudo, quando não se comportam como um laser a abrir caminho...


...malvados

1/4 de Fada said...

Olha, Blue, venho assim com pézinhos de veludo, até tirei os saltos para não fazer muito barulho! Deixei outro desafio no blog!!! Bom, este é só para quem quiser aceitar, mas venho desinquietar-te, porque gostava mesmo que aceitasses, porque tu tens jeito para as imagens e para os textos, e eu gostava muito e pronto... Bom, se ficares zangada, isso logo te passa, que nem és má pessoa...
Bjs.

Filoxera said...

;-)))
Beijos.

Pitanga Doce said...

Olha, nem imaginas quantas vezes fiz isto assim, só não tinha um rio a minha frente, mas tinha um largo cheio de árvores frondosas que eles lá nas Beiras chamam de carvalhas. De fato é preciso ter coragem para fazê-lo, não porque seja algo incorreto mas pelos olhares curiosos ou até desapravadores de quem não tem coragem para o fazer.
É certo que é bem melhor ter companhia, quando mais não seja para conversar, mas se for para ter a nossa frente "um mono" que não tenha muito a dizer, há que se brindar a nós!

beijos, Blue

Sorrisos em Alta said...

Não te contentes com um que te faça sentir o friozinho no estômago.
Há-de aparecer aquele que também to aqueça!
O estômago, bem entendido!
;o)

Bjinho

Sunshine said...

Senti o mesmo aqui há umas semanas quando fui ver o filme "Sexo e a cidade".
Tem toda a razão o ditado popular "Antes sózinha que mal acompanhada"
Beijinhos com raios de Sol