18 February 2008

MULHER OU NEGRO?



Obama ou Clinton?
Julgo que nunca a eleição de um presidente de um qualquer País apaixonou tanto a opinião pública mundial como a que opõe Obama e Clinton.
Só não sei se pelas melhores razões.
É obrigatório que qualquer cidadão medianamente inteligente e interessado pelos problemas que assolam o planeta se preocupe em saber quem irá substituir o senhor Bush, tomando as rédeas da nação mais poderosa do Mundo.
Mas esta paixão que faz com que cada um de nós transfira para si próprio esta responsabilidade, e se interrogue: Eu votaria em quem?, acredito que nunca tenha acontecido.
Desde que me conheço por gente que já fiz esta pergunta a mim própria noutras ocasiões, mas tinha sempre a resposta.
E achava que a tinha pelas razões certas.
Não estou tão convencida que seja isso que acontece desta vez. Por mais voltas que demos chegamos sempre ao binómio mulher/negro e só por si, já isso é invulgar.
Ambos têm contas a ajustar com o País e o Mundo, e é esse ajuste de contas que me preocupa.
Dividem opiniões de tal forma que até a família real americana ( os Kennedy) está dividida.
O clã apoia Obama mas uma das filhas de Bobby apoia Clinton.
Oprah apoia Obama. Porque é negra?
Normalmente a luta seria entre o candidato Republicano e o Democrata. Desta vez, parece que até se esqueceu que há um candidato Republicano.
Dá-se como adquirido que será um Democrata a vencer, e a dúvida é só se será Obama ou Hillary.
Poucos são os que se preocupam em votar em quem é mais competente para governar.
Olhando para o passado de cada um deles seria levada a votar em Hillary.
Todo o seu percurso transpira competência.
Obama nasceu no Hawaii descendente de camponeses do Quénia, viveu em Jacarta e é senador pelo Illinois. Pouco mais sabemos, além de que é negro.
Hillary tem afirmado ao longo da campanha : - My opponent makes speeches. I offer solutions.
Mas contra o “ Yes . We Can “ de Obama, parece ninguém querer saber quais são essas soluções.
Porque o “Yes. We can “ lembra Martin Luther King e o seu sonho.
Lembra Kennedy “And so, my fellow Americans, ask not what your country can do for you; ask what you can do for your country”.
A todos é reconhecido um carisma que Hillary não tem.
Hillary é competente, é uma mulher que sabe o que quer, tem uma experiência de saber feita ( e não é um detalhe o facto de já ter sido 1ª Dama ) e as contas a ajustar são só com Clinton.
Obama é jovem, charmoso, culto e dá aos americanos uma coisa por que todos anseiam: Esperança.
Resta saber se quando chegar à Casa Branca ajusta contas com o País que sempre ostracizou e continua a ostracizar os negros, ou se pelo contrário aproveita a oportunidade única e histórica de reconciliar a Nação consigo própria e com o Mundo.

Nota: Na minha ronda diária pelos blogs que visito, encontrei no Infinito Pessoal http://infinito-pessoal.blogspot.com/, um post sobre este mesmo tema. Aconselho vivamente a sua leitura.

15 nhận xét :

Maria said...

Se eu fosse americana (chiça!!!) não teria dúvidas: era ele.

Beijinhos

Carminda Pinho said...

Será ele que chegará à Casa Branca?
Por enquanto parece ir nesse sentido mas, não aposto.
Desculpar-me-ás mas não gosto do título deste post, porque seja um ou outro não deverá ser escolhiodo pelo sexo ou pela cor mas, sim pela experiência e pelas suas propostas.

Beijinhos

Blue Velvet said...

Querida Maria, eu só tenho porque não tenho a certeza que o tal ajuste de contas não se faça.
Lembras-te quando a Halle Berry ganhou o Óscar?
Lembras-te que mais do que ELA ter ganho o Óscar o importante era ter sido a 1ª mulher negra a ganhar um?
Bjinhos

Blue Velvet said...

Querida Carminda,
mas foi exactamente porque também concordo contigo, que deveriam ser analisadas as propostas e a experiência, e não o facto de haver uma mulher e um negro, que dei ironicamente esse título ao post.
Beijinhos amiga

Ana said...

Penso que Hillary é amplamente vista como a candidata presidencial do partido com mais experiência e mais possibilidade de ser eleita, mas certo é que Obama se tem mostrado cada vez mais perto! Veremos quem no final do ano ocupará a cadeira presidencial!Eu apostaria na Hillary...mas..confesso que seria interessante de vermos um Barack Obama como presidente!
Se fosse americana..? Hillary talvez pelo seu já vasto percurso até aqui,que lhe confere grande experiência,pela sua já passagem pela casa branca ainda que como 1ª.dama..penso que na hora da escolha esse factores têm sempre um peso extra na nossa decisão!

Adorei o post!
Beijinhoo doce

Capitão Merda said...

É-me indiferente que ganhe um ou outro.
Quero que eles se f...

LNeves said...

Obama sem dúvida...

E assim deixo a mimnha marca de passagem pelo teu blog... voltarei

***MUAH***

samuel said...

Grande desafio era ser mulher e negra...
Assim, vou pelo Obama.
Azar o meu, na primeira vez que uma mulher pode efectivamente ser presidente dos EUA, ser uma de quem não gosto.
Mas pronto. Não gosto...posso sempre comer só as batatas. O que é realmente importante é quebrar este ciclo de demência de Bush, coisa que McCain não faria, nomeadamente em relação à guerra, de que é cem por cento apoiante.

Manuel Damas said...

MInha querida Blue...
Pergunto apenas, acrescentado ao seu magnífico "post", algo que deixei antever no meu...
O escândalo Clinton foi por culpa de Clinton, um toleirão, cinquentão, convencido que era dono do Mundo e que tudo podia fazer inclusive brincar com um charuto e com a amante na Sala Oval ou apenas para fuga/escapatória à perfídia e tortura piscológica imposta por Hillary ao longo dos anos?
Não sei se alguma vez saberemos a resposta a esta pergunta mas seria interessante descobrir a verdade...
Beijitos

LB said...

Permite-me uma pequena correcção: não se trata da eleição do presidente mas sim da eleição do candidato dos democratas a presidente.
E eu tenho receio, sabes? Conhecendo um pouco do way of life americano temo (sinceramente) que isto seja um tiro nos pés dos democratas. Isto é, seja a Clinton ou o Obama, a vitória irá para os republicanos. Porque, infelizmente, não estou a ver aquela nação a eleger uma mulher ou um homem de côr para presidente.
Espero mesmo estar enganado... é que estamos no século 21, ou será que lá ainda não?

Beijinho

Spectrum said...

Defonitivamente votaria nele.
Porém, se Obama vencer por causa da cor da pele é uma outra forma de racismo, certo?
Obama parece-me mais ponderado, com um projecto mais amadurecido.
Beijo

Vieira Calado said...

Cá para mim, nem um nem outro.
Quero lá saber dos sorrisos!...
Cumprimentos

Luís Galego said...

Querida Blue

agradeço a referência, mas o seu post vale e muito por si. Acrescento apenas que de facto sómente uma mulher negra podia dar mais cor ao que já é este debate. Daí subscrevo o comentário do seu leitor Samuel.

Para quando em Portugal poderemos ter debates com esta vivacidade? Para quando em Portugal uma mulher a confrontar-se com um negro? Para quando em Portugal um debate forte? Para quando em Portugal uma manifestação contra a insenbilidade social?

MIMO-TE said...

Blue,
a esta hr só consigo dizer: Escolhes por mim???? :)))

Mas o teu post ainda consegui ler e como sempre está muito bom!!!
Bjocas
Mimo-te

Oliver Pickwick said...

Se a Hillary for a candidata democrata, acredito que tem boas possibilidades de tornar-se presidente. Se ganha o Obama, o próximo presidente é o McCain.
Se fosse uma loteria, eu apostava no McCain.
Torço pela Hillary.
Beijos!