15 July 2008

PARABÉNS MÃE


Maternidade de Almada Negreiros - 1935

A minha mãe faz hoje 80 anos.
Sem dúvida alguma uma das pessoas mais importantes da minha vida. Não por ser minha mãe, que não acredito nisso do sangue.
Está cada vez mais pequenina. Quando olho para ela parece-me que cresci, e eu já parei de crescer há muito tempo. E é só o facto de ela estar mais pequenina que me recorda a sua idade, porque por muito que eu tente encontrar o peso dos anos nas suas rugas, só encontro ternura e carinho. Nos seus olhos só brilham estrelas e amor e dos seus lábios só oiço beijos e sorrisos. Continua com o porte de rainha altiva que sempre teve, ainda que se transforme na mais humilde enfermeira, diariamente, para cuidar do meu pai. Na cozinheira de onde saiem os pratos mais deliciosos, porque são feitos com amor.
Como aliás sempre fez tudo na vida.
Luz é o seu nome e uma luz tem sido na vida de toda a família, como um farol que nos indica o rumo, quando estamos perdidos.
Se pudesse escolher, morreria primeiro para não sofrer a dor da sua perda.
Não vejo a idade que realmente tem. Apenas quando penso que se tiver que a defender de algo, eu que não acredito na violência, viro filha-gata e deito as garras de fora.
Gostava de ser criança outra vez, para lhe dizer, como Almada Negreiros:
Mãe! Passa a tua mão pela minha cabeça! Quando passas a tua mão na minha cabeça é tudo tão verdade!

18 nhận xét :

Maria said...

Tão bonito este post, Blue Velvet....
Um dia os teus filhos poderão dizer o mesmo, quando fizeres 80 anos, já viste? É o ciclo da vida...

Um beijo grande para ti, um abraço para a tua mãe, que não conheço, mas de quem gosto...

Vekiki said...

Lindo! Tens sorte em poder dizer isto tudo da tua Mãe...eu também já o disse, mas de uma Avó que já não tenho.
Acredito que os meus Filhos vão poder dizer de mim. Por eles mudei de vida, por eles vivo cada dia.
Parabéns!

Filoxera said...

Parabéns à mãe, que, pelo que sei, é uma pessoa extraordinária e muito positiva, e à filha, que é uma amiga a valer e escreve maravilhosamente.
Que tenham um dia muito, muito feliz e o repitam por vários anos, neste mesmo espírioto.
Beijos e um xi a ambas.

f@ said...

Um dia mto FELIZ... beijinhos ... depois de te acabar de ler...nem presiso dizer nada, ainda podes dizer - " Mãe ! Passa a tua mão na minha cabeça!...Quando passas a tua mão na minha cabeça é tudo verdade!"
Gosto tanto dessa Maternidade de Almada que um dia pintei um à minha maneira... Viste?
Beijinho até ao infinito azul das nuvens

1/4 de Fada said...

Reflectes muito os sentimentos que eu tenho para com a minha mãe.
Beijos.

Carlos Barbosa de Oliveira said...

Parabéns à mãe e à filha que tem uma maneira tão bonita de expressar o "amor de filha".
A minha mãe tem 93, conitinua sã como um pêro e cheia de vida social. Ainda se "fabrica" gente assim?
Conchinhas

Pekenina said...

Que doce, que meiga, que ternurenta, que... verdadeira!
Beijo enorme e muitos parabéns à mãe =)*

FM said...

Bonitas Palavras, como sempre.
Parabéns à Mãe e, já agora, à filha por saber amar desta forma tão especial.
Beijos para ambas.

Pitanga Doce said...

Parabéns a mãe com muitos beijinhos e uma Raposeira de Reserva Especial bem geladinha.

Donagata said...

Muitos parabéns à mãe que soube criar e desenvolver esta relação tão especial com a filha que a faz escrever esta verdadeira ode ao amor que lhe consagra.E não é do sangue, que eu também não acredito lá muito nisso. É muito bonito e até um tanto comovente.
Talvez porque também a minha fará 81 no mês que vem.
Um beijo de parabéns a ambas.

jasmimdomeuquintal said...

parabéns para a mãe e que bonito o teu gesto.
Bjocas

Carminda Pinho said...

Beijinho à D. Luz...
Um post tão bonito...
Uff! já respirei fundo, já passou...
Que sintas a sua mão passar pela tua cabeça, por muito tempo, Blue.
Beijos e...Parabéns.

BlueVelvet said...

Obrigada a todos que por aqui passaram.
Tudo o que sou de bom devo à minha mãe e o que tenho de mau ela não tem culpa nenhuma:)) e sou a mãe que sou tentando seguir os seus passos.
A minha avó era assim também.
Só tem um mal e já devem ter percebido qual é: esta é uma família de matriarcas.
Não é bem clube Luluzinha, porque homem entra...e sai.
Valeu a pena ter passado o que passei, ter sofrido o que sofri, para chegar hoje a este dia.
Valeu a pena!
Sei que é a letra de um fado, mas é assim a vida da Gente.
Um Fado.
Fico feliz por hoje só ter passado por aqui gente boa.
Um beijo
BlueVelvet

Sunshine said...

Parabéns atrasados à tua mãe. é linda a homenagem que lhe fazes.Não é preciso ser criança, podemos sempre pedir-lhes que passem a mão na nossa cabeça, elas fazem-no e é tão bom ...
beijinhos com raios de Sol

Luís Galego said...

a frase do Almada Negreiros é um excelente remate de afecto...parabens à mãe e à filha...

Rocket said...

parabéns! tens tudo.

beijinhos

D.Antónia Ferreirinha said...

Bonito post, blue.
Não é preciso seres Pequena para lhe pedires que faça isso(passar a mão pela cabeça), pois como mãe carinhosa que é, irá fazê-locom todo o gosto.
Beijinho de parabéns á mãe.
Dia feliz.

Parapeito said...

" Se pudesse morreria primeiro para não sofrer a dor da sua perda"...O que se pode dizer de algo assim?
Que possa durante muito tempo ver estrelas nos olhos da sua mãe.

Gostei da sua passagem no meu parapeito...
Um fim de semana cheio de beijos e sorrisos :)